banner_site_voce_nao_e_1_35

A OPÇÃO DIÁRIA PELA HUMILDADE

GUIA DE ESTUDO CRESCIMENTO: CRESCIMENTO: Leia: Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação. (Filipenses 4:13 – NTLH) ...

130551498837

Defendendo a fé em tempos de aposta...

(Walter de Lima Filho - Terça - 09/07/2014) Se preferir faça o download: Judas 1 "Aqueles a quem Jesus protege" Nós estamos meditando sobre ...

banner_site_voce_nao_e_1_34

A VIDEIRA E OS RAMOS

GUIA DE ESTUDO CRESCIMENTO: CRESCIMENTO: Leia: — Eu sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido comigo e eu com ele, esse dá muito f...

banner_site_voce_nao_e_1_33

Como a humanidade lida com o nosso ...

GUIA DE ESTUDO CRESCIMENTO: CRESCIMENTO: Leia: — Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes d...

Mensagens de Domingo

Amargosa Valley, Nevada; highway through desert

A presença de Deus nos dá força e coragem

(Walter de Lima Filho - Domingo - 15/06/2014) Se preferir faça o download: Josué 1:9 Nesta noite, eu pretendo compartilhar com vocês ...

Mensagens de Terça-feira

130551498837

Defendendo a fé em tempos de apostasia – Parte 5

(Walter de Lima Filho - Terça - 09/07/2014) Se preferir faça o download: Judas 1 "Aqueles a q...

Você não é 1!

banner_site_voce_nao_e_1_35

A OPÇÃO DIÁRIA PELA HUMILDADE

GUIA DE ESTUDO CRESCIMENTO: CRESCIMENTO: Leia: Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação. (Filipenses 4:13 – ...

A OPÇÃO DIÁRIA PELA HUMILDADE

GUIA DE ESTUDO CRESCIMENTO:

CRESCIMENTO:

  • Leia:
    • Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação. (Filipenses 4:13 – NTLH)
  • Pergunte:
    • O que o Senhor Jesus Cristo nos dá?
    • O que posso fazer com que o Senhor Jesus no dá?

EXPLORANDO:

  • Como enfrentamos o teste diário da humildade? (página 305 – parágrafo 01)
  • Como conseguimos escolher a humildade? (página 305 – parágrafo 01)
  • O que o relato do Senhor Jesus como servo deve ser para nós? (página 306 – parágrafo 03)
  • O que significa considerar o outro mais importante? (página 306 – parágrafo 04)
  • Quais a duas atitudes que matam um relacionamento? (página 306 – último parágrafo até página 307 – parágrafo 01)
  • Por que a ambição egoísta é destrutiva para os relacionamentos? (página 307 – parágrafo 02)
  • Baseado em I Pedro 5:5-6 o que podemos aprender sobre ser humilde? (página 307 – último parágrafo até página 308 – parágrafo 01)
  • Quais as duas ações simples que o autor nos convida a fazer? (página 308 – último parágrafo)
  • Por que tenho que admitir que sou orgulhoso? (página 308 – último parágrafo)
  • Como devo agir de forma humilde? (página 308 – último parágrafo)
  • Por que agir com humildade, mesmo não sendo espontâneo não é hipocrisia? (página 308 – último parágrafo até página 309 – parágrafo 01)
  • Por que não posso tentar me sentir humilde? (página 308 – parágrafo 01)
  • O que é ser humilde? (página 308 – parágrafo 01)
  • Que tipo de liberdade a humildade nos proporciona? (página 310 – parágrafo 03)

APLICANDO:

  • Existe algum ponto repulsivo de orgulho que tem ignorado na sua vida?
  • Faça a tarefa do cartão (página 308) essa semana e avalie os resultados.
  • Faça o teste diário de grandeza que se encontra nas páginas 309 e 310.

Defendendo a fé em tempos de apostasia – Parte 5

(Walter de Lima Filho – Terça – 09/07/2014)

Se preferir faça o download:

Judas 1

“Aqueles a quem Jesus protege”

Nós estamos meditando sobre as pessoas para as quais, Judas escreveu a sua carta. No verso 1, o escritor os denomina como:

Aqueles “que foram chamados”, ou seja, aqueles que Deus resgatou das coisas e práticas profanas do mundo.
“Aqueles a quem Deus, o Pai, ama”, ou seja, aqueles que se dedicaram ou se separaram para Ele, a fim de viverem para a manifestação da Sua glória. Por causa dessa atitude, eles são amados pelo Pai.

Dando sequência ao que temos visto, Judas diz que seus leitores são “aqueles a quem Jesus protege”. Nós precisamos entender este termo, para pensarmos corretamente sobre o seu significado.

1. Deus só protege aquele que aceita a Sua proteção.

O verbo “proteger” (no grego – tereo) usado por Judas em sua carta significa alguém, que Deus mantém guardado, conservado, protegido em um determinado estado. O sentido é que só Jesus Cristo tem o poder de conservar na fé verdadeira, aqueles que querem ser protegidos por Ele e é dessa maneira que eles protegem a sua fé. Para isso, eles abandonam as coisas profanas deste mundo e se dedicam a Deus em amor, a fim de cumprir os Seus propósitos.

Vamos ler o verso 6:

icon_biblia Lembrem dos anjos que não ficaram dentro dos limites da sua própria autoridade, mas abandonaram o lugar onde moravam. Eles estão amarrados com correntes eternas, lá embaixo na escuridão, onde Deus os está guardando para aquele grande dia em que serão condenados. (Jd.6 NTLH)

Neste verso, há duas coisas a se considerar sobre os anjos decaídos:

Primeiro: Os anjos “que não ficaram dentro dos limites”. A ideia é que eles não conservaram o estado original, estabelecido por Deus. Eles não guardaram, não conservaram, não protegeram o modo como Deus os criou, mas seguiram o engano e a mentira de Lúcifer.

Segundo: “Deus os está guardando”. Significa que Deus os mantém guardados e conservados, para o dia em que serão eternamente condenados ao Inferno, com o seu líder Satanás.

Vamos ler o verso 13:

icon_biblia  Eles são como as ondas bravas do mar, jogando para cima a espuma das suas ações vergonhosas; são como estrelas sem rumo, para as quais Deus reservou, para sempre, um lugar na mais profunda escuridão. (Jd.13 NTLH)

Este verso fala dos imorais, que gostam de viver na luxúria, que levam as pessoas a pecar, que zombam e desprezam os poderes malignos, que agem sem o bom senso bíblico, que seguem o caminho da inveja e do ódio, materialistas, avarentos, fascinados pelo dinheiro, não obedecem a Deus, são anárquicos, glutões e vivem se embebedando. (cf. Jd.7-12)

Ao dizer que Deus “reservou, para sempre…”, Judas está dizendo que o Senhor tem guardado, conservado, preservado um lugar que Ele mesmo protege, para o sofrimento eterno dessas pessoas!

Diante de tudo isso, aprendamos o seguinte: Deus protege aquele que quer ser protegido por Ele! Quem quer ser protegido por Deus, se protege abandonando as coisas profanas deste mundo e se dedicando ao Pai completamente, a fim de ser amado por Pai em Cristo. Então, nós temos grande responsabilidade no que se refere a sermos protegidos por Deus.

2. A nossa responsabilidade em nos conservarmos em Cristo.

Vamos ler Judas 21:

icon_biblia  E continuem vivendo no amor de Deus, esperando que o nosso Senhor Jesus Cristo, na sua misericórdia, dê a vocês a vida eterna. (Jd.21 NTLH)

Uma vez que abandonamos as coisas profanas deste mundo e nos dedicamos a Deus completamente, Judas pede que cooperemos com o Pai, vivendo em amor e na esperança de que Jesus, na Sua misericórdia, nos dê a vida eterna.

O apóstolo Pedro diz que as mais ricas bênçãos que Deus guarda para o Seu povo, estão guardadas na eternidade, onde elas não perdem o seu valor, não se estragam e não são destruídas. (cf. 1 Pe.1:4)

No entanto, Pedro afirma que essas bênçãos serão daqueles que, por meio da fé, permitem ser guardados (tereo = conservados, protegidos, preservados) pelo poder de Deus. Vejamos:

icon_biblia Essas bênçãos são para vocês que, por meio da fé, são guardados (tereo) pelo poder de Deus para a salvação que está pronta para ser revelada no fim dos tempos. (1 Pe.1:5 NTLH)

Deus nos provê do Seu poder para que fiquemos firmes na fé, enquanto manifestamos a fé verdadeira. Dessa forma, ninguém pode nos conduzir para longe do amor do Pai contra a nossa vontade.

Porém, o que acontece quando o cristão passa a agir como um não cristão? A promessa Divina ainda se aplicará a ele, mesmo tendo mudado a sua conduta? A Carta aos Hebreus 4:1,2,11, nos diz claramente que eles perdem a proteção Divina; portanto, eles perdem a salvação e as ricas bênçãos eternas.

icon_biblia  1 Deus nos deixou a promessa de que podemos receber o descanso de que ele falou. Portanto, tenhamos muito cuidado para que Deus não julgue que algum de vocês tenha falhado, deixando assim de receber esse descanso. 2 Pois, assim como aquelas pessoas ouviram, também nós ouvimos a boa notícia. Elas ouviram a mensagem, porém ela não lhes fez nenhum bem porque, quando a ouviram, não a receberam com fé. 11 Portanto, façamos tudo para receber esse descanso, e assim nenhum de nós deixará de recebê-lo, como aconteceu com aquelas pessoas, por terem se revoltado. (Hb.4:1,2,11 NTLH)

Há na Carta aos Hebreus um texto mais longo, mas que diz a mesma coisa aos que relaxam na fé.

icon_biblia  12 Meus irmãos, cuidado para que nenhum de vocês tenha um coração tão mau e descrente, que o leve a se afastar do Deus vivo. 13 Pelo contrário, enquanto esse “hoje” de que falam as Escrituras Sagradas se aplicar a nós, animem uns aos outros, a fim de que nenhum de vocês se deixe enganar pelo pecado, nem endureça o seu coração. 14 Pois seremos companheiros de Cristo se continuarmos firmes até o fim na confiança que temos tido desde o princípio. 15 É isso o que as Escrituras Sagradas dizem: “Se hoje vocês ouvirem a voz de Deus, não sejam teimosos como foram os seus antepassados quando se revoltaram contra ele.” 16 Quem foi que ouviu a voz de Deus e se revoltou contra ele? Foram todos os que Moisés tirou do Egito. 17 Com quem foi que Deus se irritou durante quarenta anos? Foi com os que pecaram e caíram mortos no deserto. 18 E de quem é que Deus estava falando quando fez este juramento: “Eles nunca entrarão na Terra Prometida, onde eu lhes teria dado descanso”? Ele estava falando das pessoas que se revoltaram. 19 Portanto, vemos que elas não puderam entrar na Terra Prometida porque não tiveram fé. (Hb.3:12-19 NTLH)

Embora sejamos protegidos em Cristo Jesus, é nossa a responsabilidade de nos conservarmos Nele e na fé que Ele nos deu. Deus requer essa atitude: que nos mantenhamos no Seu amor, ou seja, que abandonemos as coisas profanas deste mundo e nos dediquemos a Ele completamente, a fim de sermos Seus cooperadores nesta terra.

A VIDEIRA E OS RAMOS

GUIA DE ESTUDO CRESCIMENTO:

CRESCIMENTO:

  • Leia:
    • — Eu sou a videira, e vocês são os ramos. Quem está unido comigo e eu com ele, esse dá muito fruto porque sem mim vocês não podem fazer nada. (João 15:5 – NTLH)
  • Pergunte:
    • Como o Senhor Jesus se define?
    • Como o Senhor Jesus nos define?
    • O que a unidade com o Senhor Jesus nos faz?
    • Qual consequência para aquele que não tem unidade com o Senhor Jesus?

EXPLORANDO:

  • Por que não podemos focar somente na grandeza ou somente na humildade? (página 298 – parágrafo 01)
  • O que o Senhor Jesus Cristo nos ensinou a partir do exemplo da videira e do ramo? (página 298 – parágrafo 02)
  • O que Deus não quer para nós e o que Ele quer para nos? (página 298 – parágrafo 02)
  • Como o Senhor Jesus Cristo define o tipo de vida que devemos ter, baseado no ideal de Deus para nós? (página 298 – último parágrafo e página 299 – parágrafo 01)
  • Quem é Deus na parábola da videira? Qual é o Seu papel? (página 299 – parágrafo 02)
  • Quem é o Senhor Jesus Cristo na parábola da videira? Qual é o Seu papel? (página 299 – parágrafo 03)
  • Como devemos tratar o Senhor Jesus Cristo segundo a parábola da videira? (página 299 – parágrafo 03)
  • Como somos representados na parábola da videira? Qual o nosso papel? (página 299 – último parágrafo)
  • Como deve ser o ramo que permanece unido com a videira? (página 300 – parágrafo 01)
  • O que é ser frutífero e o que é fruto? (página 300 – parágrafo 01)
  • O que é necessário para que um ramo seja frutífero? (página 300 – parágrafo 02)
  • Por que o ramo precisa ser podado? (página 300 – parágrafo 03)
  • Por que Deus nos poda e como Ele nos poda? (página 301 – parágrafo 02)
  • O que significa permanecer? (página 301 – último parágrafo)
  • Por que temos que permanecer unidos com o Senhor Jesus? (página 302 – parágrafo 01)
  • O que é permanecer unido com o Senhor Jesus Cristo? (página 302 – parágrafo 02)
  • O que é mais importante nos os atos de permanecer unido com o Senhor Jesus? (página 302 – último parágrafo)
  • Como permanecer conectado no amor do Senhor Jesus Cristo? (página 303 – parágrafo 01)
  • Qual é a conclusão que o autor chega sobre o amor do Senhor Jesus Cristo? (página 303 – parágrafo 01)
  • Como é o fruto que produzimos em união com o amor do Senhor Jesus? (página 303 – parágrafo 02)

APLICANDO:

  • Como tem tratado a poda de Deus em sua vida?
  • Você tem se posicionado como um ramo na videira? Como tem agido?
  • Como reage quando recebe uma poda de Deus em sua área de maior vigor?

Como a humanidade lida com o nosso relacionamento com Deus

GUIA DE ESTUDO CRESCIMENTO:

CRESCIMENTO:

  • Leia:
    • — Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso. (Mateus 11:28 – NTLH)
  • Pergunte:
    • O que o Senhor Jesus pede?
    • A quem o Senhor Jesus pede?
    • Que o Senhor Jesus oferece aos que forem a Ele?

EXPLORANDO:

  • Qual a diferenças entre as orações do Fariseu e do cobrador de impostos? (página 293 – parágrafo 01)
  • Qual das duas orações o Senhor ouviu? Por que? (página 293 – parágrafo 02)
  • O que o ato de se exaltar faz com o relacionamento com Deus? (página 293 – parágrafo 04)
  • Qual o perigo do tempo de igreja? Por que? (página 293 – último parágrafo)
  • O que leva uma pessoa com muito tempo de igreja se tornar como o Fariseu? (página 294 – parágrafo 02)
  • Quais as advertências o Senhor Jesus faz sobre o tipo de religião “faça você mesmo”? (página 294 – parágrafos 04, 05 e 06)
  • Qual é a solução para a armadilha da religião “faça você mesmo”? (página 295 – parágrafo 01)
  • O que a experiência com Deus nas palavras de Mateus 11:28, produziram na vida do autor em seu momento mais difícil? (página 297 – parágrafo 01)
  • Como o Senhor Jesus vê a tempestade de nosso coração? (página 297 – parágrafo 02)

APLICANDO:

  • Como você poderia confessar suas necessidades a Deus e passar a depender Dele para supri-las?
  • Como tem se dirigido a Deus em suas orações?

Defendendo a fé em tempos de apostasia – Parte 4

(Walter de Lima Filho – Terça – 01/07/2014)

Se preferir faça o download:

Judas 1

“Aqueles a quem Deus, o Pai, ama” – Parte 2

Na semana passada, nós vimos que aqueles a quem o Pai ama, são os que se separam para Ele. No entanto, nós não conseguimos por nós mesmos, determinar como deve ser essa separação.

Então, nós meditamos que o processo da separação depende do trabalho do Espírito Santo e da Palavra de Deus. É o Espírito de Deus quem nos escolhe e nos conduz pela Verdade e a Palavra de Deus é a Verdade Divina revelada a nós.

Deus, pelo Seu Espírito, tanto ensina como nos conduz pela Sua Palavra, pois é somente por ela que podemos ser de Deus e amados por Ele. É por meio da Verdade que somos divinamente podados, purificados e limpos da influência deste mundo, ou seja, por meio da Palavra de Deus nós aprendemos os princípios da Verdade, pela qual passamos a andar de um modo que glorifica a Deus.

Fortalecidos pelo Espírito Santo e corrigindo sempre a nossa conduta pela Palavra de Deus, nós somos capacitados a superarmos as forças espirituais do mal e perseverarmos em Cristo. Então, nós travamos essa tremenda batalha: as paixões da nossa carne contra o Espírito Santo, e Ele, contra as nossas paixões carnais, a fim de que as crucifiquemos em Cristo e vivamos para Deus.

No entanto, muitas pessoas entendem a santificação como um ato único, ou seja, eles creem que Deus as santifica e pronto. Porém, a coisa não é bem assim.

Na semana passada, nós vimos que aqueles a quem o Pai ama, são os que se separam para Ele. No entanto, nós não conseguimos por nós mesmos, determinar como deve ser essa separação.

Então, nós meditamos que o processo da separação depende do trabalho do Espírito Santo e da Palavra de Deus. É o Espírito de Deus quem nos escolhe e nos conduz pela Verdade e a Palavra de Deus é a Verdade Divina revelada a nós.

Deus, pelo Seu Espírito, tanto ensina como nos conduz pela Sua Palavra, pois é somente por ela que podemos ser de Deus e amados por Ele. É por meio da Verdade que somos divinamente podados, purificados e limpos da influência deste mundo, ou seja, por meio da Palavra de Deus nós aprendemos os princípios da Verdade, pela qual passamos a andar de um modo que glorifica a Deus.

Fortalecidos pelo Espírito Santo e corrigindo sempre a nossa conduta pela Palavra de Deus, nós somos capacitados a superarmos as forças espirituais do mal e perseverarmos em Cristo. Então, nós travamos essa tremenda batalha: as paixões da nossa carne contra o Espírito Santo, e Ele, contra as nossas paixões carnais, a fim de que as crucifiquemos em Cristo e vivamos para Deus.

No entanto, muitas pessoas entendem a santificação como um ato único, ou seja, eles creem que Deus as santifica e pronto. Porém, a coisa não é bem assim.

1. O progresso para permanecermos no amor do Pai, ou seja, a santificação.

Vamos aprender com os membros da igreja em Corinto:

1.1. Quem foi santificado para Cristo Jesus?

icon_biblia(1-2) Eu, Paulo, que fui chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Cristo Jesus, escrevo, junto com o irmão Sóstenes, esta carta à igreja de Deus que está na cidade de Corinto. Escrevo a todos os que, pela sua união com Cristo Jesus, foram chamados para pertencerem ao povo de Deus. Esta carta é também para aqueles que em todos os lugares adoram o nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso. (1 Co.1:1,2)

Paulo diz que foi “chamado” para ser apóstolo de Cristo Jesus. Isso quer dizer, que ele foi separado das coisas profanas, a fim de ser dedicado a Cristo como um mensageiro com ordens específicas, ou seja, a de ser apóstolo.

Ele escreve para aqueles que foram separados por Deus das coisas profanas deste mundo para pertencerem ao povo de Deus. Quando Paulo diz que eles foram chamados para “pertencerem” ao povo de Deus, esse verbo significa “santificado”, ou separado para ser povo de Deus. O interessante é que as palavras de Paulo não eram apenas para os cristãos de Corinto, mas para todos “aqueles que em todos os lugares adoram o nosso Senhor Jesus Cristo”.

Então, os que Deus escolheu para serem santificados, ou seja, para ser “aqueles a quem Deus, o Pai, ama”, são os que aceitam pertencer à Sua família espiritual – a Igreja. Portanto, eles são dedicados a Deus dedicando-se à Sua Igreja e por isso o Pai os ama.

1.2. Quem tem sido santificado por Deus?

icon_biblia 9 Vocês sabem que os maus não terão parte no Reino de Deus. Não se enganem, pois os imorais, os que adoram ídolos, os adúlteros, os homossexuais, 10 os ladrões, os avarentos, os bêbados, os caluniadores e os assaltantes não terão parte no Reino de Deus. 11 Alguns de vocês eram assim. Mas foram lavados do pecado, separados para pertencer a Deus e aceitos por ele por meio do Senhor Jesus Cristo e pelo Espírito do nosso Deus. (1 Co.6:9-11 NTLH)

Muitos que estão na Igreja praticavam essas coisas que Deus denomina como profanas. Eles foram convencidos pelo Espírito de Deus e pela Verdade, de que vivendo como viviam não entrariam no Reino de Deus. Eles aceitaram a Jesus, foram lavados de seus pecados e o Senhor os separou para pertencerem a Ele. Eles não foram aceitos pelos seus próprios méritos, mas pela obra de Cristo e do Espírito Santo.

1.3. Mesmo dentro da Igreja em Corinto, eles se tornaram como mundanos ou carnais. (1 Co.3:1-3)

icon_biblia  1 Na verdade, irmãos, eu não pude falar com vocês como costumo fazer com as pessoas que têm o Espírito de Deus. Tive de falar com vocês como se vocês fossem pessoas do mundo, como se fossem crianças na fé cristã. 2 Tive de alimentá-los com leite e não com comida forte, pois vocês não estavam prontos para isso. E ainda não estão prontos, 3 porque vivem como se fossem pessoas deste mundo. Quando existem ciumeiras e brigas entre vocês, será que isso não prova que vocês são pessoas deste mundo e fazem o que todos fazem? (1 Co.3:1-3 NTLH)

Quem é amado pelo Pai não vive apenas dentro da Igreja, mas vive pela direção do Espírito Santo. Quem é dirigido pelo Espírito de Deus cresce no conhecimento e nas obras do Pai, porque parou de praticar as coisas profanas deste mundo. No entanto, quando alguém pratica as obras deste mundo, mesmo dentro da Igreja, é mundano! Nós temos aprendido com Tiago o seguinte:

icon_biblia Gente infiel! Será que vocês não sabem que ser amigo do mundo é ser inimigo de Deus? Quem quiser ser amigo do mundo se torna inimigo de Deus. (Tg.4:4 NTLH)

O termo “infiel” significa “adúltero” ou descrente. Portanto, o “cristão” mundano é um adúltero, descrente e inimigo de Deus. A sua amizade com o mundo significa que ele não comunga com o Pai, mas é “associado” com os valores que Deus odeia.

2. Os que são santificados ou amados por Deus têm o mesmo Pai de Jesus.

icon_biblia Jesus purifica as pessoas dos seus pecados; e todos, tanto ele como os que são purificados, têm o mesmo Pai. É por isso que Jesus não se envergonha de chamá-los de irmãos. (Hb.2:11 NTLH)

A santificação não é algo que já está terminado, mas é um processo constante que começa na conversão e continua pelo crescimento da fé. Conforme vamos conhecendo a Verdade, nós vamos sendo podados por Deus de nossos erros e pecados. Quando aceitamos esse trabalho Divino por meio da Verdade e do Espírito Santo, fazemos com que Jesus sinta orgulho de nós.

3. A santificação abrange o nosso espírito, alma e corpo.

icon_biblia Que Deus, que nos dá a paz, faça com que vocês sejam completamente dedicados a ele. E que ele conserve o espírito, a alma e o corpo de vocês livres de toda mancha, para o dia em que vier o nosso Senhor Jesus Cristo. (1 Ts.5:23 NTLH)

Há quem pense que o que fazemos com o corpo não atinge a nossa alma e espírito. Eles se enganam, pois Paulo nos diz o contrário. A nossa dedicação a Deus deve ser completa, ou seja, espiritual, mental, emocional e física.

Quando não desejamos ser “aqueles a quem Deus, o Pai, ama”, o Evangelho, a Igreja e a fé enfraquecem. A minha esperança é que nós tenhamos o desejo de sermos amados pelo Pai, ou seja, de sermos participantes desse processo de santificação, para que possamos defender a fé que uma vez por todas nos foi dada.