Mente sã, pensamentos puros - Parte 4

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Nós aprendemos que devemos adotar a pureza como estilo de vida, porque Deus é puro por natureza. Nele, não existe impureza e, então, cabe a todo cristão verdadeiro o esforço para manter seus pensamentos puros.

As Escrituras Sagradas nos ensinam três princípios para buscarmos uma mente sadia e termos pensamentos puros. Dos três, nós vimos dois:

  • Que nós foquemos a nossa atenção para o “Céu”, pois é de lá que desfrutamos dos recursos para sermos puros.

Por quê? Como já vimos, é do “Céu” que esperamos o SENHOR Jesus e, portanto, é do “Céu” que vem o melhor de Deus para nós. O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos de Éfeso o seguinte:

& Agradeçamos ao Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo, pois ele nos tem abençoado (favorecimento, auxílio, ajuda) por estarmos unidos com Cristo, dando-nos todos os dons espirituais (bênçãos que pertencem ao Espírito de Deus) do mundo celestial. (Ef.1:3 NTLH)

  • A pureza exercida na Terra faz com que façamos escolhas corretas e obtenhamos a aprovação de Deus.

& 7 E a paz de Deus (a observação dos termos e propósitos divinos que nos tornam amigos de Deus), que ninguém consegue entender (julgar, compreender), guardará o coração e a mente de vocês (dará proteção contra a invasão ou ação inimiga), pois vocês estão unidos com Cristo Jesus. 8 Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas. (Fp.4:7,8 NTLH)

A pessoa pura é aquela que permite o trabalho (a poda) do “Céu” (de Deus) em sua mente, pois ela sabe que Deus é puro e que Ele lhe mostrará a Sua pureza e esplendor, ou seja, a Sua glória (veja Sl.18:26). Esse tipo de cristão compreende que viver para a glória de Deus é o alvo primário da sua vida sobre a Terra.

Entretanto, qual é a razão de buscarmos a pureza do “Céu” e a expressarmos sobre a Terra, por meio de uma vida aprovada pelo SENHOR? A razão é que quando buscamos a pureza como estilo de vida, ela fará com que nos tornemos parecidos com Jesus em relação ao Seu procedimento e propósitos.

O objetivo da pureza vai além de focarmos o “Céu” e a nós mesmos sobre a Terra: ela faz com que pensemos na nossa missão cristã às pessoas ao nosso redor; nós olhamos para elas com os olhos e propósitos de Deus.

3. Que eu pense e olhe para as pessoas ao meu redor com pureza de coração.

Observemos o ensinamento de Jesus:

& 7 — Felizes as pessoas que têm misericórdia dos outros (que dão a eles o que realmente precisam), pois Deus terá misericórdia delas. 8 — Felizes as pessoas que têm o coração puro (que agem à semelhança de Deus), pois elas verão a Deus. 9 — Felizes as pessoas que trabalham pela paz (que ensinam as pessoas sobre como compreender e a desenvolver uma vida de comunhão e amizade com Deus, por meio dos Seus termos), pois Deus as tratará como seus filhos. (Mt.5:7-8 NTLH)

Jesus ensina que todo discípulo verdadeiro não dará às pessoas fantasias ou sonhos que satisfaçam os seus interesses pessoais, mas o que é realmente necessário para saírem do estado de miséria espiritual e moral em que se encontram.

Ela agirá de acordo com os versos 3-6 de Mateus 5, pois o objetivo do cristão comprometido com Cristo é conduzir as pessoas ao seu redor a desejarem o Reino de Deus (Seu Governo v.3), a lamentarem o seu estado espiritual e moral (v.4), a se submeterem à soberania divina (v.5) e a aplicarem em suas vidas os princípios e as verdades divinas (v.6) nas diferentes situações que enfrentam.

O apóstolo Paulo diz:

& Que ninguém procure (contemplando, observando, olhando) somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros. (Fp.2:4 NTLH)

As pessoas estão andando constantemente em volta das suas desgraças e como precisam daqueles cujas mentes estão equilibradas com a vida e os princípios divinos! Em vez de vivermos “somente” para os nossos desejos, como seríamos úteis a Deus se pensássemos nos desgostos, nas lutas e na esperança que poderíamos oferecer às pessoas ao nosso redor!

Paulo não está dizendo que devemos abandonar o que está à nossa frente, mas que enquanto caminhamos em direção a elas, que ajudemos aqueles que precisam da orientação divina. Que tenhamos misericórdia delas, que as ajudemos, assim como Deus tem nos ajudado e as ensinemos sobre como podem desfrutar da companhia de Deus, aplicando em suas vidas os Seus princípios e verdades, a fim de fazerem a Sua vontade.

No entanto, nós só tomaremos essa atitude caso aprendamos a “morrer para nós mesmos”. Morrer para si mesmo e olhar o próximo com o olhar de Deus deve ser o trabalho de todo pregador, conselheiro, ou de qualquer cristão que deseja amar o SENHOR e ao próximo (cf. Mt.22:36-40; 5:13-15).

Quando Paulo nos pede que atentemos para os interesses dos outros, ele está dizendo que devemos ser proativos (antecipar futuros problemas e mudanças) e pensar, estudar acerca de como dar o melhor de Deus às pessoas ao nosso redor. Depois disso, nós nos aproximaremos delas.

A minha esperança é que o SENHOR nos ajude a sermos melhores para Ele e para a alegria Dele!

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail