Estamos no mundo, mas não somos do mundo! - Parte 3

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

João 17:15,16

Jesus, na Sua oração pelos discípulos, pediu ao Pai o seguinte:

& 15 Não peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. 16 Assim como eu não sou do mundo, eles também não são. (Jo.17:15,16 NTLH)

Nas semanas passadas, vimos que o mundo nunca aceitará a Igreja que vive para a glória de Deus. Vivendo desse modo, a Igreja representa uma grande ameaça aos valores mundanos (às suas práticas carnais e trapaceiras). Quando a Igreja se estabelece sobre a Palavra de Deus e vive para manifestar a realidade divina, ela é denominada pelo mundo como intolerante.

Vimos que muitas igrejas locais se transformaram em guetos, devido ao medo de se relacionarem com o mundo. Então, elas pregam apenas suas regras duras, regimentos próprios, fazem jejuns e orações e intimidam seus membros a não terem contato com pessoas que não sejam cristãs. Elas se isolam, não ensinam a Palavra de Deus adequadamente e deixam de ser sal e luz para o mundo. Quando somos o que devemos ser no mundo, nós nos tornamos um terror para ele.

Assim como o óleo não se mistura com a água, não há como misturar a verdadeira Igreja com o mundo. Sabemos, portanto, que a Igreja tem “namorado” os costumes mundanos com a premissa de atraí-lo. Entretanto, essa tática revela uma total independência do trabalho do Espírito Santo em convencer as pessoas do pecado, do que é direito e justo, como do julgamento de Deus. (cf. Jo.16:8) O mundanismo entra em seu seio e tudo vira uma diversão, menos adoração! Aos poucos, estamos colocando nas mãos de Satanás o que chamamos de igreja.

Meditamos também que tudo o que Deus fez em Gênesis era “bom” (útil, excelente, valioso, cheio de vida). Porém, o homem entregou a Satanás o que Deus colocou em suas mãos para administrar, e o mundo passou a estar sob o domínio do Maligno. (cf. 1 Jo.5:19)

Então, surgiu um conjunto de ideias e comportamentos que provocam a justa ira de Deus e que O entristecem, ou seja, o “mundanismo”. Todo cristão verdadeiro é resgatado dessa filosofia maligna quando crê e se une a Cristo. Entretanto, mesmo em Cristo, o cristão não está livre da presença do mundo, do seu poder e do seu líder – Satanás.

3. Você está no mundo, mas não pertence a ele.

Antes de fazer o homem, Deus criou um jardim (Éden – uma prefigura ou representação de Cristo) e o plantou no mundo. Ele estava no mundo, mas não era do mundo. O passado deste planeta ficou para trás. O ser humano (Adão e Eva) deveria viver nesse jardim (na nova criação divina), cuidar dele e ter muitos filhos. A expansão do Éden sobre o mundo se daria pela multiplicação dos descendentes de Adão e Eva.

Porém, quando o primeiro casal desobedeceu a Deus, tanto Adão como Eva perderam o privilégio de continuarem vivendo no Éden. (cf. Gn.3:22-24) Por mais que quisessem, não poderiam retornar ao Éden, pois Deus colocou querubins e uma espada de fogo que dava voltas em todas as direções para guardá-lo.

O ser humano contaminou o que era para ser santo (dedicado a Deus), permitindo que Satanás o influenciasse a desobedecer ao SENHOR. Agora, ele possuía o conhecimento do bem e do mal e deveria escolher entre um e outro, a fim de cultivar uma vida de lealdade e obediência a Deus.

Então, por meio de uma vida de fé e obediência, mesmo fora do jardim, a vida do Éden (a representação de Cristo) estaria dentro deles. Eles viveriam no mundo, mas, pela fé, estariam no Éden (desfrutariam dos recursos inesgotáveis de Deus). Portanto, estariam no mundo, mas não pertenceriam a ele.

O mesmo se deu na vinda de Jesus. Tudo estava afastado de Deus, até mesmo a religião. Tudo era um caos. Jesus (assim como o Éden) foi “plantado” no mundo. O primeiro Adão foi feito fora do mundo, mas ingressou no mundo. O “Segundo Adão” (cf. 1 Co.15:45), nasceu e viveu no mundo, mas, ao contrário de Adão, não Se deixou contaminar por ele.

O apóstolo Pedro declara:

& Ele (Jesus) não cometeu nenhum pecado, e nunca disse uma só mentira. (1 Pe.2:22 NTLH)

Jesus veio e saiu do mundo (um sistema de vida contrário a tudo o que é de Deus), sem mácula. Ele ressuscitou, ou seja, Jesus recebeu um corpo glorificado, sem uma natureza pecaminosa e, por isso, se tornou o Espírito que dá vida (revestida com novos e maiores poderes – 1 Co.15:45). Jesus, a exemplo de Adão, veio primeiro em carne, e depois Se tornou o Espírito vivificante.

Assim como o Éden foi fechado para o mundo, o mesmo se dá com Jesus. Ninguém pode viver Nele se não for atraído por Deus (cf. Jo.6:44), e quem Nele vive é porque crê e vive pela fé (em fidelidade, lealdade e obediência). Vamos ler o que Jesus disse aos Seus discípulos:

& 15 Jesus continuou: — Se vocês me amam, obedeçam aos meus mandamentos. 16 Eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Auxiliador, o Espírito da verdade (Jesus é a Verdade – Jo.14:6), para ficar com vocês para sempre. 17 O mundo não pode receber esse Espírito porque não o pode ver, nem conhecer. Mas vocês o conhecem (assim como Adão conheceu o Éden) porque ele está com vocês e viverá em vocês. 18 — Não vou deixá-los abandonados, mas voltarei para ficar com vocês. 19 Daqui a pouco o mundo não me verá mais, mas vocês me verão. E, porque eu vivo, vocês também viverão. (Jo.14:15-19 NTLH)

Permita-me criar uma conversa fictícia entre Deus e Adão, usando o texto acima:

Adão, o nosso relacionamento vai sofrer algumas mudanças, pois você está agora fora do jardim, pela razão de ter desobedecido às ordens que lhe dei. Porém, se você Me ama, viva uma vida de obediência. EU SOU o Seu Pai e quero viver em você. O mundo em que você vive não Me conhece e não pode Me ver, mas você Me conhece, porque estou com você e quero viver em você. Eu não vou abandoná-lo e, mesmo fora do Éden, Eu quero ficar com você; se for leal, fiel e obediente no mundo, sempre Me verá, como Me via no Éden. Creia que Eu vivo, viva em comunhão Comigo e você viverá eternamente.

Depois que Jesus ascendeu aos Céus, os discípulos receberam o Espírito de Cristo (o Espírito Santo – Lc.24:49; At.2:1-4). O mesmo Jesus que viveu diante dos seus olhos estava agora vivendo dentro deles, porque foram fieis e obedientes (eles obedeceram a Jesus e permaneceram em Jerusalém até a descida do Espírito de Deus).

Em Atos 2, a Igreja de Jesus foi formada dentro do mundo. Ela foi criada para fazer a vontade de Deus no mundo e com autoridade sobre os poderes que o regem.

& 19 Escutem! Eu dei a vocês poder (autoridade, permissão, procuração, habilidade física e mental) para pisar (esmagar com os pés) cobras (para os antigos, o símbolo de astúcia e sabedoria) e escorpiões (vivem escondidos, cheios de veneno) e para, sem sofrer nenhum mal (não ser dominado pelo que é mal), vencer a força (influência destruidora) do inimigo. 20 Porém não fiquem alegres porque os espíritos maus lhes obedecem, mas sim porque o nome de cada um de vocês está escrito no céu. (Lc.10:19,20 NTLH)

Deus nos dá a autoridade para sermos Dele e fazermos a Sua vontade no mundo. Estamos no mundo, mas somos de Deus por meio de Cristo (que vive em nós). Jesus disse:

& Se vocês fossem do mundo, o mundo os amaria por vocês serem dele. Mas eu os escolhi entre as pessoas do mundo, e vocês não são mais dele. Por isso o mundo odeia vocês. (Jo.15:19 NTLH)

Jesus disse também:

& Se o mundo odeia vocês (os detesta e os persegue com ódio mortal), lembrem (da Verdade que está no íntimo de vocês) que ele me odiou primeiro. (Jo.15:18 NTLH)

Assim como Deus pediu a Adão para que se multiplicasse e que a sua descendência enchesse a Terra, Jesus pede o mesmo à Sua Igreja: que ela cumpra a sua missão divina em todo o mundo.

& 18 Então Jesus chegou perto deles e disse: — Deus me deu todo o poder no céu e na terra. 19 Portanto, vão (conduzindo-se, estejam indo) a todos os povos do mundo e façam (fazendo) com que sejam meus seguidores (discípulos, alunos), batizando esses seguidores em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo 20 e ensinando-os (desempenhando o ofício de professores, deem a eles as minhas instruções) a obedecer (a guardar atentamente ou que estejam observando cuidadosamente) a tudo o que tenho ordenado (encarregado ou mandado que seja feito) a vocês. E lembrem disto: eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos. (Mt.28:18-20 NTLH)

Que nós não cometamos o mesmo erro de Adão, o qual tratou as coisas de Deus relaxadamente (cf. Je.48:10). Nós estamos no mundo, a fim de vivermos para a glória de Deus, pois Ele nos escolheu para esse propósito. O nosso futuro não está aqui, mas na eternidade, e por isso, perseveramos até o fim em unidade com Cristo Jesus (o nosso Éden, Aquele que restaura as nossas vidas e que nos dá a Vida do alto). Nós estamos no mundo, mas não somos do mundo. Nós pertencemos a Deus, o nosso Criador e Pai Eterno!

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail