Onde está o teu coração?

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Mateus 6:19-24

Texto Bíblico:

& 19 — Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde as traças e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e roubam. 20 Pelo contrário, ajuntem riquezas no céu, onde as traças e a ferrugem não podem destruí-las, e os ladrões não podem arrombar e roubá-las. 21 Pois onde estiverem as suas riquezas, aí estará o coração de vocês. 22 — Os olhos são como uma luz para o corpo: quando os olhos de vocês são bons, todo o seu corpo fica cheio de luz. 23 Porém, se os seus olhos forem maus, o seu corpo ficará cheio de escuridão. Assim, se a luz que está em você virar escuridão, como será terrível essa escuridão! 24 "— Um escravo não pode servir a dois donos ao mesmo tempo, pois vai rejeitar um e preferir o outro; ou será fiel a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e também servir ao dinheiro." (Mt.6:19-24 NTLH)

A Igreja tem adotado pensamentos absurdos, tanto sobre os ricos como acerca dos pobres. Muitos dizem que a riqueza é o verdadeiro sinal da bênção divina e que a pobreza decorre da falta de fé. Então, outros dizem que Deus ama mais os que são pobres e menos os ricos. A primeira é uma mentira, e a segunda é fruto da inveja!

Na verdade, o materialismo está tanto na pessoa do rico como do pobre. Então, o problema não está em ser rico ou pobre, mas nos corações de ambos.

1. Nunca separe a vida espiritual da material.

Muitos têm por hábito dizer que “a vida espiritual é uma coisa e a vida material é outra coisa”. Jesus nunca fez esse tipo de distinção, mas que a correta atitude tanto à riqueza como à pobreza é um sinal de verdadeira espiritualidade e de uma conduta moral saudável aos olhos de Deus.

A verdadeira espiritualidade não consiste apenas no fato de eu aceitar uma condição pessoal ou social, momentânea (ou perene), dada por Deus. A verdadeira espiritualidade é vista quando eu “aceito” o que me é dado por Deus, porque “entendo” os Seus propósitos dentro da condição que estou passando ou vivendo. Desse modo, eu sou capaz de compartilhar uma fé vitoriosa e a minha lealdade ao SENHOR a outras pessoas.

Quando alguém diz: “Eu estou nessa condição porque Deus quer!”, o que ela passa a outras pessoas? Nada! É capaz de ouvir o seguinte: “Mas que Deus é esse que você ama e serve?” Uma pessoa assim demonstra que não está crescendo. Ela não está aprendendo nada de grandioso na vida cristã, mas apenas se vitima, ou se faz de vítima do Criador!

Para que você entenda melhor o que estou dizendo, repare nas palavras do apóstolo Paulo:

& 12 Sei (entendi o significado ou o propósito de) o que é estar necessitado e sei também o que é ter mais do que é preciso. Aprendi o segredo (o mistério, o conhecimento íntimo acerca de algo) de me sentir contente em todo lugar e em qualquer situação, quer esteja alimentado ou com fome, quer tenha muito ou tenha pouco. 13 Com a força (o poder para quebrar a arrogância, o orgulho do “eu”) que Cristo me dá, posso enfrentar (sou capaz de ser útil a Deus) qualquer situação. (Fp.4:12,13 NTLH)

Repare que Paulo não fala de suportar uma situação, mas de se mover dentro dela com lealdade a Deus, sendo útil a Ele. Essa utilidade só tem sentido quando você abençoa a vida de outras pessoas com o que está recebendo de Deus. O importante para Paulo não era a sua condição momentânea, mas os propósitos divinos dentro da mesma. Essa atitude o tornava em um homem espiritual e satisfeito com Deus.

2. Deus ama tanto o rico como o pobre.

Deus não o condena por possuir coisas, mas o erro surge quando você é possuído por elas! Por outro lado, Deus não o está condenando por não ter o que poderia possuir, mas o erro surge quando você é possuído pela tristeza de não ter o que acha que merecia.

A Bíblia diz que Deus fez o rico e o pobre, e que perante Ele, ambos são iguais, pois cada um deve cumprir o Seu propósito nesta vida. A sabedoria divina nos diz o seguinte:

& Não existe diferença entre o rico e o pobre porque foi o SENHOR Deus quem fez os dois. (Pv.22:2 NTLH)

O pobre não deve se sentir menos abençoado do que a pessoa rica, mas ambos precisam aprender a se alegrar no Todo-Poderoso que os criou. Entretanto, noto que neste mundo encontramos pessoas materialistas tanto na classe rica como na pobre. A sabedoria divina nos diz:

& "Quem ama o dinheiro nunca ficará satisfeito; quem tem a ambição de ficar rico nunca terá tudo o que quer. Isso também é ilusão." (Ec.5:10 NTLH)

Quando o sábio diz que “Isso também é ilusão”, ele se refere à velha tolice de que o dinheiro é que traz a felicidade. (leia depois Ec.5:11-20)

Por que devemos tomar cuidado com o espírito de materialismo? Porque ele destrói o homem por completo e o torna idólatra! Ele atribui às riquezas os valores e atributos que só pertencem a Deus. Além do mais, o homem se torna um escravo da riqueza ou dos sonhos pela mesma.

3. Ricos e pobres: cuidado com o materialismo!

3.1. O materialismo escraviza o seu coração.

& 19 — Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde as traças e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e roubam. 20 Pelo contrário, ajuntem riquezas no céu, onde as traças e a ferrugem não podem destruí-las, e os ladrões não podem arrombar e roubá-las. 21 Pois onde estiverem as suas riquezas, aí estará o coração de vocês. (Mt.6:19-21 NTLH)

O problema nestes versos não está no fato de possuirmos riquezas, mas “ONDE” nós a depositamos e o propósito pessoal que nos motiva a acumulá-las aqui na Terra. Quem não entende o propósito divino ao possuir riquezas é que sempre as usará só para proveito próprio e, espiritualmente, empobrecerá.

Quando eu aprendo a usar o que tenho para acumular tesouros nos Céus, significa que usarei o que tenho para a glória de Deus (cf. Lc.16:9). O sentido disso não é me desfazer de tudo o que possuo, mas de demonstrar desapego às coisas materiais, diante das verdadeiras riquezas eternas.

3.2. O materialismo escraviza a mente.

& 22 — Os olhos são como uma luz para o corpo: quando os olhos de vocês são bons, todo o seu corpo fica cheio de luz. 23 Porém, se os seus olhos forem maus, o seu corpo ficará cheio de escuridão. Assim, se a luz (conhecimento de Deus e da Sua Verdade) que está em você virar escuridão (ignorância espiritual e moral), como será terrível essa escuridão (pois a ignorância passa a guiar a vida, afastando a pessoa de Deus)! (Mt.6:22,23 NTLH)

A Palavra de Deus usa constantemente a figura dos olhos, a fim de demonstrar onde focamos os nossos pensamentos, ou a nossa mente. Se a minha mente está iluminada pelos propósitos divinos, todo o meu corpo se renderá a atitudes corretas. Porém, se os meus pensamentos são confusos em relação aos alvos de Deus, o meu conhecimento sobre Ele se transforma na mais profunda ignorância ou escuridão!

3.3. O materialismo escraviza a vontade.

& 24 "— Um escravo não pode servir a dois donos ao mesmo tempo, pois vai rejeitar um e preferir o outro; ou será fiel a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e também servir ao dinheiro. (deus Mamon, deus das riquezas)" (Mt.6:24 NTLH)

Quando usamos as riquezas para a glória de Deus, então, elas representam verdadeiramente uma bênção divina. Mas se vivemos somente em função de possuirmos riqueza sobre riqueza, pagaremos um alto preço por esse tipo de conduta.

& 36 O que adianta (qual é a vantagem de) alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira? (a alma) 37 Pois não há nada que poderá pagar para ter de volta essa vida. (Mc.8:36,37 NTLH)

O Cristianismo verdadeiro reside naqueles que habitam na Terra, mas cujos corações já residem no Céu.

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail