Jesus, peixe ou chocolate?

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Nós estamos nos aproximando da Páscoa, uma data que nos força a olhar para Jesus, direta ou indiretamente. O comércio aproveita a data para vender chocolate e peixes. As igrejas, inclusive, a nossa, preparam os seus eventos para comemorar a morte e a ressurreição de Jesus. Apesar de a festa da Páscoa chamar a atenção das pessoas a Jesus, como Ele é tratado por elas?

1. Para os que amam o poder, Jesus representa uma ameaça.

& 1 Jesus nasceu na cidade de Belém (cumprimento da profecia de Miqueias 5:2), na região da Judéia, quando Herodes era rei da terra de Israel. Nesse tempo alguns homens que estudavam as estrelas vieram do Oriente e chegaram a Jerusalém. 2 Eles perguntaram: — Onde está o menino que nasceu para ser o rei dos judeus? Nós vimos a estrela dele no Oriente e viemos adorá-lo (expressar profunda reverência, homenagear). 3 Quando o rei Herodes soube disso, ficou muito preocupado (perturbou-se mentalmente, angustiou-se, encheu-se de dúvidas), e todo o povo de Jerusalém também ficou. (Mt.2:1-3 NTLH)

O texto se refere a “Herodes, O Grande”, que recebeu o título de “rei da Judeia”, ao qual foi lhe dado o Senado Romano. Ele era um homem cheio de medos, vivia cercado de pessoas que questionavam a sua posição real. Por essa razão, Herodes mandou matar sua esposa, seu cunhado e até alguns dos seus filhos.

Para Herodes, Jesus era uma ameaça ao seu título de rei e, por essa causa, ele mandou matar todas as crianças de até dois anos de idade; é óbvio que ele queria matar Jesus, que ainda era um bebê. (cf. Mt.2:16)

Herodes representa aqueles que amam o poder, a dominação e o prazer pela posição, os que se tornam senhores de suas próprias vidas e que vivem para o prazer pessoal. Herodes representa aqueles têm a ganância pelo poder, pela posição, e que não se importam de destruir seus semelhantes e até gerações futuras, para se manterem onde estão.

Os “Herodes dos nossos dias” são homens brutais, violentos, autoritários, embusteiros, que usam de astúcia para conduzir outros ao erro. Eles podem ser vistos na vida de muitos que possuem alguma posição de liderança (como líderes religiosos, políticos, pais, mães, patrões etc.), ou que almejam manter o poder ou alcançá-lo, por razões de interesses pessoais (filhos, empregados etc.).

Os “Herodes” são orgulhosos, egoístas, gananciosos e jamais pretendem submeter suas vidas ao governo divino, pois se acham donos da verdade e da vida. Para esse tipo de gente, Jesus representa uma grande ameaça!

2. Para a religião e sua liderança, Jesus representa um desconforto, uma “pedra no sapato”!

Os religiosos na época de Herodes conheciam as profecias acerca de Deus e chegaram citar Miqueias 5:2 ao rei, porém, agiram com indiferença acerca do verdadeiro “Rei”. Eles apenas citaram uma passagem das Escrituras que falavam sobre Jesus, mas não O procuraram de fato. Eles tinham partes importantes das Escrituras em suas cabeças, mas não as tinham em seus corações.

Não podemos fechar nossas mentes para uma verdade: há muito que o ministério religioso deixou de ser uma vocação, para se tornar em um emprego (um meio para se conseguir sustento e até riquezas).

Eu conheci várias pessoas que estavam dispostas a se tornarem pastores, e sabe por qual razão? Eles diziam que nada dava certo em suas vidas e, por isso, acreditavam que Deus os estava chamando para serem líderes religiosos. Achar que o insucesso na vida é o meio pelo qual Deus chama uma pessoa para servi-Lo, no mínimo, é ridículo! Todos os que foram chamados por Deus estavam executando algum trabalho e eram pessoas responsáveis, tanto para com suas famílias como para a sociedade.

O ministério cristão não deve servir de “cabide de emprego” para pessoas irresponsáveis e ociosas (que não gostam de trabalhar, preguiçosas ou improfícuas).

Muitos religiosos acreditam em Jesus, mas O tratam com indiferença, pois Ele representa um estorvo, um incômodo aos seus prazeres e buscas pessoais. Muitos pregadores pregam partes selecionadas das Escrituras e do Evangelho de Cristo a gosto pessoal, mas não se comprometem realmente com os as metas do SENHOR. Muitos cristãos vão às igrejas, mas não se preocupam com a desordem que há no interior de suas vidas.

Jesus, citando o profeta Isaías, disse:

& 7 Hipócritas! (Artistas! Dissimulados! Mascarados!) Isaías estava certo quando disse a respeito de vocês o seguinte: 8 “Deus disse: Este povo com a sua boca diz que me respeita, mas na verdade o seu coração está longe de mim. (Mt.15:7,8 NTLH)

A citação de Jesus no livro de Isaías:

& O Senhor diz: “Esse povo ora a mim com a boca e me louva com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A religião que eles praticam não passa de doutrinas e ensinamentos humanos que eles só sabem repetir de cor. (Is.29:13 NTLH)

Jesus é um desconforto àqueles que conhecem quase tudo sobre Ele, mas que continuam frios e indiferentes por não O aceitarem como SENHOR ou Dono de suas vidas. Para estes, Jesus é apenas uma Pessoa pela qual eles podem alcançar benefícios de Deus (uma tábua de salvação).

3. Para os perversos, corruptos e ímpios, Jesus representa um inimigo a ser combatido e abatido.

O salmista disse:

& O homem mau (hostil a Deus) não se importa com Deus; por causa do seu orgulho (na sua ostentação própria de grandeza e soberba) ele pensa assim (não investiga, não estuda, não medita, não reflete e diz assim): “Para mim, Deus não tem importância. (Sl.10:4 NTLH)

Certa vez, Jesus disse aos Seus discípulos o seguinte:

& O mundo (sistema de vida contrário a tudo o que é de Deus) não pode ter ódio (detestar, perseguir com ódio) de vocês, mas tem ódio de mim porque eu afirmo que o que o mundo faz é mau (é hostil, opõe-se a Deus). (Jo.7:7 NTLH – leia também: Jo.3:19; 15:18)

Quando vejo os poderosos se sentirem ameaçados, os falsos religiosos indiferentes e o mundo odiando a Jesus, então, eu penso: quão esplendoroso e grandioso é Jesus! Digo isso, porque:

  • Nenhum poder deste mundo se compara Àquele (Jesus) que falou e tudo veio a existir!
  • A infidelidade dos religiosos só faz com que eu me apegue mais Àquele (Jesus) que é Fiel aos que a Ele são leais.
  • Os que são hostis a Deus só me fazem ver como Jesus é real e está vivo, combatendo a mentira pela Verdade.

O meu desejo é me alimentar cada vez mais de Jesus (o Pão da Vida – cf. Jo.6:35,48-51), a fim de ser possuído por Ele e viver com o meu Mestre e Salvador por toda a eternidade! Entretanto, quem não tem prazer em se alimentar de Jesus e se comprometer com Ele, que na próxima Páscoa se empanturre de peixe e chocolate!

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail