Prepare-se para a volta de Jesus! - Parte 30: Completamente dedicados a Deus até a volta de Jesus

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

1 Tessalonicenses 5:23-28

Texto Bíblico:

& 23 Que Deus, que nos dá a paz (a harmonia, a amizade, em vez de devastação e destruição), faça com que vocês sejam completamente dedicados (inteiramente santificados) a ele. E que ele conserve (guarde, mantenha no estado em que estão) o espírito, a alma e o corpo de vocês livres de toda mancha (sem razões para a censura divina), para o dia em que vier o nosso Senhor Jesus Cristo. 24 Aquele que os chama (está chamando) é fiel e fará isso (é Fiel a tudo o que foi dito no verso 23 e capaz de fazer o que disse). 25 Irmãos, lembrem de nós nas suas orações. 26 Cumprimentem todos os cristãos com um beijo de irmão. 27 Peço com insistência, pela autoridade do Senhor, que esta carta seja lida para todos os irmãos. 28 Que a graça do nosso Senhor Jesus Cristo esteja com vocês! (1 Ts.5:23-28 NTLH)

Eu tenho meditado com você, ao longo de trinta semanas, sobre muitos pensamentos em relação à nossa responsabilidade de estarmos preparados para a volta de Jesus. Vamos terminar esta pequena carta de Paulo aos cristãos de Tessalônica, dando ênfase nos versos 23 e 24.

No final do verso 23, o apóstolo Paulo fala da volta de Jesus. Ele enfatiza que aqueles que esperam por Jesus devem estar livres de razões à censura divina, ou seja, conservados em um espírito irrepreensível, ou sem mancha.

Observando o início do verso 23, temos a seguinte declaração: Que Deus, que nos dá a paz... O que isso significa? Foi o próprio Deus que nos ofereceu uma vida de harmonia com Ele, por meio um compromisso sério e honesto com Jesus Cristo. Então, nós, que merecíamos a devastação e a destruição, fomos aceitos por Deus, por não rejeitarmos a mensagem do Evangelho e por nos submetermos a ela em Cristo.

No entanto, nós recebemos essa trégua divina porque nos rendemos ao Criador, ou seja, estabelecemos com Ele uma aliança, a qual foi feita sobre o sacrifício de Jesus e pelo Seu sangue. Nós assinamos a nossa rendição sobre Jesus e prometemos obedecê-Lo.

Todavia, não sabemos como nos comportar diante de Deus e como obedecê-Lo. Dentro de nós, ainda existe uma aversão por Deus, uma paixão (natureza pecaminosa, desejos da carne) que o tempo todo tenta nos puxar para longe Dele. Sem a Sua ajuda, jamais conseguiríamos servi-Lo com integridade, pois ainda sentimos atrações pelo pecado, ou seja, por comportamentos que o SENHOR não aprova.

Portanto, Deus não somente nos ensina sobre o tipo de pessoa que devemos ser, como nos dá, por meio da Sua graça, todos os recursos para alcançarmos os objetivos que Ele estabeleceu a nós.

& 23 Que Deus, que nos dá a paz (a harmonia, a amizade, em vez de devastação e destruição), faça com que vocês sejam completamente dedicados (inteiramente santificados) a ele. E que ele conserve (guarde, mantenha no estado em que estão) o espírito, a alma e o corpo de vocês livres de toda mancha (sem razões para a censura divina), para o dia em que vier o nosso Senhor Jesus Cristo. (NTLH)

A minha rendição ou submissão ao trabalho de Deus deve alcançar todo o meu ser, ou seja, o meu espírito, alma e corpo. A finalidade é que eu seja totalmente dedicado ao serviço do Seu Reino sobre a Terra, em um espírito de pureza.

A pureza se refere a um coração limpo (cf. Mt. 5:8), isto é: eu quero ver o SENHOR agindo através da minha vida e não o meu orgulho e egoísmo. Significa que eu quero viver para o esplendor da Sua glória. Quero mostrar a Sua grandeza, Seu amor, bondade, misericórdia, poder e justiça.

Muitos, ao fazerem a obra de Deus, esperam por recompensas humanas, ou seja, elogios por parte das pessoas. Entretanto, eu não quero tomar o lugar de Deus e desejo que as pessoas percebam que Ele está agindo através da minha vida, e também que reconheçam a Sua grandeza. Afinal, nós nos rendemos a Ele para fazermos a Sua vontade e não a nossa, nas diferentes situações de nossas vidas.

Deus é Espírito e, portanto, Ele agirá, primeiro, no meu espírito, para que as minhas atitudes sejam provenientes do Seu Reino espiritual. A minha alma (mente, emoções e vontade) aceita o trabalho de Deus no meu espírito e a Ele se rende. Por fim, o meu corpo se torna subserviente do meu espírito e alma e, desse modo, agirei à semelhança do SENHOR Jesus.

Jesus nos chamou para amarmos a Deus e ao próximo, a fim de aproximá-lo do Pai e fortalecê-lo no compromisso com o Evangelho de Cristo. Dessa forma, nós fortalecemos a Igreja sobre a Terra. Essa é a base de toda a dedicação no serviço cristão, ou ministério.

O verso 24 nos diz que Deus é O que nos chama, isto é, Aquele que “está chamando” para esse fim. Como eu disse no início, sozinhos, não conseguiremos fazer a Sua vontade, pois ainda somos pecadores e atraídos para tudo o que se opõe a Deus. Então, Paulo diz:

& 24 Aquele que os chama (está chamando) é fiel e fará isso (é Fiel a tudo o que foi dito no verso 23 e capaz de fazer o que disse).

Deus é Fiel a Si mesmo, antes de tudo! Nunca confunda a fidelidade divina como um meio para atender às nossas vontades. Ele é Fiel para nos dar todos os recursos espirituais, a fim de fazermos a Sua vontade, e a promessa é que Ele fará isso!

Aquele que se prepara para a volta de Jesus:

  1. Procura viver sob a paz (os termos de Deus, o Evangelho, Seus princípios e Verdade).
  2. Procura ser dedicado a Deus plenamente.
  3. Aceita o trabalho do Espírito Santo em todo o seu ser e se rende a Ele.
  4. Procura viver para a glória de Deus e não para o egoísmo e orgulho humano.
  5. Crê na volta de Jesus e tem o desejo de ser aprovado por Deus e de viver com Cristo na eternidade.

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail