Prepare-se para a volta de Jesus! - Parte 18: Procure andar com dignidade

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

1 Tessalonicenses 4:10b-12

Texto Bíblico:

& 10b (...) Portanto, meus irmãos, pedimos que façam ainda mais: 11 procurem viver em paz, tratem dos seus próprios assuntos e vivam do seu próprio trabalho, como já dissemos antes. 12 Assim, aqueles que não são cristãos os respeitarão, e vocês não precisarão viver às custas de ninguém. (1 Ts.4:10b-12 NTLH)

Todo aquele que se prepara para a volta de Jesus procurará andar com dignidade, a fim de dar um bom testemunho, tanto para os cristãos como para os que ainda não são.

Na semana passada, nós meditamos sobre a importância de amarmos uns aos outros com o mesmo amor que Deus nos ama. O amor de Deus é santo e, portanto, o nosso amor fraternal também deve se portar do mesmo modo.

O amor de Deus não visa o nosso prejuízo, mas a nossa proteção. Então, nós devemos proteger uns aos outros, assim como Deus nos protege. Assim como Adão recebeu a incumbência de cuidar e proteger o jardim do Éden, nós também devemos proteger a Igreja por meio do amor. O amor de Deus deve ser a base para os nossos relacionamentos.

Como cristãos, nós devemos manifestar a natureza de Cristo, pois foi para isso que fomos chamados. Há um princípio que devemos guardar: quem vê a Cristo, vê o Pai que O enviou (cf. Jo.12:45), e quem vê a Igreja, vê a Cristo Jesus que a sustenta e protege.

As ordens divinas nas Escrituras não são para nos escravizar, mas para nos proteger do mal e fazer com que andemos com dignidade. Paulo demonstra alegria ao saber que os cristãos de Tessalônica estão manifestando o verdadeiro amor fraternal. Porém, Paulo faz a eles um pedido. “meus irmãos, pedimos (os encorajamos) que façam ainda mais (que o progresso na vida cristã seja cada vez mais elevado).” (v.10b NTLH)

Na igreja de Tessalônica, havia um problema: os mais novos na fé acreditavam que Jesus voltaria muito breve, e por isso, vários irmãos estavam deixando de trabalhar. Agindo desse modo, eles passaram a “mexericar” ou fofocar, causando transtornos à vida alheia. Convenhamos que isso é próprio de pessoas sem atividade! Então, Paulo lhes dá vários conselhos.

1. Procure viver em paz.

Viver em paz é procurar uma vida tranquila no SENHOR. Viver em paz tem o sentido de uma vida decente. O apóstolo Paulo orienta a Igreja a viver de modo ordeiro em todos os sentidos. Aos cristãos de Corinto, que se gabavam dos dons espirituais, mas criavam confusões no culto, Paulo diz o seguinte:

& Portanto, façam tudo com decência (de modo apropriado) e ordem (com o estilo de vida exigido por Deus). (1 Co.14:40 NTLH)

Então, viver em paz ou com tranquilidade não significa ter uma vida sem problemas, mas que se ande sob os termos estabelecidos por Deus. Os cristãos são chamados para amarem uns aos outros, mas também para darem um bom testemunho aos de fora da Igreja. Essa atitude lhes daria uma vida de paz interior com Deus.

A ênfase de Paulo é sobre a tranquilidade de mente e coração, que permite ao cristão desenvolver uma vida aprovada por Deus, por meio da fé. Paulo não queria que os cristãos de Tessalônica ficassem se intrometendo na vida deste ou daquele, mas que cuidassem de si próprios.

2. Cuide dos seus próprios assuntos e viva do seu próprio trabalho.

Além de fofocarem e viverem sem trabalhar, eles se tornaram um peso para outras pessoas e deixaram de ter recursos suficientes, para sustentarem suas próprias famílias. Esses fanáticos deixavam de pagar suas contas, e por causa disso, envergonhavam o nome de Cristo junto aos comerciantes incrédulos.

Paulo diz:

& Não fiquem devendo nada (devendo dinheiro ou em débito financeiro) a ninguém. A única dívida que vocês devem ter é a de amar uns aos outros. Quem ama os outros está obedecendo à lei. (Rm.13:8 NTLH)

É muito fácil comprar coisas, mas como é difícil pagá-las! Muitas vezes, compramos o que não precisamos no momento e nos metemos em dívidas quase intermináveis. É necessário tomar muito cuidado acerca do uso do dinheiro.

Jesus ensinou o seguinte:

& Pois, se vocês não forem honestos com as riquezas deste mundo, quem vai pôr vocês para tomar conta das riquezas verdadeiras? (Lc.16:11 NTLH)

A Bíblia Viva interpreta as palavras de Jesus da seguinte maneira: “se vocês não são dignos de confiança nas riquezas deste mundo, quem confiará os verdadeiros tesouros do céu a vocês?

Se nós não damos um bom testemunho acerca das nossas finanças, somos uma vergonha para Deus e Ele não nos confiará os tesouros que estão reservados para os verdadeiros cristãos na eternidade.

Quem não cuida dos seus próprios negócios, vive interferindo nos assuntos de outros, não é verdade? Então, eles não apenas colocam a si mesmos em apuros, mas outras pessoas também!

Aos mesmos cristãos de Tessalônica, Paulo diz o seguinte:

& 10 Porque, quando estávamos aí, demos esta regra: “Quem não quer trabalhar que não coma.” 11 Estamos afirmando isso porque ouvimos dizer que há entre vocês algumas pessoas que vivem como os preguiçosos: não fazem nada e se metem na vida dos outros. 12 Em nome do Senhor Jesus Cristo, ordenamos com insistência a essas pessoas que vivam de um modo correto e trabalhem para se sustentar. (2 Ts.3:10,11 NTLH)

Quem vive ocioso tem a tendência de se meter na vida de outras pessoas e, com certeza, trará muitos problemas para si mesmo. Essa pessoa deveria observar o conselho do apóstolo Pedro:

& Se algum de vocês tiver de sofrer, que não seja por ser assassino, ladrão, criminoso ou por se meter na vida dos outros. (1 Pe.4:15 NTLH)

Nós devemos tomar muito cuidado com esse assunto sobre fofoca, pois ele é um péssimo testemunho tanto para os de dentro da Igreja como para os de fora. Muitas pessoas abandonaram o caminho de Deus e a Igreja, por terem observado como muitos irmãos se entregam a esse tipo de prática. Saiba que Deus odeia isso!

& Provérbios 6:16-19: Existem sete coisas que o SENHOR Deus detesta e que não pode tolerar: o olhar orgulhoso, a língua mentirosa, mãos que matam gente inocente, a mente que faz planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal, a testemunha falsa que diz mentiras e a pessoa que provoca brigas entre amigos. (NTLH)

3 .Viva dignamente e procure obter o respeito dos que não são cristãos.

O trabalho não é uma maldição, mas uma bênção. Porém, se Deus detesta a fofoca e não aprova a ociosidade, o que essas coisas são? No jardim do Éden, Deus incumbiu Adão de realizar certas tarefas e elas não representavam uma maldição. Porém, depois de ter pecado, a maldição podia ser vista pela fadiga, cansaço e o suor do rosto. (cf. Gn.2:15; 3:17-19)

Portanto, aquele que se prepara para a volta de Jesus, procurará:

  • Ter uma vida dedicada a Deus. (Santidade)
  • Fugir dos pecados sexuais.
  • Praticar o amor fraternal, tendo o amor de Deus como base.
  • Cultivar uma vida digna, trabalhando para o próprio sustento, pagando suas dívidas e não se intrometendo na vida alheia.

Eu penso que, desse modo, Jesus será glorificado pelo bom testemunho dos cristãos e estes darão um grande testemunho aos que ainda não conhecem o SENHOR.

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail