Prepare-se para a volta de Jesus! - Parte 14: Fuja da imoralidade (2)

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

1 Tessalonicenses 4:4-8

Texto Bíblico:

& 4 Que cada um saiba viver com a sua esposa de um modo que agrade a Deus, com todo o respeito 5 e não com paixões sexuais baixas, como fazem os incrédulos, que não conhecem a Deus. 6 Nesse assunto, que ninguém prejudique o seu irmão, nem desrespeite os seus direitos! Pois, como nós já lhes dissemos e avisamos, o Senhor castigará duramente os que fazem essas coisas. 7 Deus não nos chamou para vivermos na imoralidade, mas para sermos completamente dedicados a ele. 8 Portanto, quem rejeita esse ensinamento não está rejeitando um ser humano, mas a Deus, que dá a vocês o seu Espírito Santo. (1 Ts.4:4-7 NTLH)

Na semana passada, nós vimos que a cultura grego-romana com seus hábitos imorais está bem presente em nossos dias. Porém, Deus nos chamou para sermos inteiramente dedicados a Ele e não à imoralidade, ou seja, aos desejos sexuais impuros ou à luxúria. (v.7) Uma vida que se dedica a Deus é o que nós chamamos de uma vida de santidade.

Eu gostaria de permanecer um pouco mais no verso 7 e compartilhar sobre a razão de Deus nos ter chamado. Deus nos chamou para termos uma vida dedicada a Ele e essa é uma condição que expressa que não rejeitamos o SENHOR e Lhe damos muito prazer, pois Deus é Puro, e a pureza faz com que O vejamos. (cf. Mt.5:8)

  1. 1.Uma vida de santidade ou dedicada a Deus é uma exigência divina.

Todo aquele que se prepara para a volta de Jesus é dedicado a Deus. Por que nós devemos buscar uma vida santificada ou dedicada a Deus? Porque “Deus é Santo”. Ana, a mãe de Samuel, na sua oração, declarou o seguinte:

& "Ninguém é santo como o SENHOR; não existe outro deus além dele, e não há nenhum protetor [o sentido é a Rocha, dentro da Qual estamos e vivemos] como o nosso Deus." (1 Sm.2:2 NTLH)

De Deus nós recebemos somente o que é saudável (o que é bom ou útil) e tudo o que vem Dele não precisa ser completado ou aperfeiçoado. Quando se vive Nele, sempre haverá proteção e o verdadeiro sentido para a vida.

Tiago escreveu o seguinte:

& Tudo de bom que recebemos e tudo o que é perfeito vêm do céu, vêm de Deus, o Criador das luzes do céu. Ele não muda, nem varia de posição, o que causaria a escuridão. (Tg.1:17 NTLH)

Em termos práticos, Deus é Santo porque Ele é dedicado, antes de tudo, a Si mesmo: à Sua pureza, verdade, justiça, misericórdia, poder, graça e aos Seus propósitos elevados. Dele não vêm paixões enganosas, a fim de humilhar a Sua criação e extrair algum proveito dela, pois Deus não pode ser tentado pelo mal e Ele mesmo não tenta ninguém. (cf. Tg.1:13). Tudo o que Dele vem é útil e perfeito a tudo o que criou.

Então, antes de ser dedicado a nós, Deus é dedicado a Si mesmo, à Sua perfeição. Porém, tudo o que foi criado por Ele não é perfeito, pois se assim na fosse, cada um de nós e cada coisa criada seriam perfeitas e, portanto, o universo estaria repleto de deuses. Somente Ele é perfeito e tudo mais é imperfeito.

Por essa razão, o que é imperfeito deve depender Daquele que é Perfeito em tudo o que podemos imaginar. Deus nos deu o livre-arbítrio para que O escolhêssemos, e assim, escolheremos a perfeição, atributo este que só existe em Deus, pois o SENHOR É PERFEITO.

Então, o chamado divino a todos nós à santidade, ou a uma vida de dedicação completa a Ele é a Sua exigência. Deus “exige” que a Sua criação O escolha e, portanto, Ele “espera” que usemos o nosso livre-arbítrio para esse fim.

  1. 2.Que a adoração e serviço a Deus sejam a sua mais nobre escolha.

Aquele que se prepara para a volta de Jesus se esforça para adorar e servir somente a Deus. Nós não gostamos de exigências e, quando nos deparamos com elas, procuramos rejeitá-las. Nós queremos “um deus” que seja, antes de tudo, dedicado a nós. Tristemente, esse é “o tipo de deus” ensinado em muitas igrejas nos nossos dias.

O apóstolo Paulo ensina que Deus mostra ao homem diariamente, através da Sua criação, quem Ele é. A Sua natureza divina e o Seu poder podem ser vistos em tudo o que vemos e apalpamos, e não há desculpas para não vê-Lo. Porém, o ser humano não é agradecido a Ele e, por se achar sábio, transforma-se em um tolo, pois em vez de buscar Aquele que é imortal, adora e serve as coisas que Ele criou. (cf. Rm.1:21-23)

& 24 Por isso, Deus entregou [desprezou, rejeitou, condenou] os seres humanos aos desejos do coração deles para fazerem coisas sujas [impurezas] e para terem relações vergonhosas uns com os outros. 25 Eles trocam a verdade [que se aplica a todos os assuntos] sobre Deus pela mentira [falsidade consciente e intencional] e adoram [temem e honram] e servem [servir por salário ou benefícios pessoais] as coisas que Deus criou, em vez de adorarem e servirem o próprio Criador, que deve ser louvado para sempre. Amém! (Rm.1:24,25 NTLH)

Você percebe a ação da escolha humana no texto que acabamos de ler? O homem escolhe os desejos do seu coração, ou seja, as suas paixões mais baixas, a fim de praticar imoralidades. Portanto, aquele que não adora nem serve a Deus, servirá a si mesmo.

O Cristianismo autêntico não nos ensina a buscarmos os nossos interesses pessoais, mas os de Deus. Dessa forma, nós demonstramos que amamos a Deus, confiamos Nele, damos prazer a Ele e abençoamos o próximo do mesmo modo que somos abençoados pelo SENHOR.

Rejeitamos toda imoralidade porque amamos a Deus e ao próximo e, além do mais, porque sabemos que ela prejudica tanto o nosso relacionamento com o Criador como a vida do próximo. O apóstolo Paulo nos diz o seguinte:

& Quem ama [generoso, benevolente] os outros não faz mal [não é venenoso, pernicioso, destrutivo, desagradável] a eles. Portanto, amar é obedecer a toda a lei. (Rm.13:10 NTLH)

Aquele que se prepara para a volta de Jesus não destrói o seu relacionamento com Deus, por causa de paixões imorais. Além do mais, ele procura ter relacionamentos saudáveis com o seu próximo, a fim de edificá-lo no SENHOR por meio da sua obediência e comunhão com Deus.

Na próxima semana, nós usaremos esses princípios para entendermos o contexto do verso 7, se Deus permitir. Porém, que nós lutemos contra toda imoralidade, contra pensamentos e ações que contrariam os princípios da Verdade, a fim de estarmos preparados para a volta de Jesus. Em vez de naufragarmos na imoralidade, que procuremos produzir frutos de uma vida que adora e serve somente a Deus, por meio de Jesus Cristo, o nosso Senhor e Salvador.

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail