Prepare-se para a volta de Jesus! - Parte 2: A fé, o amor e a esperança

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

1 Tessalonicenses 1:2,3

Texto Bíblico:

& 2 Nas nossas orações sempre damos graças a Deus por todos vocês e nunca deixamos de pedir em favor de vocês. 3 Pois lembramos, na presença do nosso Deus e Pai, como vocês puseram em prática a sua fé, como o amor de vocês os fez trabalhar tanto e como é firme a esperança que vocês têm no nosso Senhor Jesus Cristo. (1 Ts.1:2, 3 NTLH)

Na semana passada, nós meditamos sobre a importância de entendermos e vivermos tanto na “graça” como na “paz” de Deus, que nos são dadas quando estamos unidos com a Trindade. Então, preparemo-nos para a volta de Jesus, observando os termos de Deus, a fim de desfrutarmos dos recursos divinos, os quais nos chegam por meio da Sua graça ou bondade.

Portanto, nós desfrutaremos constantemente da graça divina se permanecermos em um espírito de obediência e submissão aos termos de Deus, ou seja, vivendo e sendo dirigidos pelos Seus princípios, valores, verdade e reconhecendo o Seu poder e autoridade sobre nós.

Nós meditamos sobre essas verdades na saudação de Paulo aos cristãos de Tessalônica.

& 1 Eu, Paulo, e Silas, e Timóteo escrevemos esta carta aos irmãos da igreja da cidade de Tessalônica, a vocês que estão unidos com Deus, o Pai, e com o Senhor Jesus Cristo. Que a graça e a paz estejam com vocês! (1 Ts.1:1 NTLH)

O foco destas meditações é que nos preparemos para o dia da vinda de nosso Senhor Jesus, a nossa grande esperança! Então, focaremos a nossa atenção aos que se preparam, sobre como eles se preparam e sobre quem está preparado.

Todo cristão verdadeiro se prepara para esse glorioso dia, a fim de que ele não o pegue de surpresa.

& Pois vocês sabem muito bem que o Dia do Senhor virá como um ladrão, na calada da noite. (1 Ts.5:2 NTLH)

Em 1 Tessalonicenses 1:2-10, o apóstolo Paulo dá graças a Deus pelo desempenho daqueles cristãos e inicia a sua carta destacando algumas das suas características:

  • A fé ardente que eles demonstravam. (v.3)
  • A escolha ou eleição de Deus por eles. (v.4)
  • Eles eram um exemplo para todos os cristãos. (vs.5-7)
  • A ação evangelística deles. (v.8)
  • A expectativa e a esperança deles pela volta de Jesus. (vs.9-10)

Antes de comentarmos sobre a fé dos tessalonicenses, que nós observemos a atitude de oração de Paulo.

  • Ele não deixa de dar graças pelas vidas deles em Cristo e no Evangelho.
  • Ele nunca deixa de pedir em favor deles.

A sua atitude de oração em favor deles tem a ver com as características já mencionadas. Convenhamos que a atitude de Paulo é bem diferente da dos apóstolos atuais, pois, enquanto estes pedem por dinheiro e grandeza numérica, o velho apóstolo pede pela eficácia no serviço cristão.

Por que eu digo que as suas orações estão conectadas às características que já mencionamos? Vamos ler o verso 3 novamente e repare as palavras iniciais de Paulo:

& Pois lembramos, na presença do nosso Deus e Pai, como vocês puseram em prática a sua , como o amor de vocês os fez trabalhar tanto e como é firme a esperança que vocês têm no nosso Senhor Jesus Cristo. (1 Ts.1:3ª NTLH)

O que os cristãos de Tessalônica estavam colocando em prática?

  • A fé
  • O amor que os fazia servir a Deus
  • A esperança firme que eles tinham no nosso Senhor Jesus Cristo.

Aquele que se prepara para a volta de Jesus, observa com muita atenção as três características apresentadas pelo apóstolo Paulo: a fé, o amor e a esperança. Vejamos o que ele diz no final do capítulo 13, de 1 Coríntios, quando o apóstolo fala sobre o amor.

& Portanto, agora [neste momento] existem [o que deve estar permanecendo em vocês são] estas três coisas: a , a esperança e o amor. Porém a maior delas é o amor. (1 Co.13:13 NTLH)

1. Que a minha fé seja verdadeira, a fim de que eu agrade a Deus.

A fé verdadeira é aquela que o conduz a uma vida que agrada a Deus. Portanto, todo aquele que se aproximar de você, enfatizando que o alvo principal da fé é para obter bênçãos terrenas, rejeite imediatamente essa ideia, pois não é isso o que a Bíblia ensina.

& Sem fé ninguém pode agradar a Deus, porque quem vai a ele precisa crer que ele existe e que recompensa os que procuram conhecê-lo melhor. (Hb.11:6 NTLH)

O alvo da fé é que agrademos a Deus. Então, a pessoa que tem fé, vê o SENHOR em primeiro lugar, antes daquilo que ela fará ou receberá. Quando nós invertemos este princípio espiritual, o que prevalece são os desejos do nosso coração, ou seja, a busca pelos nossos interesses ou prazeres pessoais.

Você quer fazer algo para o SENHOR? A sua primeira atitude será a de buscá-Lo, pois se assim não o fizer, tentará conseguir vantagens com Ele. A fé sempre o conduzirá a uma atitude de obediência e submissão.

Você nunca conseguirá comprar os favores divinos, fazendo coisas para Ele. Tudo o que fazemos no nosso serviço espiritual, deve ser resultado da nossa intimidade com Deus. Isso fica claro nas palavras de rejeição de nosso Senhor Jesus àqueles que fizeram coisas “pelo poder do Seu Nome”, sem serem íntimos Dele.

& 22 Quando aquele dia chegar, muitas pessoas vão me dizer: “Senhor, Senhor, pelo poder do seu nome anunciamos a mensagem de Deus e pelo seu nome expulsamos demônios e fizemos muitos milagres!” 23 Então eu direi claramente a essas pessoas: “Eu nunca conheci [Eu nunca fui íntimo] vocês! Afastem-se de mim, vocês que só fazem o mal! [negociam, fazem comércio]” (Mt.7:22,23 NTLH)

Fica claro nesta passagem que Jesus reconheceu que tudo o que fizeram, ainda que usassem o poder do Seu Nome, não foi para o prazer de Deus, mas para o benefício de si mesmos. Então, Jesus os considerou como desclassificados ou malditos! Eles agiram por amor próprio e não pelo amor divino.

2. Que o meu amor seja verdadeiro, a fim de que eu faça a vontade de Deus para a Sua alegria!

Se a fé nos leva à prática do amor é porque este é maior do que a própria fé. A Bíblia nos ensina que o verdadeiro amor não é um sentimento, mas uma atitude correta ao fazermos a vontade de Deus nas diferentes situações. Portanto, a fé é o meio que agradamos a Deus pela prática do amor.

O amor ensinado por Deus não o faz esperar pela emoção que você deseja, mas pela cruz, a qual você não deseja! A fé o leva ao amor, e este, à negação do "eu", do egoísmo e do orgulho pessoal. Então, fica claro que o amor produz atitudes, ou o que a Bíblia chama de "boas obras" – a vontade de Deus.

O apóstolo Paulo disse:

& 13 Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem, sejam fortes. 14 Façam tudo com amor. (1 Co.16:13,14 NTLH)

Portanto, a vigilância, a firmeza na fé, a coragem e a força, tanto na vida como no serviço cristão, devem ser provenientes do amor, pois dessa maneira você não estará se exibindo, tentando mostrar aos outros o quanto você tem fé, mas manifestará a vida de Jesus através das suas ações, ao estar morrendo para si mesmo. Esse princípio explica o que a Bíblia ensina acerca de vivermos à semelhança de Jesus.

Quem morre para si mesmo é porque está convicto de que tanto a sua vida como este mundo são passageiros e, portanto, reconhece que a sua verdadeira recompensa está na eternidade, ao lado de Jesus.

Quem não vive para amar a Deus e ao próximo não conseguirá viver na esperança da vida eterna e não pensará nas recompensas celestiais. Esse tipo de gente é egoísta, orgulhoso, terreno e mundano, pois vive somente para si, para os seus interesses pessoais. Ele se esquece da advertência de Jesus:

& "Quem procura os seus próprios interesses nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo, porque é meu seguidor, terá a vida verdadeira." (Mt.10:39 NTLH)

Se você não é um seguidor de Jesus, naturalmente é um seguidor de si mesmo, dos seus desejos pessoais e a sua esperança está em si mesmo, nas suas próprias forças em alcançar o que quer e nos prazeres desta vida

3. Que a minha esperança seja verdadeira, a fim de alcançar a eternidade!

Onde está Jesus agora? Pelo Espírito Santo, Jesus está em nosso meio, pois ensinou que se nos reuníssemos em Seu Nome, Ele está entre nós. Então, a minha esperança é estar neste lugar agindo em amor, aprendendo a Palavra de Deus, a fim de estar Nele neste momento.

Procure lembrar-se do que Jesus disse à Marta, quando ela se preocupava com tantas coisas, enquanto Maria se assentou aos Seus pés para aprender Dele. Jesus disse à Marta que Maria escolheu o melhor! Este é um exemplo da pessoa que conhece Jesus, sabe quem Ele é e deseja agradá-Lo, mas sem conhecer a Sua vontade.

O sentido das palavras de Jesus era que Maria estava com ele e Marta não! Marta estava agindo por amor? Claro que estava! Porém, a sua esperança estava em si mesma, que por meio dos seus afazeres, tinha a pretensão de ser elogiada ou aprovada pelo SENHOR. Entretanto, quem recebeu a Sua aprovação foi Maria, pois ela negou si mesma, a fim de aprender Dele.

Então, se a nossa esperança é estar com Jesus neste mundo, devemos fazer tudo em amor, negando-nos a nós mesmos, a fim de vivermos pela fé e agradarmos a Deus.

Por outro lado, sabemos que Jesus está em Seu corpo glorificado, à direita de Deus Pai. Por que Ele ocupa tal posição? Porque foi obediente, ou seja, sempre agiu pela fé, a qual O fez andar em amor, e este Lhe deu a convicção da Sua Ressurreição.

Portanto, se a sua esperança é verdadeira e você deseja estar com Ele, junto ao Pai eternamente, prepare-se para viver pelo princípio do amor, pois é por meio dele que a sua fé é e será aprovada por Deus. O amor revela se a sua fé e a esperança são verdadeiras!

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail