Cuidado quando tudo está indo bem! - Parte 2

Gênesis 2:7-17

Texto Bíblico:

& 7 Então, do pó da terra, o SENHOR formou o ser humano. O SENHOR soprou no nariz dele uma respiração de vida, e assim ele se tornou um ser vivo. 8 Depois o SENHOR Deus plantou um jardim na região do Éden, no Leste, e ali pôs o ser humano que ele havia formado. 9 O SENHOR fez com que ali crescessem árvores lindas de todos os tipos, que davam frutas boas de se comer. No meio do jardim ficava a árvore que dá vida e também a árvore que dá o conhecimento do bem e do mal. 10 No Éden nascia um rio que regava o jardim e que, saindo dali, se dividia, formando quatro rios. 11 O primeiro é o Pisom, que rodeia a região de Havilá, onde há ouro. 12 O ouro dessa região é puro, e ali também há um perfume raro e pedras preciosas. 13 "O segundo rio se chama Giom; ele dá volta por toda a região de Cuche." 14 O terceiro rio é o Tigre, que passa a leste da Assíria. E o quarto rio é o Eufrates. 15 Então o SENHOR Deus pôs o homem no jardim do Éden, para cuidar dele e nele fazer plantações. 16 E o SENHOR deu ao homem a seguinte ordem: — Você pode comer as frutas de qualquer árvore do jardim, 17 "menos da árvore que dá o conhecimento do bem e do mal. Não coma a fruta dessa árvore; pois, no dia em que você a comer, certamente morrerá." (Gn.2:7-17 NTLH)

Através das vidas de Adão e Eva, eu pretendo compartilhar com você o seguinte:

  • As nossas maiores falhas na vida cristã acontecem quando tudo parece estar caminhando relativamente bem.
  • Satanás procura afastar os nossos olhos das bênçãos que Deus já nos deu, para as coisas que não temos.
  • Como transformar a tristeza da desobediência em uma forte motivação, para continuarmos em comunhão com Deus.
  • A esperança que Deus nos dá, através da Sua Palavra.

Depois de trabalhar duro para atingir nossos objetivos, é natural que desejemos relaxar um pouco e levar as coisas mais devagar.

No entanto, o sucesso, em certos aspectos da vida, pode nos tornar menos sensíveis às tentações. Quando nos achamos seguros, nós podemos começar a comprometer a nossa fé pouco a pouco. Isso pode ocorrer em nossas atitudes, relacionamentos e comportamento.

Porém, esse relaxamento também pode acontecer na nossa vida espiritual, após termos lutado contra algo específico e tê-lo superado. Talvez tenhamos tentação de baixar a nossa guarda, pensar que superamos certos erros ou fraquezas. No entanto, às vezes, sem que percebamos, passamos a cair de novo.

Quando pensamos que tudo está indo bem, pode ser o início do desastre.

Essa possibilidade não é algo novo, pois ela já aconteceu há muito tempo, no início dos tempos. Lemos em Gênesis 2:7-17 que tudo estava bem com Adão e Eva, porém, foi justamente nesse momento que o desastre entrou em suas vidas.

O capítulo 1 de Gênesis descreve a criação da Terra e tudo o que nela existe, incluindo a humanidade:

& "Assim Deus criou os seres humanos; ele os criou parecidos com Deus. Ele os criou homem e mulher". (Gn. 1:27 NTLH)

O Senhor terminou a sua criação com estas palavras:

& “E Deus viu que tudo o que havia feito era muito bom. A noite passou, e veio a manhã. Esse foi o sexto dia." (Gn.1:31 NTLH)

1. O lar de Adão

O Senhor Deus plantou um jardim chamado Éden e ali colocou Adão e Eva. Tudo era perfeito e Ele providenciou todas as suas necessidades. Havia comida abundante e um rio fluía naquele lugar; dessa forma, eles não careciam de água. Além disso, a atmosfera era absolutamente pura e linda.

2. A responsabilidade de Adão

Quando Deus colocou o primeiro homem no Jardim do Éden, Adão recebeu a responsabilidade de cuidar e gerenciar aquele lugar. Em essência, ele era o jardineiro e o fazendeiro. Ele não deveria gastar o seu tempo comendo frutas e se divertindo nas belezas do Éden. Deus lhe deu o presente, mas um trabalho importante também.

3. A restrição de Adão

O Senhor proporcionou um ambiente perfeito, bonito e frutífero para Adão e Eva, porém, com uma única restrição:

& 16 E o SENHOR deu ao homem a seguinte ordem: — Você pode comer as frutas de qualquer árvore do jardim, 17 menos da árvore que dá o conhecimento do bem e do mal. Não coma a fruta dessa árvore; pois, no dia em que você a comer, certamente morrerá. (Gn. 2:17 NTLH)

Deus colocou esta árvore no jardim para lhes dar a oportunidade de escolherem o amor Dele. O Senhor sabe que a aceitação do Seu amor torna o relacionamento do homem com Ele mais precioso e gratificante. Embora permitindo que Adão e Eva tomassem uma decisão própria, Ele também lhes deu a possibilidade de rejeitá-Lo. Sabendo que o resultado de uma decisão errada traria um desastre, o Senhor os advertiu que a consequência da desobediência seria a morte, ou seja, a separação ou o distanciamento do Criador.

4. A reação de Adão

Adão e Eva tinham todo o conhecimento e a alegria que poderiam precisar, mas Satanás tentou Eva a notar o que ela não possuía e insinuou que Deus estava escondendo dela algo que lhe seria bom.

Ele disse a ela que ela poderia “ser como Deus”! Acreditando que aquela mentira fosse verdade, ela não só comeu do fruto da árvore proibida como o ofereceu a Adão, que também o comeu.

Adão ignorou o aviso de Deus e pode ter pensado: “Eva não morreu e, então, nada me acontecerá!” A consequência de seu pecado era uma vergonha, porque eles perceberam sua nudez. Então, quando souberam que estavam andando nus pelo jardim, tentaram se esconder de Deus.

Quando tudo está indo bem em nossas vidas, nós devemos ficar atentos e vigiar, porque o Diabo sempre oferece algo que é contrário ao que Deus nos tem dado. Em vez de reconhecermos as grandes bênçãos que o Senhor já nos deu, Satanás nos diz que precisamos de mais, e a sua oferta vem com a promessa de nos dar o prazer além dos limites da vontade de Deus.

Por essa razão, nós devemos ser sensíveis ao Espírito Santo que habita em nós, que nos guia na verdade e nos adverte do espírito do erro.

Toda dor, morte, sofrimentos e as aflições que estão neste mundo, tiveram o seu início no Jardim perfeito do Éden, quando duas pessoas desobedeceram a Deus. E, desde aquele dia, todos nós sentimos o peso do pecado e da culpa. O pecado, por menor que seja, será sempre prejudicial. Quando desobedecemos a Deus, o pecado se multiplica e traz consigo mais desobediência, e com ela, as consequências.

Adão e Eva possuíam tudo e tudo perderam, quando não acreditaram na advertência de Deus, sobre as consequências da desobediência. Hoje em dia, muitas pessoas seguem os mesmos passos de Adão e Eva. Elas se recusam a acreditar que a obediência ao Senhor lhes traz uma vida saudável e abençoada e, portanto, sofrem as dolorosas consequências dos seus erros.

5. A tristeza de Adão

Como resultado de sua desobediência, Adão e Eva foram expulsos do Jardim do Éden. Eles perceberam muito tarde que tomaram a decisão errada. Eles estavam cheios de vergonha, e agora, teriam que enfrentar o medo de não saber acerca do que lhes aconteceria.

Todos nós sentimos a tristeza de termos desobedecido o Senhor. Percebemos muito tarde as consequências das nossas decisões e lamentamos os nossos erros dizendo: “Por que eu fui desobediente?

Porém, em vez de vivermos com um sentimento de culpa e remorso por termos pecado, Deus nos dá o privilégio da opção de vivermos em obediência a Ele. Deus nos deu o Espírito Santo, que nos adverte acerca das direções erradas que pretendemos tomar. A Bíblia está cheia de advertências sobre os perigos do pecado e as terríveis consequências da desobediência.

Às vezes, nós agimos tolamente como Adão: ao ver que Eva não morreu imediatamente, também seguiu os seus passos e desobedeceu a Deus. Tudo indicava que não haveria consequências para a atitude que tomaram, mas, sem que percebessem, a morte entrou na vida de ambos!

Do mesmo modo, muitas pessoas também morrem espiritualmente e, de imediato, não percebem as consequências dos seus erros. Deus nos adverte que todas as vezes que pecamos, o espírito da desobediência faz o seu trabalho sujo e destrutivo em nossas vidas.

É por isso que nós devemos ler a Palavra de Deus todos os dias, manter comunhão com o Pai Eterno em oração e ser sensíveis tanto às indicações do Espírito Santo como às Suas advertências. Ao desenvolvermos um relacionamento honesto e sincero com Deus e Sua Palavra, nos protegeremos dos enganos e tentações, tanto dos desejos da nossa natureza humana decaída como do Inimigo de nossas almas.

6. Encontre esperança em Deus, por meio da Sua Palavra.

& 65 Ó SENHOR Deus, tu cumpriste a tua promessa e tens sido bom para mim, este teu servo. 66 Dá-me sabedoria e conhecimento, pois confio nos teus mandamentos. 67 Antes de me castigares, eu andava errado, mas agora obedeço à tua palavra. 68 "Ó Deus, tu és bom e fazes o bem; ensina-me os teus mandamentos." (Sl.119:65-68 NTLH)

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail