Qual é o plano ou a vontade de Deus para a minha vida? - Parte 3: Deus dirige nossas vidas de um modo maravilhoso!

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Gênesis 37:3-11

Texto Bíblico:

& 3 Jacó já era velho quando José nasceu e por isso ele o amava mais do que a todos os seus outros filhos. Jacó mandou fazer para José uma túnica longa, de mangas compridas. 4 Os irmãos viam que o pai amava mais a José do que a eles e por isso tinham ódio dele e eram grosseiros quando falavam com ele. 5 CERTA VEZ JOSÉ TEVE UM SONHO E O CONTOU AOS SEUS IRMÃOS. Aí é que ficaram com mais raiva dele 6 porque ele disse assim: —Escutem, que eu vou contar o sonho que tive. 7 Sonhei que estávamos no campo amarrando feixes de trigo. De repente, o meu feixe ficou de pé, e os feixes de vocês se colocaram em volta do meu e se curvavam diante dele. 8 Então os irmãos perguntaram: — Quer dizer que você vai ser nosso rei e que vai mandar em nós? E ficaram com mais ódio dele ainda por causa dos seus sonhos e do jeito que ele os contava. 9 Depois José sonhou outra vez e contou também esse sonho aos seus irmãos. Ele disse assim: — EU TIVE OUTRO SONHO. Desta vez o sol, a lua e onze estrelas se curvaram diante de mim. 10 Quando José contou esse sonho ao pai e aos irmãos, o pai o repreendeu e disse: — O que quer dizer esse sonho que você teve? Por acaso a sua mãe, os seus irmãos e eu vamos nos ajoelhar diante de você e encostar o rosto no chão? 11 Os irmãos de José tinham inveja dele, mas o seu pai ficou pensando no caso. (Gn.37:3-11 NTLH)

A história de José é um drama cheio de traições, conflitos familiares, mentiras e injustiça e, ao mesmo tempo, é uma das mais belas demonstrações do significado do perdão e da confiança de um homem submisso aos desígnios (ou propósitos, ou planos) de Deus.

Eu tenho compartilhado com você uma verdade em relação à vontade de Deus: em parte, a conhecemos, e em parte, não (veja Dt.29:29). O que conhecemos está escrito nas Sagradas Escrituras, e o que não conhecemos pertence aos propósitos ou desígnios de Deus. Então, nós temos a vontade de Deus revelada (Bíblia) e a não revelada (o modo secreto de Deus sobre como Ele realiza os Seus planos em nossas vidas).

Portanto, Deus sempre está dirigindo em nossas vidas, “abrindo e fechando portas”, ou seja, Ele nos coloca em situações inesperadas (geralmente, sem Seu aviso prévio) e elas podem ser agradáveis ou não a cada um de nós. Nessas circunstâncias (predeterminadas por Ele), Deus prova ou testa a nossa fidelidade (compromisso com o que aprendemos da Sua Palavra) e o nosso conhecimento dos princípios bíblicos. Por exemplo:

Tudo está caminhando bem e, de repente, você se vê em um “mar revolto”, a sua vida fica de “pernas para o ar”! O que Deus espera de você? Jesus ensina que você não deve se preocupar com o futuro, mas com o presente (cf. Mt.6:33,34); então, coloque em prática a sua fidelidade e os princípios que você tem aprendido da Palavra de Deus. Dentro de qualquer situação (agradável ou não), pratique a vontade de Deus (revelada na Bíblia). Portanto,

  • Que eu não transgrida a Lei Moral de Deus. (cf. Êx.20 – O Dez Mandamentos)
  • Que eu pense nos benefícios espirituais e morais tanto a mim como para a minha família.
  • Que eu não seja dominado ou dirigido pelos meus interesses pessoais, a fim de que nada ocupe o lugar de Deus na minha vida.
  • Que eu esteja disposto a dar um testemunho aos que estão à minha volta, que expressa confiança em Deus e nas Escrituras Sagradas.
  • Que eu tenha como prioridade expressar a Glória de Deus (Sua presença, Seus pensamentos e ações, como: amor, bondade, poder, justiça, misericórdia) e não a minha imagem pessoal.

CONSELHO: não tente entender de antemão os motivos da circunstância em que está, pois, esteja onde estiver, “PRATIQUE O QUE SABE E, DEPOIS, ENTENDERÁ O QUE NÃO SABE!” Essa atitude é um ato de uma fé verdadeira! O erro de muitos cristãos consiste na preocupação de conhecer o futuro e não viver corretamente (segundo a vontade revelada de Deus) no presente (veja Mt.6:33,34).

Saiba que Deus tem o poder para revelar o seu futuro e, às vezes, Ele fará isso. Entretanto, dificilmente, Ele revelará como determinadas pessoas e circunstâncias serão usadas, a fim de aperfeiçoar o seu caráter e prepará-lo para ser a pessoa que Ele determinou.

Às vezes, Deus mostrará algo acerca do seu futuro, mas noutras, não. Porém, Ele raramente revelará sobre pessoas e circunstâncias que você terá que enfrentar. Por quê? Porque é através dessas pessoas e circunstâncias que Deus testará o seu caráter, compromisso com Ele e o aperfeiçoará.

Então, não caia no erro de procurar conhecer o futuro como muitos fazem, consultando falsos profetas e profetizas por aí. Saiba que, ao preocupar-se ansiosamente sobre o seu futuro, você não praticará a vida cristã nos acontecimentos predeterminados por Deus e, portanto, não será testado, aperfeiçoado e aprovado por Ele. Desse modo, você cria a sua própria história e se afasta dos planos de Deus.

Cuidado com essas reuniões de libertações, pois você não sabe se é Deus que o está colocando na situação em que está (de acordo com as razões anteriormente apresentadas). Em cada situação, esteja disposto a praticar os princípios ensinados por Jesus e, então, saberá quando expulsar os demônios ou ter de enfrentar as dificuldades com a coragem que Deus dá (veja 2 Timóteo 1:7,8).

A história de José é um exemplo do que estou procurando lhe explicar.

José recebeu de Deus dois sonhos, os quais revelavam a pessoa que ele seria no futuro – um líder. Porém, o SENHOR não lhe revelou tudo o que enfrentaria no curso da vida para que o plano divino à sua vida fosse concretizado. Para chegar à meta predeterminada por Deus, José teria que ser testado, aperfeiçoado e aprovado em seu caráter e, desse modo, compreenderia a vontade perfeita de Deus para si.

Façamos um esboço simples de José:

A. Deus revelou a José sobre a pessoa que ele deveria ser no futuro.

Deus deu a José dois sonhos, os quais indicavam que ele seria um líder para o Seu povo. (veja o texto base)

B. Entretanto, Deus não revelou a José os meios que usaria para torná-lo a pessoa que deveria ser. Vejamos:

  • Os irmãos de José (menos Ruben) armam um plano para matá-lo. (Gn.37:20)
  • José é vendido a uma caravana ismaelita por 20 barras de prata. (Gn.37:27,28)
  • Os ismaelitas vendem José a Potifar, oficial e capitão da guarda do rei do Egito. (Gn.37:36)
  • Na casa de Potifar, José ganha a simpatia do oficial egípcio. (Gn.39:1-5)
  • José resiste ao assédio da mulher de Potifar, mas ela mente a seu respeito ao seu esposo. (Gn39:7-19)
  • José, injustamente, é lançado na prisão. (Gn.39:20)
  • José ganha a simpatia do carcereiro, que o colocou como encarregado da prisão. (Gn.39:21-23)
  • Na prisão, José interpreta os sonhos dos presos. (Gn.40:5-21)
  • Depois de dois anos, o Faraó teve um sonho e os seus sábios não conseguiram interpretá-lo. (Gn.41:1-32)
  • O Faraó ouve e aceita os conselhos de José e o estabelece como governador das terras do Egito. (Gn.41:33-44)
  • Devido à seca, os irmãos de José saem de suas terras e se dirigem ao Egito, a fim de comprarem mantimentos. José se revela aos seus irmãos e os abençoa. (veja todo o enredo: Gn.42-47:1-12)

C. José revela aos seus irmãos sobre os planos ocultos de Deus.

& 4 E José disse: — Cheguem mais perto de mim, por favor. Eles chegaram, e ele continuou: — Eu sou o seu irmão José, aquele que vocês venderam a fim de ser trazido para o Egito. 5 Agora não fiquem tristes nem aborrecidos com vocês mesmos por terem me vendido a fim de ser trazido para cá. Foi para salvar vidas que Deus me enviou na frente de vocês. 6 Já houve dois anos de fome no mundo, e ainda haverá mais cinco anos em que ninguém vai preparar a terra, nem colher. 7 Deus me enviou na frente de vocês a fim de que ele, de um modo maravilhoso, salvasse a vida de vocês aqui neste país e garantisse que teriam descendentes. 8 Portanto, não foram vocês que me mandaram para cá, mas foi Deus. Ele me pôs como o mais alto ministro do rei. Eu tomo conta do palácio dele e sou o governador de todo o Egito. (Gn.45:3-8 NTLH)

Antes de terminar esta meditação, eu gostaria que você refletisse sobre as seguintes atitudes:

  1. Tenha o desejo de viver uma vida de fé (confiança e fidelidade) em Deus.
  2. Confie que Deus tem planos para a sua vida.
  3. Seja obediente a Ele, por meio do que aprende das Escrituras Sagradas.
  4. Preocupe-se sobre como você deve agir no presente, pois o futuro está nas mãos de Deus.
  5. Pratique o que você sabe, e não só entenderá como descobrirá o que neste momento, não sabe.
  6. Aprenda a perdoar e a abençoar as pessoas, mesmo aquelas que lhe fizeram o mal.
  7. Creia que Deus está dirigindo a sua vida.

Como eu desejo aprender a viver pela fé! A minha esperança é que eu seja aprovado por Deus e consiga realizar o Seu plano para a minha vida, e, através dele, abençoar as pessoas que ao meu lado estão e tantas outras que ainda estarão. Nós nascemos de Deus, em Cristo, existimos Nele e viveremos para Ele em qualquer situação!

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail