A fé é mais do que acreditar - Parte 53: Crendo em Jesus e caminhando para a eternidade

Escrito por Walter de Lima Filho em . Postado em mensagem domingo

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 11:32-40

Ao longo de 53 semanas, eu tenho compartilhado com você muitas lições sobre a fé bíblica ou verdadeira. Tenho dito sobre os enganos que são ensinados em nome da fé. Usei apenas os exemplos de homens e mulheres de Deus, os quais são mencionados em Hebreus 11. Porém, eu poderia citar muitos homens que, ao longo da história de Igreja, serviram de exemplos ou modelos de fidelidade a Deus.

Hoje, eu pretendo lhe falar que a fé nos dirige a sairmos ilesos de muitas situações, porém, a mesma fé, noutras ocasiões, não nos isenta de sofrimentos.

Entenda que o Cristianismo nunca será “amigo” deste mundo, por causa de “Jesus, que é a Verdade e o único Caminho para Deus”! Quando vejo cristãos frequentando igrejas, a fim de conseguirem dinheiro, casamentos, soluções de problemas financeiros e emocionais, penso que eles não conhecem o Evangelho!

Quando vejo reuniões de louvor se transformando em uma danceteria cheia de luzes, piscando e produzindo efeitos psicodélicos, os quais causam alterações na percepção, imitando os efeitos de alucinógenos pelo excesso de cores, penso que as pessoas não conhecem o Evangelho!

Quando ouço certos ensinamentos que procuram tornar o caminho de Deus fácil para qualquer um, penso que esses pregadores não conhecem o Evangelho! Quando vejo pessoas pecando, praticando imoralidades, dizendo que Deus as entende, e mesmo assim as aceita, penso que elas não conhecem o Evangelho!

Quando vejo pessoas que, diante de Deus, não se arrependem de seus erros e não procuram a Sua ajuda para consertar suas vidas, penso que elas não conhecem o Evangelho! Quando vejo pessoas que não procuram ter comunhão com Deus pela oração e pela Sua Palavra, por meio do poder do Espírito Santo, penso que elas não conhecem o Evangelho!

Quando vejo pessoas que não compartilham a sua fé a outras, com o intuito de aproximá-las de Deus (não praticam o evangelismo), penso que elas não conhecem o Evangelho! Quando vejo pessoas que não edificam outras na fé e não fortalecem a Igreja do SENHOR (não praticam o discipulado), penso que não conhecem o Evangelho.

Quando vejo pessoas que vivem por anos dentro das igrejas e não se transformaram em instrumentos de influência divina a outras pessoas, penso que elas não conhecem o Evangelho! Quando vejo pessoas que não pensam e não anseiam pela Eternidade, mas que só procuram o bem-estar terreno, penso que elas também não conhecem o Evangelho!

A igreja atual está perdendo o seu compromisso com Cristo, adotando métodos mundanos para crescer e se tornar em um instrumento de influência político e social; ela não conhece o Evangelho! Quando vejo pastores pensando somente em se enriquecerem financeiramente por meio de manipulações emocionais e promessas falsas, penso que eles não conhecem o Evangelho!

A Igreja é odiada pelo mundo! A Verdade divina é odiada pelo mundo! A fé verdadeira é odiada pelo mundo, e até pelos cristãos, pois estes preferem a mentira em vez da Verdade! Agostinho disse: “Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no evangelho que você crê, mas, sim, em si mesmo.”

Mencionei muitos homens e mulheres de fé, porém, não falarei sobre Samuel e Davi, pois sobre eles, meditaríamos por meses! Hoje, eu pretendo terminar esta série: “A FÉ É MAIS DO QUE ACREDITAR!” com o texto de Hebreus 11:32-40.

Você há de reparar que no texto, nem todos escaparam de sofrimentos e até de mortes horrendas. Por essa razão, eu digo que os cristãos que têm medo de sofrerem aflições neste mundo, não conhecem o verdadeiro Evangelho!

A fé verdadeira pode agir na vida de todo aquele que tiver a coragem de ouvir a Palavra de Deus e de se submeter à vontade divina. Então, a fé opera ou trabalha por meio de duas ações humanas: o homem ouve atentamente a Palavra de Deus e se sujeita a Ele em obediência. Repare nos personagens que estudamos nesta passagem das Escrituras e você encontrará esses dois princípios de conduta na vida de cada um deles.

1. Confie em Deus e não tenha medo de aceitar os desígnios estabelecidos por Ele à sua vida. (11:32-38)

Neste texto, nós encontramos dois grupos de pessoas:

Leia:

& 32 O que mais posso dizer? O tempo é pouco para falar de Gideão, de Baraque, de Sansão, de Jefté, de Davi, de Samuel e dos profetas. 33 Pela fé eles lutaram contra nações inteiras e venceram. Fizeram o que era correto e receberam o que Deus lhes havia prometido. Fecharam a boca de leões, 34 apagaram incêndios terríveis e escaparam de serem mortos à espada. Eram fracos, mas se tornaram fortes (foram revestidos com a força que Deus dá, fortalecidos pelo SENHOR – veja Ef.6:10). Foram poderosos na guerra e venceram exércitos estrangeiros. 35 "Pela fé mulheres receberam de volta os seus mortos, que ressuscitaram. Outros foram torturados até a morte; eles recusaram ser postos em liberdade a fim de ressuscitar para uma vida melhor." 36 "Alguns foram insultados e surrados; e outros, acorrentados e jogados na cadeia." "Outros foram mortos a pedradas; outros, serrados pelo meio; e outros, mortos à espada. Andaram de um lado para outro, vestidos de peles de ovelhas e de cabras; eram pobres, perseguidos e maltratados." 38 Andaram como refugiados pelos desertos e montes, vivendo em cavernas e em buracos na terra. O mundo não era digno deles! (não era conveniente, comparável a algo, não lhes chamava atenção, não os seduzia) (Hb.11:32-38 NTLH)

Você já me ouviu dizer que recebi do SENHOR vários milagres. Ao longo do ministério de Jesus na minha vida, Dele recebi várias curas e livramentos maravilhosos. Porém, noutras oportunidades, Ele me deu força ou me fortaleceu para suportar intensas adversidades.

Às vezes, eu ouço pessoas dizendo que ouviram outras lhes dizendo que “não devem aceitar” as adversidades que sobrevêm, sejam quais forem! No entanto, esse não é o método bíblico para nos livrarmos das dificuldades, pois a vontade de Deus é muito ampla, cheia de objetivos e propósitos. Jesus disse em João 16:33:

& "Eu digo isso para que, por estarem unidos comigo (permitindo que Eu viva através de vocês), vocês tenham paz (vivam sob a amizade que conquistaram com Deus, em harmonia com Ele). No mundo vocês vão sofrer (angústias, aflições, hesitações, dúvidas); mas tenham coragem (animem-se em Deus). Eu venci o mundo (sendo fiel e obediente a Deus, Eu superei tudo o que se opõe aos propósitos divinos)." (Jo.16:33 NTLH)

Como exemplo do que Jesus disse “Eu venci o mundo”, está a Sua declaração na sua oração, na qual, por três vezes, Ele disse a Deus que fosse feita a vontade Dele e não a Sua. (cf. Lc.22:43; veja também Jo.6:38; At.21:10-14)

Martinho Lutero disse: “Pensei que o velho homem tinha morrido nas águas do batismo, mas descobri que o infeliz sabia nadar. Agora, tenho que matá-lo todos os dias.” O grande desafio no Cristianismo é a morte do “EU”, ou a renúncia de si mesmo, do egoísmo, do orgulho e dos interesses pessoais. Isso não depende de rituais, mas da sua vontade em ter prazer nos desígnios ou propósitos divinos. Isso é fácil? Claro que não! Porém, pela fé, esse é o desafio que todos nós devemos acolher! Afinal, “A FÉ É MAIS DO QUE ACREDITAR!

2. Busque uma vida fortalecida pelo SENHOR. (11:35b)

Leia:

& Eram fracos, mas se tornaram fortes (foram revestidos com a força que Deus dá, fortalecidos pelo SENHOR – veja Ef.6:10). (Hb.11:35b NTLH)

O apóstolo Paulo diz em Efésios 6:10:

& Para terminar: tornem-se cada vez mais fortes, vivendo unidos (renunciando seus interesses e vivendo submisso) com o Senhor e recebendo a força do seu grande poder (leia 1 Co.1:18). (Ef.6:10 NTLH)

A ênfase da pregação cristã, a todos que querem andar com Deus, é “a mensagem da cruz”! Ninguém consegue entender e obedecer a Deus, caso não aprenda a “crucificar a si mesmo”! (cf. Mt.10:38,39; veja ainda: Mt 16:25; Mc 8:35; Lc 9:24; Lc 17:33; Jo 12:25)

Hoje, eu apenas queria lhe falar da necessidade de ser fortalecido no SENHOR, mas noutra oportunidade, posso lhe explicar mais detalhadamente sobre como isso se dá.

Porém, quando você é fortalecido pelo SENHOR, terá habilidade para:

3. Busque a aprovação de Deus, vivendo em Cristo e com o foco fixo na Eternidade. (11:39,40)

Leia:

& 39 Porque creram, todas essas pessoas foram aprovadas por Deus, mas não receberam o que ele havia prometido (Jesus, o Messias, não veio na época em que viveram, mas tinha “Fé ou confiança” que Ele viria). 40 Pois Deus tinha preparado um plano (a vinda ou a provisão divina do “Cordeiro de Deus” – Jesus – como havia dito a Abraão em Gn.22:14) ainda melhor para nós, a fim de que, somente conosco, elas fossem aperfeiçoadas (até que se completasse o plano de Deus em nós, em Jesus, para que todos juntos desfrutemos a Eternidade – Jesus levou Consigo aos Céus todos os que viveram no passado – Velho Testamento – e que creram Nele, antes da sua vinda à Terra – veja ainda: Sl.68:18; Ef.4:7-10). (Hb.11:39,40 NTLH)

Todos os personagens que vimos em Hebreus 11 creram em Cristo, ou seja, “Naquele que viria no futuro”! Eles não duvidaram dos planos de Deus e, por isso, foram usados pelo SENHOR para lutarem pela fé verdadeira e promover reformas espirituais e morais em meio ao Seu povo.

A razão dessas reformas se deu pelo motivo de o povo de Deus estar vivendo uma vida sem comunhão com Dele, ou seja, uma vida espiritual e moral desaprovada por Ele. Por essa razão, Deus levantou no passado, homens e mulheres, os quais refletiam a todos os valores espirituais e morais que se veriam em Cristo Jesus no futuro. Além do mais, não podemos nos esquecer dos sacrifícios cerimoniais que tipificavam a morte e ressurreição de Jesus no futuro, assim como o espírito de arrependimento sincero por parte dos que os ofereciam.

No Novo Testamento, não desprezamos os exemplos de homens de fé que refletiram e ainda refletem o caráter do nosso eterno Mestre, mas o verdadeiro modelo de “Quem” amou a Deus e foi dedicado inteiramente a Ele: Jesus. Ele ensinou as pessoas tanto a se aproximarem de Deus como permanecerem Nele, e isso nós precisamos fazer também, pois Jesus é o nosso verdadeiro modelo.

Jesus declarou que veio do Pai e que voltaria para Ele, isto é, para a Eternidade, e esse deve ser o nosso objetivo – vivermos nos “Céus” com o nosso Pai Eterno, pois Jesus nos deu o Seu exemplo.

Nunca faltou a Jesus roupa para vestir, comida para comer, ou seja, o Pai sempre supriu as Suas necessidades e, assim como Ele confiou em Deus para essas coisas, nós precisamos confiar também.

Deus Lhe deu uma missão, e Jesus a cumpriu. Como Igreja, o Pai nos dá uma missão, e à semelhança de Jesus, a cumpriremos, pois Ele é o nosso grande e eterno exemplo.

Jesus buscou uma vida aprovada pelo Pai, suportou todo tipo de situação e, pela orientação do Espírito de Deus, soube como andar de modo digno e aceito pelo Eterno. Jesus nos avisa que voltará para buscar todos os que perseveram em andar com Ele e nos Seus ensinamentos com prazer, a fim de viverem eternamente no mesmo lugar onde Ele vive, ou seja, na Eternidade ao lado do Pai.

Jesus ensinou que “A FÉ É MAIS DO QUE ACREDITAR”, pois ela exige que reconheçamos a nossa condição afastada do Criador (espiritual e moralmente falando), mudança no estilo de vida, conhecimento de Deus pelas Escrituras, confiança nos Seus propósitos e obediência ao que Ele nos propõe. Ele ensinou tudo isso e nós O seguiremos para aprendermos e compartilharmos o Seu Evangelho!

Esse é o meu desejo neste mundo, e espero que seja o teu!

Que Deus nos abençoe!

Imprimir

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco