A fé é mais do que acreditar - Parte 37: A fé de Gideão (2) - A fé nos faz ver o que somente Deus vê

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 11:31

Texto Bíblico:

& O que mais posso dizer? O tempo é pouco para falar de Gideão, de Baraque, de Sansão, de Jefté, de Davi, de Samuel e dos profetas. (Hb.11:32 NTLH)

Na semana passada, nós começamos a meditar sobre a fé de Gideão. Penso que dei detalhes suficientes sobre a sua pessoa. Porém, eu gostaria de lhe lembrar que o povo de Israel, depois de passar por um período de bonança, relaxou, enfraqueceu na fé e na sua comunhão com Deus.

Esses nossos antepassados nos servem de lição, a fim de que não relaxemos na fé. Observe as palavras do apóstolo Paulo:

& 11 Tudo isso aconteceu com os nossos antepassados a fim de servir de exemplo para os outros, e aquelas coisas foram escritas a fim de servirem de aviso para nós. Pois estamos vivendo no fim dos tempos. 12 Portanto, aquele que pensa [que tem uma opinião pessoal de] que está de pé é melhor ter cuidado para não cair. (1 Co.10:11,12 NTLH)

Entenda que nem sempre a nossa imaginação expressa fielmente a nossa realidade espiritual e moral. É muito comum ouvirmos cristãos dizendo que Deus entende as suas fraquezas, mas isso é uma mentira que entristece o SENHOR! Outros dizem que não fazem mal a ninguém, porém, o bem, segundo a vontade de Deus, eles também não fazem!

Voltando ao tempo de Gideão, aos olhos de Deus, não havia outra maneira de despertar os israelitas à realidade, a não ser que passassem por um período de perdas, sofrimentos e que se esgotasse todo o seu esforço pessoal ao lidar com a situação por eles mesmos. Então, Deus “deixou que o povo de Midiã (Midianitas) os dominasse durante sete anos” (cf. Jz. 6:1 NTLH). Após sete anos de sofrimento e perdas, o povo buscou a ajuda de Deus: “Então os israelitas pediram socorro a Deus, o SENHOR” (cf. Jz. 6:6 NTLH).

Voltemos ao Velho Testamento e leiamos Juízes 6:7-12.

& 7 Quando eles oraram ao SENHOR por causa dos midianitas, 8 ele mandou um profeta, que lhes disse: —Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel: “Eu tirei vocês da escravidão do Egito. 9 Eu os livrei dos egípcios e dos que lutaram contra vocês aqui, nesta terra. Expulsei os seus inimigos e dei a vocês a terra deles. 10 Eu disse que sou o SENHOR, o Deus de vocês, e que vocês não deviam adorar os deuses dos amorreus, que viviam nesta terra. Mas vocês não quiseram me ouvir.” 11 Então o Anjo do SENHOR veio e sentou-se debaixo de um carvalho que havia perto do povoado de Ofra. Esse carvalho pertencia a Joás, que era da família de Abiezer. O seu filho, Gideão, estava malhando trigo no tanque de pisar uvas, escondido, para que os midianitas não o encontrassem. 12 Então o Anjo do SENHOR apareceu a ele e disse: — Você é corajoso, e o SENHOR está com você! (Jz.6:7-12 NTLH)

  1. 1.Você pode ver e reconhecer o poder de Deus, mas só Ele vê o estado do seu coração. (vs.7,8ª)

& 7 Quando eles oraram ao SENHOR por causa dos midianitas, 8 ele mandou um profeta... (NTLH)

Após sete anos de terríveis sofrimentos, eles viram que só Deus poderia ajudá-los, mas ansiavam por essa ajuda de imediato. Entretanto, os olhos de Deus viam neles o que eles não viam em si mesmos, ou seja, as ruínas em que se transformaram suas almas. Eles queriam uma ação divina de libertação, porém, não viam que Deus precisava libertá-los dos seus pecados.

Eles queriam uma intervenção imediata no curso de suas vidas, mas Deus exigia deles uma urgente transformação interior antes de poder ajudá-los. Eles precisavam “voltar a ouvir” a voz de Deus por meio dos Seus verdadeiros pregadores, que os ensinariam o caminho de retorno para Deus. Isso eles não viam! Porém, Deus vê além do que podemos ver!

Nós só podemos sair da nossa triste realidade espiritual e moral, quando aceitamos a instrução divina como a eterna realidade em nossas vidas.

O livro de Provérbios ensina o seguinte:

& Um país sem a orientação de Deus é um país sem ordem [corrupto, sem restrições]. Quem guarda [entesoura, celebra, protege no íntimo] a lei [os mandamentos, as instruções] de Deus é feliz [bem-aventurado, divinamente abençoado]. (Pv.29:18 NTLH)

  1. 2.Você vê os problemas, mas por desprezar as instruções divinas, não vê a razão dos mesmos. (vs.8-10)

& 8 ele mandou um profeta, que lhes disse: —Assim diz o SENHOR [Aquele que existe, Dono], o Deus de Israel: “Eu tirei vocês da escravidão do Egito. 9 Eu os livrei dos egípcios e dos que lutaram contra vocês aqui, nesta terra. Expulsei os seus inimigos e dei a vocês a terra deles. 10 Eu disse que sou o SENHOR, o Deus de vocês, e que vocês não deviam adorar os deuses dos amorreus, que viviam nesta terra. Mas vocês não quiseram me ouvir.” (NTLH)

Nós temos, por hábito, culpar os outros, e nunca a nós mesmos. Eles deixaram de “ESTAR OUVINDO” as instruções divinas. Nestes três versículos, encontramos por duas vezes a palavra “SENHOR”. Este é o nome que Deus deu a Si mesmo, ou seja, “Aquele Que Existe” ou “Aquele que Sempre É”.

A conduta dos israelitas, nos anos de bonança, demonstrou a falta do “interesse contínuo” por Deus e pelos Seus ensinamentos. Eles “NÃO ESTAVAM DANDO OUVIDOS” a tudo o que aprenderam e ao que mais se podia aprender sobre Ele. Eles colocaram “a realidade divina” no esquecimento, ou seja, eles a perderam de vista. Então, em vez de Deus ser “Aquele Que Existe”, para eles, Deus era “Aquele que Existiu”, ou “Aquele Que Foi”, ou seja, “um Deus histórico”!

Para os israelitas, Deus deixou de ser reconhecido como “Dono” de suas vidas e do próprio país, mas preferiram se render a outros deuses e, nessa conduta, a fantasias ou sonhos pessoais. Quando você sonha com Deus, caminhará para a realidade, mas quando você sonha sozinho, apenas teve um sonho, uma ilusão!

Quando você segue seus próprios sonhos, se torna prisioneiro do egoísmo, dos seus interesses pessoais, só pensa em si mesmo, torna-se prisioneiro de seus anseios, autossuficiente, cobre-se com o manto da ignorância acerca de Deus e perde a razão da sua existência e da própria vida. Jesus disse:

& 31 Então Jesus disse para os que creram nele: — Se vocês continuarem a [permanecerem na atitude de...] obedecer aos meus ensinamentos [preceitos espirituais e morais], serão, de fato, meus discípulos [alunos] 32 e conhecerão [conhecer intimamente] a verdade [realidade divina em qualquer assunto ou situação], e a verdade os libertará [livres do poder e do domínio do pecado]. (Jo.8:31,32 NTLH)

Tristemente, os israelitas, na época de Gideão, não viam mais a Deus como seu Deus e Pai sempre presente, mas o SENHOR nunca deixou de vê-los como o Seu povo e filhos, apesar de serem desobedientes. Através do profeta, Deus os faz relembrar tanto do passado como das Suas ações poderosas, as quais fizeram com que eles habitassem uma terra rica e muito produtiva, diferente dos desertos que a rodeava.

Eles viam o presente desastroso, mas deixaram de ver ou observar a própria história, a qual foi escrita pelo amor e os atos poderosos de Deus. Eles precisavam ter a fé reavivada, a fim de verem o que deixaram de ver. Portanto, Deus vê além do que podemos ver!

  1. 3.Quando você vê e entende o que Deus vê, passará a ver quem você é ou quem deve ser! (v.11,12)

& 11 Então o Anjo do SENHOR [refere-se a Jesus, no Velho Testamento] veio e sentou-se debaixo de um carvalho [árvore com raízes profundas, de vida longa, que se fortalece ao enfrentar as intempéries] que havia perto do povoado de Ofra. Esse carvalho pertencia a Joás, que era da família de Abiezer. O seu filho, Gideão, estava malhando trigo no tanque de pisar uvas, escondido, [fazendo o trabalho velozmente, com aflição e medo] para que os midianitas não o encontrassem. 12 Então o Anjo do SENHOR apareceu a ele e disse: — Você é corajoso [forte, valente destemido], e o SENHOR está com você [é a Sua Força, Habilidade, Eficiência, Exército, Fartura]!

O verso 11 fala sobre o “ANJO DO SENHOR”, e nós sabemos que era assim que Jesus se revelava no Velho Testamento. Diz o texto que Ele se sentou à sombra de “um carvalho” e o Espírito de Deus não comete erros na Sua inspiração das Escrituras. Ele quer que vejamos no “carvalho” um exemplo de raízes profundas, de vida longa, e que ao enfrentar o vento e todas as intempéries climáticas, se fortalece cada vez mais.

O povo de Deus deve ser como o carvalho: com raízes profundas em Deus, persistência às intempéries e uma vida longa. Na cultura judaica, o carvalho era símbolo de força e persistência diante das dificuldades.

A vida do cristão não deve ser frágil diante das lutas, pois Deus lhe dá todos os recursos possíveis, a fim de enfrentar as adversidades. Com a ajuda do SENHOR, ele sempre estará se tornando cada vez mais forte na fé (veja Ef.6:10).

Jesus encontra Gideão trabalhando com aflição, pois ele via o perigo à espreita. Os midianitas, os quais apareciam do nada, roubavam e destruíam o que estavam à frente, empobrecendo os filhos de Deus.

O que Deus diz à Gideão? “Você é corajoso e o SENHOR está com você!” Repare o tempo dos verbos: “Você é... e o SENHOR está...”. Os verbos “ser e estar” não estão no passado nem no futuro, mas no presente do indicativo. O que isso significa? Deus está indicando que tipo de pessoa Gideão era e quem ele deveria ser, pois Deus “sempre é” na vida dele. Deus estava mostrando o que Gideão não conseguia ver, tanto sobre si como sobre Deus. Ora, Deus vê além do que podemos ver!

Gideão vivia dentro de uma “cultura do medo” e só estava nela por não enxergar a presença de Deus constante. Por acaso, nós não estamos vivendo dentro da cultura do medo em nossos dias? Veja como as pessoas se afligem. Veja como vivem inseguras e estressadas. Eu incluo entre elas os cristãos também!

Por que estamos vivendo desse modo? Porque não estamos vendo quem é Deus e quem nós devemos ser! Então, corremos e corremos cheios de aflição! Deixamos de ouvir o que Deus nos ensina. Muitos se entregam a práticas imorais e se tornam corruptos e corruptores, achando que estão garantindo um futuro melhor – é lógico que esse não era o caso de Gideão.

Muitos, como Gideão, vivem amedrontados, pensando que se não se entregarem desesperadamente às suas atividades várias, nunca conseguirão nada. Porém, eles se esquecem da sua história com Deus e de como Ele os têm sustentado ao longo do tempo (veja 1 Sm.7:12). Não estou dizendo que você tem a obrigação de cruzar os braços e deixar o tempo passar, mas que você deve aprender a seguir as orientações divinas ao longo do curso da vida, sem medo. (veja Mt.6:25-34)

Uma das maiores mentiras do inferno é que Deus somente abençoa pessoas muito especiais. Gideão, por acaso, era alguém muito especial? Ele era igual a todos nós, medroso, aflito e preocupado com o futuro. Porém, a mesma palavra que Deus disse a Gideão está dizendo a você agora: “Eu sou o Seu presente e o faço corajoso!

Viva em Deus, não deixe de seguir as Suas orientações e Ele suprirá o seu futuro. Escute-O, esteja ouvindo as Suas instruções, pois como disse o sábio:

& 1 "Filho, não esqueça os meus ensinamentos; lembre sempre dos meus conselhos." 2 Os meus ensinamentos lhe darão uma vida longa e cheia de sucesso. 3 "Não abandone a lealdade e a fidelidade; guarde-as sempre bem gravadas no coração." 4 Se você fizer isso, agradará tanto a Deus como aos seres humanos. 5 Confie no SENHOR de todo o coração e não se apóie na sua própria inteligência. 6 Lembre de Deus em tudo o que fizer, e ele lhe mostrará o caminho certo. 7 "Não fique pensando que você é sábio; tema o SENHOR e não faça nada que seja errado." 8 Pois isso será como um bom remédio para curar as suas feridas e aliviar os seus sofrimentos. 9 Adore a Deus, oferecendo-lhe o que a sua terra produz de melhor. (Pv.3:1-9 NTLH)

Se a sua fé não o levar a enxergar esses princípios, ela não é verdadeira e você precisará da ajuda divina para reavivá-la! Deus sempre fará a parte Dele, desde que você faça a sua! Não duvide do Seu amor e do valor que Deus dá à sua vida!

Deus o chama para que veja o tipo de pessoa que você deve ser por meio de Quem Ele é, pois “a verdadeira fé nos faz ver o que somente Deus pode ver!”

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail