A fé é mais do que acreditar - Parte 24: A fé de Jacó (2) - Apoie-se na fidelidade de Deus

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 11:21

Texto Bíblico:

& Foi pela fé que Jacó, pouco antes de morrer, abençoou os filhos de José. Ele se apoiou na sua bengala e adorou a Deus. (Hb.11:21 NTLH)

Relembrando: a fé verdadeira ou bíblica, mesmo na nossa idade avançada, nunca perde a sua validade. A fé bíblica nos capacita a mantermos em nossas vidas as bênçãos divinas, as quais nos fazem cooperar e comprometer-nos com os planos de Deus sobre a Terra para abençoarmos outras pessoas, a fim de que os planos do Pai Eterno sejam realizados neste mundo e se perpetuem na eternidade.

Além do mais, a fé verdadeira ou bíblica, nos convence a estarmos apoiados na fidelidade divina, a fim de que terminemos bem nossas vidas e ingressemos na “Casa do Pai” na eternidade.

Vamos continuar falando sobre a fé de Jacó, neto de Abraão e filho de Isaque. O nosso texto base menciona Jacó em um momento da sua vida quando estava em idade avançada, “pouco antes de morrer”. Então, Jacó abençoou os filhos de José” e “Ele se apoiou na sua bengala e adorou a Deus”. Então:

  • Jacó termina a sua vida abençoando os seus filhos.
  • Jacó termina a sua vida servindo e adorando a Deus.
  • Jacó termina a sua vida apoiado em seu cajado.

1. Como é importante começar e continuar bem em tudo na vida, mas é essencial que você termine bem.

A Bíblia nos fala de vários personagens que começaram bem, mas que acabaram mal.

  • Saul: ele foi aclamado pelo povo como rei de Israel, mas acabou se suicidando! Ele praticou suicídio após rejeitar os conselhos de Deus e, com certeza, encaminhou a sua alma para o inferno, ou seja, para um lugar de grandes sofrimentos e ausência eterna do Criador. (cf. 1 Sm.31:1-6)
  • Geazi: ele foi um servo e aprendiz do profeta Eliseu. Ele ficou coberto de lepra e morreu com essa doença. Devido à sua avareza, ao seu amor sem medida ao dinheiro e às coisas materiais, ele exigiu de Naamã um pagamento em dinheiro pelos serviços espirituais prestados a ele. (cf. 2 Re.5:1-27)
  • Ananias e Safira: eles pertenciam ao povo de Deus, mas cometeram o grande erro de mentir para o Espírito Santo! Eles fizeram uma oferta para a igreja, mas mentiram sobre o dinheiro que deram. Deus os castigou pelo ato da mentira e não por reterem parte do dinheiro. (cf. At.5:1-11)
  • Salomão: ele era o rei de Israel e filho de Davi. Ele começa o seu reinado pedindo a Deus sabedoria, mas depois, se envolveu com muitas mulheres e se tornou um idólatra! Mesmo sendo muito sábio, Salomão, na sua velhice, se afastou de Deus. (cf. 1 Cr.22:9,10; 1 Re.3:1-14; 11:1-11)
  • Sansão: ele era um guerreiro corajoso, forte e temido. Sansão foi escolhido pelo SENHOR para defender o povo de Deus contra os filisteus. Porém, deixando-se enganar por Dalila, termina a sua vida preso e cego. (cf. Jz.13-16)

Aquele que anda pelos princípios da fé bíblica procurará se submeter à direção de Deus, porque sabe que terá que prestar contas a Ele depois da sua morte. Ele sabe que deve terminar bem a sua vida.

Há um versículo no livro de Eclesiastes que nos diz o seguinte:

& O fim de uma coisa vale mais do que o seu começo. A pessoa paciente é melhor do que a orgulhosa. (Ec.7:8 NTLH)

Como está o curso da sua vida? Talvez, você tenha começado bem e com grande entusiasmo a sua vida cristã, mas, neste momento, a sua trajetória espiritual pode não estar indo bem e você sabe que não está agradando a Deus. Se você não procurar a direção do SENHOR, a sua vida poderá não terminar bem!

Pense nas suas responsabilidades como cônjuge, filho, patrão, prestador de serviço e como cristão. Você não se casou para se tornar uma pessoa infeliz ou fazer com que seu cônjuge sofra. Então, se as coisas não estão indo bem no seu relacionamento familiar, procure os princípios de Deus que tratam sobre essas questões e mude o seu comportamento enquanto é tempo. A mesma atitude seja buscada para as outras áreas mencionadas.

No final da sua vida, o apóstolo Paulo disse o seguinte:

& 6 Quanto a mim, a hora já chegou de eu ser sacrificado, e já é tempo de deixar esta vida. 7 Fiz o melhor que pude na corrida, cheguei até o fim, conservei a fé. 8 E agora está me esperando o prêmio da vitória, que é dado para quem vive uma vida correta, o prêmio que o Senhor, o justo Juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas a todos os que esperam, com amor, a sua vinda. (2 Tm.4:6-8 NTLH)

2. Esforce-se para ser fiel a Deus, a fim de terminar a sua vida apoiado na Sua fidelidade.

O nosso texto diz que Jacó terminou os seus dias apoiado no seu cajado e que adorou a Deus.

Jacó era um patriarca, assim como foi o seu avô Abraão e seu pai Isaque. O “patriarca” era a pessoa considerada como o pai de família, ou chefe de tribo. Ele tinha autoridade suprema sobre os seus filhos e servos. Ele não tinha que dar contas dos seus atos a qualquer superior terrestre e, por isso, podia recompensar ou castigar, segundo a sua maneira de ver.

Todavia, é claro que, na proporção em que o patriarca possuía temor a Deus, o seu governo era exercido com justiça e bondade, mas onde não havia esse sentimento religioso, haveria opressão, violência e injustiça. Jacó seguiu o exemplo de seu avô e de seu pai. Ele não se apoiou sobre a sua autoridade patriarcal nem nos bens que possuía, mas terminou os seus dias respeitando e adorando a Deus.

Era comum aos patriarcas terem um cajado (bastão, vara ou bengala), no qual eles talhavam a sua história, seus bens, filhos e, no caso de Jacó – o que era comum entre os filhos de Deus –, entalhada estava a história da fidelidade divina a seu favor. No seu cajado, estava toda a sua história com Deus, a fim de que ela sempre fosse lembrada e, portanto, nunca esquecida!

O cajado de Jacó, sobre o qual ele se apoiou, representava tanto a providência como a misericórdia divina para com a sua vida. No final dos seus dias e apoiado sobre o seu cajado, ele testemunhava o controle absoluto de todas as coisas e sobre como ele foi transformado pelo trabalho do SENHOR ao longo da sua vida.

Jacó é um desses exemplos de alguém que começou mal e terminou bem! Com a ajuda da sua mãe, ele enganou tanto o seu irmão Esaú como o seu pai Isaque. Um dia, Deus lhe pediu que voltasse para a sua terra, mas ele ficou com medo da possível atitude de vingança da parte do seu irmão Esaú contra ele. Você se lembra que Jacó o enganou, a fim de conseguir a primogenitura.

Foi nesse momento da sua vida que Jacó orou a Deus, reconhecendo que não era digno da Sua bondade e fidelidade. Ele dividiu o seu grupo em dois e os separou, pois ele possuía apenas um cajado. Possivelmente, ele não havia talhado em outro tudo o que possuía e, sem dúvida, pensou em enganar o seu irmão mais uma vez.

Naquela noite, Jacó se levantou e atravessou o rio Jaboque com tudo o que era seu, porém, ele ficou sozinho para trás. Foi naquele lugar que se encontrou com o ANJO DO SENHOR e lutou com Ele até ao amanhecer, quando finalmente foi abençoado por Deus. (cf. Gn.32)

Sobre o que você está se apoiando neste exato momento? Seus sonhos? Seus bens? Prazeres? Não é errado sonhar, possuir bens materiais, bons amigos e bons momentos. O erro está em não considerar todas essas coisas como passageiras e que o nosso destino final é aqui sobre a Terra.

É errado não considerar que a sua vida não tem sido sustentada por Deus, pelo bom e excelente motivo que Ele determinou. Você não é sustentado pelo que tem ou pelo que pode ter, mas a fé verdadeira sempre o levará a reconhecer a ajuda divina à sua vida.

Jesus disse:

& O que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira? Pois não há nada que poderá pagar para ter de volta essa vida. (Mt.16:26 NTLH)

O fim de nossas vidas virá. Ele chegará muito rápido e mais breve do que pensamos! Muitos perderão a vida verdadeira por estarem se apoiando em tudo o que não pode ser levado deste mundo. A única coisa que você levará deste mundo é a sua fé em Jesus Cristo.

Portanto,

  • Você tem analisado a sua trajetória de vida?
  • Você equilibra os seus diálogos familiares com os assuntos eternos?
  • Você tem abençoado a sua família com um bom testemunho de fé?
  • Você encoraja as pessoas próximas por sua fidelidade a Deus?
  • Você tem a convicção de ir para o “Céu”, caso a sua vida termine agora?

A minha esperança é que no dia que meus olhos se fecharem para este mundo, eu possa ver Aquele que se assenta no mais alto e sublime trono e ouvir aquele grande coral de anjos cantando a Sua santidade e a Sua Glória! Como eu desejo estar com você naquele lugar! Tudo o que temos aqui, não possuímos, mas o que possuímos no Céu é o que realmente temos!

& 25 No céu, eu só tenho a ti. E, se tenho a ti, que mais poderia querer na terra? 26 Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, ele é tudo o que sempre preciso. 27 Os que se afastam de ti certamente morrerão, e tu destruirás os que são infiéis a ti. 28 Mas, quanto a mim, como é bom estar perto de Deus! Faço do SENHOR Deus o meu refúgio e anuncio tudo o que ele tem feito. (Sl.73:25-28 NTLH)

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail