A fé é mais do que acreditar - Parte 19: A fé de Abraão (2) - A fé que segue a Deus em obediência

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 11:8-10

Texto Bíblico:

& Foi pela fé que Abraão, ao ser chamado por Deus, obedeceu e saiu para uma terra que Deus lhe prometeu dar. Ele deixou o seu próprio país, sem saber para onde ia. 9 Pela fé ele morou como estrangeiro na terra que Deus lhe havia prometido. Viveu em barracas com Isaque e Jacó, que também receberam a mesma promessa de Deus. 10 Porque Abraão esperava a cidade que Deus planejou e construiu, a cidade que tem alicerces que não podem ser destruídos. (Hb.11:8-10 NTLH)

Vamos continuar falando sobre a fé genuína, ou a fé bíblica. Então, vamos meditar mais um pouco sobre a vida do patriarca Abraão. Quem foi ele?

Abraão era natural de uma cidade chamada Ur, na região da Caldeia ou Mesopotâmia, situada entre os rios Tigre e Eufrates, atualmente o Iraque, no Oriente Médio, conhecida por ser o "berço da civilização", onde surgiram as primeiras civilizações, mas sua família foi morar em Harã.

abraão

Quando recebeu o chamado do SENHOR, ele rejeitou todos os outros deuses e só adorava ou servia a Deus. Quando estava em Harã, Deus falou com ele, prometendo que seus descendentes se tornariam um grande povo e herdariam a terra de Canaã. Então, Abraão partiu para Canaã com sua esposa Sara e seu sobrinho Ló, vivendo o resto de sua vida em tendas.

Abraão foi o primeiro patriarca (o homem mais importante da família, que merece respeito e obediência) do povo de Israel, que recebeu a promessa que Deus iria abençoar todos os povos por meio dele. Abraão foi o antepassado de todo o povo judeu e de Jesus, o salvador do mundo.

Todos os que têm fé em Jesus também são considerados descendentes de Abraão e o tem por “pai na fé”. Abraão é chamado de o “pai espiritual” ou “pai na fé” dos judeus e dos cristãos, porque descendem dele.

& Portanto, a promessa de Deus depende da fé, a fim de que a promessa seja garantida como presente de Deus a todos os descendentes de Abraão. Ela não é somente para os que obedecem à lei, mas também para os que crêem em Deus como Abraão creu, pois ele é o pai espiritual de todos nós. (Rm.4:16 NTLH)

Abraão é denominado na Bíblia como o nosso “pai espiritual ou na fé”. O que isso significa? O sentido é que nós devemos ser possuidores da mesma fé que ele demonstrou e seguir a Deus como o patriarca O seguiu. Abraão é o nosso exemplo de alguém que vive pela fé.

1. Lembre-se que é o chamado divino que dá início à fé.

& 9 Foi pela fé que Abraão, ao ser chamado por Deus... (NTLH)

Nós aprendemos que Abraão foi chamado por Deus, ou seja, ele ouviu a Palavra que veio da Sua boca, lhe trazendo toda a revelação necessária, a fim de que o patriarca observasse todo o conselho divino ou Suas orientações. Então, literalmente, Abraão seguia a Deus, e pela fé recebeu a “Vida do Alto”, saindo de um estado de morte (separação de Deus) para a vida (comunhão e alinhamento com Deus).

Quando Abraão recebeu o chamado de Deus, ele praticava o paganismo. O pagão é aquele que segue os hábitos e os rituais de certas tradições como:

  • Xamanismo– Conjunto de práticas e crenças mágicas do xamã, termo este usado para um sacerdote que, quando em um estado de transe, diz possuir a capacidade de contatar o mundo dos espíritos.
  • Panteísmo – Crença de que Deus e todo o universo são uma única coisa e que Deus não existe como um espírito separado.
  • Animismo– O animismo é a crença de que tudo tem um espírito, uma consciência e uma alma, desde o menor micro-organismo da Terra, os planetas e todo o universo. Dessa forma, eles devem ser adorados, temidos ou reconhecidos de alguma forma.
  • Politeísmo – Crença religiosa que cultua mais de um deus.

Abraão foi educado na cidade de Ur dos caldeus, onde todas essas práticas religiosas eram comuns. A Caldeia foi o berço desses costumes que, infelizmente, continuam vivos em nossos dias, pois “os seus tentáculos” têm abraçado o Cristianismo do nosso tempo com as suas influências pagãs.

Ainda que Abraão tenha se mudado de cidade com o seu pai Terá, os hábitos religiosos pagãos continuavam vivos na sua mente, porém, o chamado divino ocasionou nele uma mudança interna.

O fato de você estar participando do Cristianismo não o impede de continuar praticando costumes pagãos, mesmo que tenha sido batizado, de acordo com o Evangelho de Cristo. Muitos estão frequentando uma igreja por conveniência social, por tradição ou como “tábua de salvação”, pois esperam soluções para os seus problemas pessoais.

No entanto, sem o chamado divino, você não conseguirá seguir os conselhos de Deus e não terá prazer Nele. Sem o chamado divino, o Evangelho não será suficiente para mantê-lo firme nos propósitos de Deus e uma vida de confiança Nele. Desse modo, você sempre será tentado a misturar hábitos religiosos pagãos à fé bíblica, os quais não deveriam estar mais influenciando a sua mente. A falta do chamado divino faz com que você tenha medo de confiar integralmente na Palavra de Deus.

2. A fé bíblica exige obediência, pois é só por meio dela que você desenvolve uma fé forte e inabalável.

& 9 Foi pela fé que Abraão, ao ser chamado por Deus, obedeceu e saiu para uma terra que Deus lhe prometeu dar. Ele deixou o seu próprio país, sem saber para onde ia. (NTLH)

Como Deus falou com Abraão?

& Certo dia o SENHOR Deus disse a Abrão: — Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa do seu pai e para uma terra que eu lhe mostrarei. (Gn.12:1 NTLH)

Deus pediu que Abraão se protegesse, livrando-se das influências que poderiam levá-lo a não confiar inteiramente na direção divina à sua vida. Se você quer ser abençoado por Deus, seja obediente do mesmo modo de Abraão, pois à medida que você cresce em obediência, crescerá também na fé.

3. Entenda que a fé bíblica sempre lhe dará a consciência de que você é um peregrino na Terra.

& 9 Pela fé ele morou como estrangeiro na terra que Deus lhe havia prometido. Viveu em barracas com Isaque e Jacó, que também receberam a mesma promessa de Deus.

Você também é chamado para viver nesse mundo como um estrangeiro ou peregrino, pois aqui não é o seu lar definitivo. Você e eu estamos aqui de passagem, a fim de fazermos a vontade de Deus.

Isso não quer dizer que Deus o abandonará à própria sorte. Enquanto você faz a vontade de Deus e se envolve nos Seus planos eternos, tenha a certeza de que Ele nunca o abandonará e providenciará tudo o que for preciso e necessário para a sua subsistência.

Para alguns que estão aqui, Deus deu muito, e a outros, menos, mas isso não quer dizer que aqueles que receberam muito são mais abençoados do que os que receberam menos. Todos nós, ricos e pobres, estamos incumbidos de cumprirmos a vontade e os planos de Deus neste tempo e devemos viver contentes, por meio da fé.

Entretanto, não se esqueça das palavras de Jesus, acerca de um princípio espiritual: & "(...) Assim será pedido muito de quem recebe muito; e, daquele a quem muito é dado, muito mais será pedido." (cf. Lc.12:48 NTLH)

Tome muito cuidado com as pregações que o incentivam a buscar somente o que é terreno, pois você poderá cair em um poço sem fundo. Deus espera que você confie Nele, enquanto caminha sob os Seus conselhos.

Ele disse a Abraão:

& Abençoarei os que o abençoarem e amaldiçoarei os que o amaldiçoarem. E por meio de você eu abençoarei todos os povos do mundo. (Gn.12:3 NTLH)

Nós podemos ver a aplicação desse princípio divino ao longo da história humana. Todos aqueles que perseguiram o povo de Deus (os descendentes de Abraão) foram amaldiçoados ou desgraçados! Eu, particularmente, não fico triste com os métodos que Deus usa para filtrar a condição espiritual e moral da raça humana, pois Ele é Soberano e na Sua sabedoria sabe o que faz.

Deus quer usar a sua vida em Cristo para abençoar pessoas, ou seja, através da vida de Jesus que flui da sua, Ele deseja dar a todos os que estão à sua volta o que é bom – a Sua Graça. Porventura, poderá algo de ruim vir da Graça divina? Todavia, caso você seja amaldiçoado por crer e viver comprometido com esse princípio espiritual, o SENHOR o amaldiçoará!

Na verdade, nós não queremos ver a maldição de Deus na vida das pessoas, mas as suas bênçãos, a fim de que alcancem a suprema vitória, isto é, a eternidade ao lado Dele. Nunca confunda as bênçãos momentâneas de Deus com a verdadeira vitória.

4. A fé bíblica nunca o levará a ter grande esperança neste mundo!

& 10 Porque Abraão esperava a cidade que Deus planejou e construiu, a cidade que tem alicerces que não podem ser destruídos. (NTLH)

O que realmente você espera desse mundo? Há aqueles que pensam que a vida se tornará um "mar de rosas", mas não acredite nisso! Muitos pregadores têm pregado acerca da prosperidade financeira, dizendo que aquele que tem fé, terá muito bens materiais. Isso não é verdade!

Se os que têm muito é porque são amados por Deus, pelo fato de terem tido fé, então, Deus odiou o apóstolo Paulo, Pedro, João e tantos outros homens dedicados a Ele.

O que Abraão realmente esperava? O versículo que lemos diz que ele esperava pela cidade planejada e construída por Deus, cujos alicerces são eternos! Abraão esperava pela eternidade e viveu de acordo para alcançá-la.

Tudo o que temos e alcançamos é o resultado da graça divina. Todas as coisas que você possui são bênçãos de Deus e elas não devem ser consideradas exageradamente como vitórias na sua vida, mas como situações que Ele mesmo providenciou, a fim de que você cumpra os Seus propósitos.

Lembre-se de que no final da sua vida, você não levará nada, mas terá que comparecer perante o Supremo Juiz, a fim de ouvir a Sua sentença, acerca de como você atuou em relação à Palavra de Deus.

Cada um de nós será julgado de acordo com aquilo de útil que fizemos ao longo da vida, em relação aos princípios do Reino de Deus. Portanto, não duvide da eternidade, mas viva para o SENHOR com toda a alegria do coração para alcançá-la.

Lembre-se sempre de que o seu compromisso de seguir a Deus terminará somente na eternidade. Tudo o que ele nos dá não é só para o nosso prazer, mas também para a alegria Dele. Portanto, tanto a nossa alegria como a Dele se concretizará quando estivermos juntos com Ele na eternidade, ou seja, na cidade cujos alicerces não podem ser destruídos.

Não se esqueça de que a fé é mais do que acreditar que Deus existe e que Ele pode nos dar tudo o que desejamos. Porém, ela sempre nos conduzirá a andar com Ele, confiar Nele e segui-Lo até o último dia de nossas vidas neste mundo.

O meu desejo é que nós não nos vangloriemos pelas coisas que recebemos nem nos tornemos amargurados pelas coisas que não obtivemos. Que nós estejamos sempre alegres por tudo o que Deus nos dá, pois Ele sempre faz o melhor para cada um de nós, segundo a Sua sabedoria e bondade.

Pense nas palavras do apóstolo Paulo, homem que foi muito amado por Deus, mesmo não tendo quase nada nesta vida:

& 6 É claro que a religião é uma fonte de muita riqueza, mas só para a pessoa que se contenta com o que tem. 7 O que foi que trouxemos para o mundo? Nada! E o que é que vamos levar do mundo? Nada! 8 Portanto, se temos comida e roupas, fiquemos contentes com isso. (1 Tm.6:6-8 NTLH)

Esteja contente com Deus pelas coisas que Ele lhe dá para subsistir e viver sob a Sua graça, pois a única coisa que você levará deste mundo é a sua fé em Jesus Cristo, o teu SENHOR! Então, procure ser obediente a Ele em todas as coisas e circunstâncias.

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail