A fé é mais do que acreditar - Parte 15: A fé de Enoque (2) - A fé que agrada a Deus e que anda com Ele

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 11:5,6

Texto Bíblico:

& 5 Foi pela fé que Enoque escapou da morte. Ele foi levado para Deus, e ninguém o encontrou porque Deus mesmo o havia levado. As Escrituras Sagradas dizem que antes disso ele já havia agradado a Deus. 6 Sem fé ninguém pode agradar a Deus, porque quem vai a ele precisa crer que ele existe e que recompensa os que procuram conhecê-lo melhor. (Hb.11:5,6 NTLH)

Vamos dar continuidade à nossa meditação sobre a fé de Enoque. Esse homem viveu 365 anos e, como qualquer um de nós, um dia, recebeu o chamado Divino para andar na Sua presença.

Nós sabemos que nenhuma pessoa nasce possuindo a fé bíblica, pois ao longo da sua vida, ouvirá a mensagem da Palavra de Deus acerca de Jesus e com a ajuda do Espírito Santo, receberá do Alto a fé, a qual lhe ensinará sobre como andar com o SENHOR, a fim de agradá-Lo.

Ninguém pode afirmar que é um seguidor de Cristo, pelo fato de ter nascido em um lar cristão. Aquele que anda com Jesus deve enxergar a si mesmo como alguém que é mais do que um seguidor, mas sim um discípulo, um aluno constante dos Seus ensinamentos. Isso requer uma decisão pessoal, uma escolha honesta e firme para andar sob os termos do SENHOR.

Eu acredito que Enoque tenha tido uma experiência com Deus, e que a partir daí, tenha adquirido uma experiência Divina que afetou tanto a sua vida espiritual como moral. Em algum momento da sua vida, Enoque se rendeu à Deus verdadeiramente, pois como já vimos, ninguém nasce manifestando a fé genuína no Todo-Poderoso.

Eu também creio que Enoque ouviu de alguém próximo a mensagem de Deus e a guardou no seu coração. Isso quer dizer que em algum momento, ele passou a crer na realidade da existência de Deus. Isso não significa que ele não acreditava em Deus, mas que passou a crer verdadeiramente Nele, ou seja, tomou a decisão de confiar plenamente a sua vida à direção Divina.

Nós temos visto que ter fé é mais do que acreditar. Não basta acreditar em Deus, porém, é necessário que essa crença seja verdadeira através de uma vida comprometida com Ele, tanto espiritual como moralmente falando. Em algum momento, Enoque percebeu a sua ausência da realidade de Deus, reconheceu a sua pobreza espiritual e se submeteu ao SENHOR com honestidade de coração.

Enoque aceitou a proposta da “salvação divina”, a fim de se aproximar da presença de Deus, diferente do que as pessoas do seu tempo faziam. Ao longo dos seus dias, Enoque andou perseverantemente em comunhão com Deus.

Pense: Você está namorando sério? Você acredita na idoneidade do seu namorado ou da sua namorada? Essa crença só se estabelecerá como uma verdadeira confiança no dia do seu casamento, pois você estará apostando toda a sua vida ao lado de quem será o seu cônjuge. A proposta do casamento é a declaração verbal da sua fé naquele (a) com quem você viverá os seus dias sobre a Terra.

Eu já preguei várias vezes em centros de detenção e fiquei muito espantado com o número de detentos que acreditavam em Deus! Eu os ouvia dizer que suas mães e famílias pertenciam a alguma igreja local, mas que eles, por interesses pessoais, escolheram outro caminho, um estilo de vida contrário à Palavra de Deus, e que a prisão foi o resultado dessa escolha. Eles não aceitaram a proposta de salvação dada por Deus.

Quando eu falo sobre a salvação Divina, não me refiro a ela como se fosse um carimbo ou uma marca sobre alguém, determinando que sua vida já é uma propriedade do SENHOR e não importa que viva de modo contrário ao que Ele diz e pede.

Todo ser humano é chamado divinamente ao arrependimento, ou seja, a alinhar ou realinhar a sua vida com a Palavra de Deus. Então, a pessoa deve confessar publicamente a sua fé na mensagem de Deus, acerca de Jesus Cristo. Paulo disse o seguinte:

& Se você disser [confessar ser um adorador] com a sua boca: “Jesus é Senhor” [Soberano, Dono] e no seu coração [na essência da sua vida] crer [depositar confiança inabalável] que Deus ressuscitou Jesus, você será salvo [restaurado]. (Rm.10:9 NTLH)

É possível que você acredite em Deus, no Seu poder para fazer milagres e até na Sua capacidade em trazer caminhos que oferecem soluções aos seus problemas diários. Então, você aprende a confessar com a sua boca o poder Divino, porém, o seu coração pode estar longe Dele! Você acredita em Deus, mas não vive em comunhão com Ele. Isso é possível? Sim! Veja o que Jesus disse aos religiosos da Sua época, citando as palavras do profeta Isaías:

& “Este povo com a sua boca diz que me respeita, mas na verdade o seu coração está longe de mim.” (Mt.15:8 NTLH)

É impossível agradar a Deus somente com palavras, pois é necessário que a sua vida, tanto espiritual como moral, também O agrade. A Palavra de Deus nos diz:

& Que as minhas palavras e os meus pensamentos [desejos espirituais e morais] sejam aceitáveis [agradáveis, deem prazer] a ti, ó SENHOR Deus, minha rocha [inabalável, firme] e meu defensor [que livra ou salva da escravidão]! (Sl.19:14 NTLH)

O livramento ou a salvação Divina compreende dois estágios: A salvação momentânea ou a que se dá neste mundo e a eterna, após a morte.

  • Quanto à salvação momentânea, significa que Ele nos liberta do poder, mas não da presença do mal e do mundanismo, os quais podem exercer a sua má influência sobre nós.
  • A salvação eterna pertence àquele que persevera na Palavra de Deus neste mundo e que não volta a se submeter a uma vida ignorante, acerca do caráter e dos planos do SENHOR. Então, na eternidade, essa pessoa estará livre não só do poder do mal e do mundanismo, mas da presença deles eternamente!

Então, enquanto está neste mundo, você precisa ser perseverante na sua vida de comunhão e obediência a Deus. No entanto, saiba que a sua vida com Deus, em muitas ocasiões, atrairá o ódio e a rejeição por parte daqueles que ignoram tanto a Sua Verdade como a realidade da Sua existência.

Jesus disse:

& Todos odiarão vocês [serão detestados, rejeitados] por serem meus seguidores [os que não negam a sua submissão a Jesus]. Mas quem ficar firme [aguentar ou permanecer firmemente] até o fim será salvo [eternamente]. (Mt.10:22 NTLH)

Eu não duvido que nos dias de Enoque, inúmeras pessoas tenham deixado de andar com Deus. O verbo “andar” é uma atitude de progressão, de quem sai de um lugar e pretende chegar a outro. É uma caminhada, na qual pode haver muitos obstáculos e dificuldades, mas possui um objetivo, uma meta definida.

Então, eu chego a um pensamento: quando a Bíblia diz que Enoque andava com Deus (cf. Gn.5:24), com certeza, ele teve que superar obstáculos, ódio e rejeição, pois aquele que anda com Deus incomoda, por meio dos seus princípios de vida, aqueles que O ignoram. (cf. Judas14-16)

Enoque manifestou ao longo dos seus dias uma fé perseverante e crescente. Ele expressava uma fé que agradava a Deus, pois, segundo o verso 6 de Hebreus 11, aprendemos como, pela fé, Enoque andou com Deus:

& 6 Sem fé ninguém pode agradar a Deus, porque quem vai a ele precisa crer que ele existe e que recompensa os que procuram conhecê-lo melhor. (Hb.11:6 NTLH)

Este verso das Escrituras se refere a Enoque e à sua fé, pois pela fé, ele agradou a Deus e creu piamente na Sua existência e que Ele recompensa todo aquele que procura conhecê-Lo melhor.

Nós somos chamados para vivermos a fé de Enoque, pois a sua fé representa aqueles que serão arrebatados antes da tribulação, assim como ele foi antes do dilúvio. Que grande recompensa!

Portanto, uma vez que aprendemos sobre a fé de Enoque, aceitemos a proposta da Palavra de Deus:

1. Pela fé, viva para agradar a Deus.

O objetivo da vida daquele que tem a fé bíblica é agradar a Deus. Entretanto, como você pode agradar a Deus? O salmista diz:

& 10 O que agrada a Deus não são cavalos fortes nem soldados corajosos, 11 mas, sim, as pessoas que o temem e põem a sua esperança no seu amor. (Sl.147:10,11 NTLH)

Enoque agradava a Deus, enquanto muitos se afastavam Dele. Saiba que isso não é diferente em nossos dias! Muitos se esforçam para agradar a Deus, tanto nas áreas espiritual, moral e física, enquanto outros, nas mesmas áreas, se afastam Dele.

2. Pela fé, creia que Deus existe.

Enoque viveu em um tempo em que as pessoas estavam no dia a dia se afastando de Deus. Elas podiam até mesmo confessar com a boca que acreditavam na existência Dele, contudo, viviam como se Ele não existisse.

As pessoas viviam governadas pelos seus próprios valores e não buscavam os valores e princípios de Deus. Elas não buscavam aquilo que era correto e absoluto aos olhos do Pai. O padrão do que é certo e errado deixou de ser Deus, mas a vontade do próprio ser humano. Então, era uma sociedade que praticava o relativismo, assim como a de nossos dias – “o que é bom para você, pode não ser bom para mim!” Uma sociedade que vive desse modo está destinada ao caos!

Enoque, pela fé, vivia na presença de Deus, segundo os Seus padrões e não de acordo com aqueles que a sociedade do seu tempo apresentava. Ele sabia que tudo iria passar ou desaparecer, mas que aquele que faz a vontade de Deus viveria para sempre! (cf. 1 Jo.2:17)

3. Pela fé, procure conhecer a Deus melhor e confie na Sua recompensa.

O relacionamento de Enoque com Deus foi construído por meio do seu constante aprendizado sobre o caráter e os planos Divinos. Ele não possuía literatura, mas a experiência. Eu não sou contra os livros, mas sejamos honestos: hoje em dia, muitos livros sobre a fé são verdadeiros lixos ou detritos indesejáveis. Eles são como restos imundos, provenientes de pensamentos que expressam a falta de temor ao Criador e que não visam a eternidade, mas somente os benefícios humanos neste mundo.

Que Deus nos livre desses entulhos ou escombros! Que nós possamos viver para agradar a Deus, assim como viveu Enoque ao longo dos seus dias! Que nós confiemos na recompensa eterna e na providência Divina, enquanto estivermos perseverando no SENHOR nesta vida.

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail