A fé é mais do que acreditar - Parte 14: A fé de Enoque (1) - A fé que agrada a Deus e que anda com Ele

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 11:5,6

Texto Bíblico:

& 5 Foi pela fé que Enoque escapou da morte. Ele foi levado para Deus, e ninguém o encontrou porque Deus mesmo o havia levado. As Escrituras Sagradas dizem que antes disso ele já havia agradado a Deus. 6 Sem fé ninguém pode agradar a Deus, porque quem vai a ele precisa crer que ele existe e que recompensa os que procuram conhecê-lo melhor. (Hb.11:5,6 NTLH)

Hoje nós iremos meditar sobre a fé de Enoque, porém, recordemos que a fé de Abel profetizava a vinda do “Cordeiro de Deus”, Jesus, o Salvador, que traria perdão aos pecados dos que estavam dispostos a se alinhar com o Criador. Portanto, Abel,

  • Ofereceu a Deus o que o Senhor queria.
  • Cultuou a Deus conforme aprendeu de seus pais, Adão e Eva.
  • Não inventou uma maneira pessoal de cultuar a Deus.
  • Demonstrava a sua convicção de que era um pecador e que carecia do perdão Divino.
  • Apontava para a Pessoa de Jesus, “o Cordeiro” que morreria pelos pecadores.
  • Não teve medo de sofrer.
  • Foi um exemplo a ser seguido por todos os verdadeiros adoradores de Deus.

O capítulo 11 de Hebreus não apenas nos dá exemplos de homens e mulheres de fé e coragem, mas também nos mostra como a fé bíblica é construída ou se desenvolve na vida daquele que deseja andar com o SENHOR.

Esse capítulo da Bíblia nos mostra a fé de Abel em primeiro lugar e esta fala acerca da morte de Jesus que aconteceria no futuro. Depois, vem a fé de Enoque, a fé que agrada e que anda em comunhão com Deus. O que tudo isso quer dizer? Sem Jesus, é impossível construir uma fé que agrada a Deus e sem uma convicção do pecado é inviável uma vida de comunhão com o Criador. Portanto, é somente por meio de Jesus que conseguimos viver com Deus.

Jesus disse:

& 6 “Eu sou [Eu existo para ser, estou presente como] o caminho [o modo ou a forma de pensar, sentir e decidir de acordo com], a verdade e a vida [a realidade e a vida plena de Deus]; ninguém pode chegar até o Pai a não ser por mim." 7 Agora que vocês me conhecem, conhecerão também o meu Pai. E desde agora vocês o conhecem e o têm visto. (Jo.14:6,7 NTLH)

Então, Jesus existe para lhe mostrar o modo de agradar a Deus e andar em comunhão com Ele. Você só pode crer na existência de Deus por meio de Jesus, pois é através Dele que você se torna participante da vida plena que é dada pelo SENHOR ETERNO. Não existe outro meio ou caminho para Deus, a não ser por Jesus. Esse é o significado da fé de Abel no sacrifício que ele ofereceu a Deus.

Entretanto, a Bíblia fala muito pouco sobre Enoque, mas o pouco que sabemos dele é que em nenhum momento procurou agradar a si mesmo, porém, a vida desse homem procura nos ensinar que a fé nos foi dada para que agrademos a Deus e andemos com Ele.

Todo aquele que não anda em comunhão com Deus, o óbvio é que viva para agradar a si mesmo e procura apenas os seus próprios interesses. Essa é a filosofia mundana e ela está muito bem infiltrada na Igreja, promovendo através do seu fascínio o orgulho e o egoísmo.

A filosofia mundana não prega que você deve viver para agradar a Deus, mas, antes de tudo, a si mesmo! Ela traz consigo a ideia de que você será uma pessoa infeliz se não conseguir realizar todos os seus sonhos pessoais. Então, ela diz que Deus não quer que você sofra, pois Ele é amor e caso você passe a sofrer perdas e sofrimentos, isso significa que a sua vida não está sendo abençoada pelo SENHOR e, por conseguinte, Ele nunca será glorificado ou exaltado.

Infelizmente, ouvimos: “Creia e Deus realizará o ‘seu’ milagre! Aquilo que você tanto deseja virá pelo exercício da ‘sua’ fé!” Uma pessoa em desespero, naturalmente cairá nessa armadilha. Porém, eu tenho que ser honesto em um detalhe: há muitos pregando dessa maneira, não porque são maus, eles têm pena do sofrimento humano, mas pela razão de não estudarem corretamente as Escrituras Sagradas e de não entenderem a verdadeira razão de Deus ter-nos dado a fé bíblica, tornam-se simplistas, ou seja, desprezam a essência da Verdade em relação à doutrina da fé, segundo a vontade Divina.

No entanto, há aqueles que usam desses artifícios para atrair pessoas às suas reuniões, porque são maus e interesseiros. Eles almejam a fama, o poder e as riquezas, tudo isso à custa da ignorância das pessoas, tanto acerca da Pessoa como dos propósitos de Deus.

1. Cuidado para não cair na armadilha da sedução dos religiosos.

O livro de Hebreus foi escrito para os judeus que se converteram a Cristo Jesus. Por terem abraçado a fé em Cristo, esses judeus, agora cristãos, passaram a ser ferozmente perseguidos e, por medo de perderem suas famílias e bens, muitos deles negavam publicamente a fé em Jesus e retornavam às velhas práticas religiosas.

O apóstolo Pedro nos diz o seguinte:

& O que aconteceu a essas pessoas prova que são verdadeiros estes ditados: “O cachorro volta ao seu próprio vômito” e “A porca lavada volta a rolar na lama.” (2 Pe.2:22 NTLH)

Por que eles estavam abandonando o Cristianismo autêntico? Possivelmente, eles não entendiam que a fé pudesse levá-los a sofrer, pois a questão era: “Como um Deus tão grande e poderoso poderia permitir tamanhas tragédias e perdas? Por que eles estavam sofrendo tanto?

A resposta a esses judeus convertidos a Cristo era a seguinte: por terem abandonado as práticas religiosas tradicionais como a circuncisão, a guarda de dias sagrados, os sacrifícios e as regras das orações, estavam sendo punidos por Deus por sustentarem uma fé falsa e, portanto, fraca e inoperante.

Esse o argumento é também usado hoje em dia por muitos “pregadores da fé”, pois dizem: “Se você acreditar em um Deus que permite o sofrimento estará se equivocando e perderá todas as Suas grandes bênçãos para a sua vida!” Então, eles trazem elementos das velhas práticas do ocultismo

Eles pregam um tipo de evangelho que se baseia em milagres, números, fama, poder e prosperidade. Os cultos que deveriam ser dedicados a Deus e expressarem a glória de Cristo se transformaram em shows. Os hinos que são cantados nessas reuniões são inteiramente voltados aos interesses ou desejos pessoais, do que à exaltação do caráter e aos propósitos de Deus.

Além do mais, são apresentados métodos simplistas como correntes, campanhas, novenas e artefatos estranhos são vendidos para servirem de amuletos contra toda sorte de mal.

As pessoas não percebem, pois não lhes é ensinado, que essas práticas não as levam a pensarem, sentirem e decidirem de acordo com a realidade e a verdade de Deus, de acordo com o que vimos e lemos em João 14:6 e 7.

2. Vença a sedução religiosa praticando a fé bíblica. Antes de tudo, agrade a Deus e ande em comunhão com Ele.

Então, a fé é mais do que acreditar, pois ela nos leva a crer em Cristo, a fim de agradarmos a Deus e andarmos em comunhão com Ele! Esta é a fé de Enoque!

Quando eu falo de agradarmos a Deus e andarmos em comunhão com Ele, refiro-me à fé tanto de Abel como à de Enoque. Como Abel conseguiu a aprovação de Deus, se não por meio de uma oferta verdadeira e uma vida correta? Leia Hebreus 11:4:

& Foi pela fé que Abel ofereceu a Deus um sacrifício melhor do que o de Caim. Pela fé ele conseguiu a aprovação de Deus como homem correto, tendo o próprio Deus aprovado as suas ofertas. Por meio da sua fé, Abel, mesmo depois de morto, ainda fala. (Hb.11:4 NTLH)

Enoque seguiu o exemplo de Abel e a sua vida também foi aprovada por Deus. Ele agiu conforme a vontade de Deus, pois se preocupou em agradá-Lo e andar na Sua presença. Eu não duvido que nos seus dias, Enoque tenha sido ridicularizado por muitos acerca da sua fé e dedicação a Deus. Por quê? Para a Bíblia afirmar que ele andou com Deus é porque as pessoas estavam se afastando do SENHOR e vivendo para os seus interesses pessoais.

3. Esforce-se para viver sob a direção de Deus e confie na Sua providência.

O modo de vida de Enoque expressava os princípios apresentados por Jesus, quando disse aos Seus discípulos que não tivessem o estilo de vida dos pagãos, os quais só procuram os seus interesses pessoais (cf. Mt.6:25-32), mas que eles buscassem uma vida regida pelo governo de Deus, a fim de Lhe dar prazer.

& 33 Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e ele lhes dará todas essas coisas. 34 Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades. (Mt.6:33,34 NTLH)

A vida de Enoque apontava a um evento que acontecerá a todos aqueles que vivem para Deus, ou seja, àqueles que vivem para dar prazer ao SENHOR por meio de uma vida correta e de comunhão com Ele – àqueles que se submetem à Sua vontade e aos Seus planos. Eles serão arrebatados deste mundo, quando Jesus vier pela segunda vez, a fim de buscar a Sua Igreja verdadeira e levá-la Consigo para a eternidade.

Enoque era um homem perfeito? Claro que não! Ele era um ser humano como qualquer um de nós, mas cuidou com carinho e honestidade da sua vida com Deus, e por isso, foi levado deste mundo sem experimentar a morte, após 300 anos de vida e ter gerado filhos e filhas! (cf. Gn.5:22) Enoque viveu 300 anos diante de Deus com uma vida correta, procurando agradá-Lo em tudo.

Assim viveu Jesus! Ele fez a vontade do Pai e Lhe deu prazer em tudo. (cf. Mt.3:17; 17:5; 2 Pe.1:17) Cumpriu a Sua missão neste mundo, ensinou aos que creram Nele sobre como deveriam viver para Deus, foi perseguido, morreu crucificado e ressuscitou, vencendo a morte!

A minha esperança é poder participar da vida eterna após a minha morte e receber um corpo glorificado igual ao de Jesus! Nunca mais chorarei por qualquer tristeza, não sofrerei com perseguições, decepções, rejeições e enfermidades. Lá alcançarei o verdadeiro descanso eterno na Vida Eterna!

O mundo em que eu e você vivemos está separado de Deus, procura viver longe Dele. Ele não quer se alinhar com ele e o mundo de Enoque não era diferente do nosso. Todavia, ele agradou a Deus e se submeteu ao SENHOR e, portanto, que Deus nos dê, pela Sua misericórdia, toda a capacitação a fim de vivermos para Ele, tendo como exemplo a fé de Enoque.

Que eu nunca duvide da providência Divina ao longo dos meus dias, pois enquanto eu me preocupar em viver para Ele, poderei repetir as palavras de Davi no Salmo 23 com confiança.

& 1 Salmo de Davi. O SENHOR é o meu pastor: nada me faltará. 2 Ele me faz descansar em pastos verdes e me leva a águas tranqüilas. 3 O SENHOR renova as minhas forças e me guia por caminhos certos, como ele mesmo prometeu. 4 "Ainda que eu ande por um vale escuro como a morte, não terei medo de nada. Pois tu, ó SENHOR Deus, estás comigo; tu me proteges e me diriges." 5 Preparas um banquete para mim, onde os meus inimigos me podem ver. Tu me recebes como convidado de honra e enches o meu copo até derramar. 6 Certamente a tua bondade e o teu amor ficarão comigo enquanto eu viver. E na tua casa, ó SENHOR, morarei todos os dias da minha vida. (Sl.23 NTLH)

Continuaremos na próxima semana, se Deus permitir.

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail