A fé é mais do que acreditar - Parte 10: A fé de Abel (1)

 FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 11:4

A partir deste momento, nós começaremos a meditar sobre os heróis da fé, listados no capítulo 11 da Carta aos Hebreus, no Novo Testamento. Eu gostaria de salientar que todos eles eram como nós, seres imperfeitos, pecadores, medrosos, e só prevaleceram porque agiram pela fé contra a filosofia do mundo em seus dias.

Todo cristão verdadeiro é chamado por Deus para uma luta contra o “mundanismo”, isto é, um estilo de vida que adota qualquer filosofia para se opor fortemente a Deus e, ao mesmo tempo, àqueles que O servem de coração. Deus nos chama para vencermos o “mundo” (o berço do mundanismo), mas como faremos isso? Atentemos ao conselho do apóstolo João:

& O que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. (1 Jo.5:4 NVI)

O mesmo versículo bíblico na NTLH (Nova Tradução na Linguagem de Hoje)

& Porque todo filho de Deus pode vencer o mundo. Assim, com a nossa fé conseguimos a vitória sobre o mundo. (1 Jo.5:4 NTLH)

João declara duas verdades nas suas palavras:

  • Todo aquele que verdadeiramente é nascido de Deus, ou seja, que é filho de Deus, recebe a capacidade de vencer o poder do mundo.
  • O filho de Deus vence o mundo pelo caminho da fé.

Então, segundo o apóstolo João, você não supera “o mundanismo” pelo uso de métodos usados comumente nas igrejas de hoje, como: correntes, novenas, campanhas, talento e esforço pessoal. Você precisa andar pelo caminho da fé, a fim de vencer o espírito mundano que quer dominá-lo.

Então, a fé, segundo o apóstolo João, é a proposta Divina para você conseguir essa vitória.

  • A fé dá à sua mente uma forte convicção da realidade e do caráter de Deus.
  • A fé traz à mente a compreensão da vontade e dos desígnios ou propósitos de Deus.
  • Então, a fé o esclarece tanto sobre os perigos do mundo como das recompensas de Deus.
  • A fé, nas diferentes situações, o conduz às verdades e aos princípios bíblicos, a fim de que você aja à semelhança de Jesus.
  • A fé sempre o conduzirá a agir à semelhança de Jesus.

Então, vamos iniciar as nossas meditações sobre os exemplos da fé bíblica na vida dos homens de Deus do passado, falando sobre a fé de Abel. Veremos que ele expressava algo que ia além do mero “acreditar” em Deus.

Porém, antes que você lance a pergunta acerca de quantos filhos Adão e Eva tiveram, entenda que a Bíblia não se preocupa em detalhar esse assunto, porque ela procura salientar a genealogia ou a linhagem dos antepassados de Jesus. Naturalmente, Adão e Eva tiveram muitos filhos, mas a Bíblia se preocupa em relatar a triste história de Abel e Caim, quando este assassinou o seu irmão.

Leia o texto bíblico base:

& Foi pela fé que Abel ofereceu a Deus um sacrifício melhor do que o de Caim. Pela fé ele conseguiu a aprovação de Deus como homem correto, tendo o próprio Deus aprovado as suas ofertas. Por meio da sua fé, Abel, mesmo depois de morto, ainda fala. (Hb.11:4 NTLH)

O primeiro exemplo sobre a verdadeira fé, em Hebreus 11, capítulo que é chamado de “a galeria da fé”, é a de Abel. Por quê? Porque a atitude de Abel revelava a Deus a compreensão do Seu plano no futuro, ou seja, enviar o “Cordeiro de Deus” (Jesus) ao mundo, a fim de libertar do poder do mal todos aqueles que Nele viessem a crer.

Então, não é à toa que o primeiro exemplo de fé é daquele que fala profeticamente sobre a vida de Jesus. Abel nos revela o tipo de fé que agrada e que é aprovada por Deus, pois:

  • Ela fala da verdadeira salvação de Deus.
  • Ela está sempre disposta a ter a aprovação de Deus, por meio de uma vida correta.
  • Ela sempre transmite uma mensagem viva acerca da realidade de Jesus na sua vida.

Entretanto, hoje eu não pretendo falar com você acerca desses detalhes, porém, eu compartilharei sobre eles na próxima semana. Nesta reunião, eu meditarei com você sobre o texto no Velho Testamento, que dá base ao nosso texto base e que fala sobre o assassinato de Abel. Então, leia Gênesis 4:1-10:

& 1 Adão teve relações com Eva, a sua mulher, e ela ficou grávida. Eva deu à luz um filho e disse: — Com a ajuda de Deus, o SENHOR, tive um filho homem. E ela pôs nele o nome de Caim [em hebraico: lança – como ferindo com firmeza]. 2 Depois teve outro filho, chamado Abel [fazer desvanecer, apagar], irmão de Caim. Abel era pastor de ovelhas, e Caim era agricultor.

3 O tempo passou. Um dia Caim pegou alguns produtos da terra e os ofereceu a Deus, o SENHOR. 4 Abel, por sua vez, pegou o primeiro carneirinho nascido no seu rebanho, matou-o e ofereceu as melhores partes ao SENHOR. O SENHOR ficou contente com Abel e com a sua oferta, 5 mas rejeitou Caim e a sua oferta. Caim ficou furioso e fechou a cara.

6 Então o SENHOR disse: — Por que você está com raiva? Por que anda carrancudo? 7 "Se tivesse feito o que é certo, você estaria sorrindo; mas você agiu mal, e por isso o pecado está na porta, à sua espera. Ele quer dominá-lo, mas você precisa vencê-lo."

8 Aí Caim disse a Abel, o seu irmão: — Vamos até o campo. Quando os dois estavam no campo, Caim atacou Abel, o seu irmão, e o matou.

9 Mais tarde o SENHOR perguntou a Caim: — Onde está Abel, o seu irmão? — Não sei —respondeu Caim. — Por acaso eu sou o guarda do meu irmão?

10 Então Deus disse: — Por que você fez isso? Da terra, o sangue do seu irmão está gritando, pedindo vingança. 11 Por isso você será amaldiçoado e não poderá mais cultivar a terra. Pois, quando você matou o seu irmão, a terra abriu a boca para beber o sangue dele. 12 Quando você preparar a terra para plantar, ela não produzirá nada. Você vai andar pelo mundo sempre fugindo. (Gn.4:1-10 NTLH)

Tenha na mente que desde o início da verdadeira adoração, ela tem sido perseguida e distorcida por formas variadas pelo espírito do mundo ou pelo “mundanismo”. Abel, pela fé, compreendeu e aceitou os caminhos e a vontade de Deus, tanto para a sua vida como para este mundo. Porém, Caim, o seu irmão, era orgulhoso e, em vez de aceitar os desígnios de Deus, tentou agradá-Lo de um modo que não satisfazia o Criador, mas a criatura.

  1. Cuidado para não se transformar em alguém que fere tanto a Verdade como aqueles que a propagam e a amam. (veja Gn.4:1,8)
  2. Lembre sempre das palavras de João Batista: “Ele (Jesus) tem de ficar cada vez mais importante, e eu, menos importante.” (veja Gn.4:2; cf. Jo.3:30)
  3. Tenha prazer em oferecer a Deus o que Lhe dá prazer. (veja Gn.4:3,4)
  4. Seja humilde diante de Deus e tenha prazer na correção Divina. (veja Gn.4:5,6)
  5. Procure sempre ser uma bênção ao próximo, a fim de ser abençoado por Deus e não amaldiçoado por Ele. (veja Gn.4:7-12)

Continuaremos na próxima semana, se Deus nos permitir.

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail