A fé é mais do que acreditar - Parte 9: A fé segundo as Escrituras agrada a Deus

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 11:6

Nós temos aprendido que a fé é o caminho para que nos harmonizemos com Deus, ou seja, o meio para nos alinharmos com o Seu caráter, pensamentos, ações e propósitos. Portanto, a fé dá à nossa mente uma forte confiança em Deus. Ela nos leva a termos uma vida aprovada por Ele e nos dá todo o entendimento que precisamos da Sua Pessoa. (cf. Hebreus 11:1-3)

Porém, a fé nos foi dada por Deus para que O agrademos, por meio da nossa obediência e ações. Ao contrário do que muitos pregadores têm ensinado, entendamos que a fé não nos foi dada para a nossa própria satisfação, tendo como intuito alcançarmos, por meio dela, os nossos interesses pessoais.

Texto Bíblico:

& Sem fé ninguém pode [incapaz de, impotente de] agradar a Deus, porque quem vai a [que se aproxima, que concorda com] ele precisa crer que ele existe e que recompensa [paga salário aos] os que procuram conhecê-lo [investigá-Lo, pesquisá-Lo] melhor. (Hb.11:6 NTLH)

Sem a fé, a qual é dada por Deus e segundo os princípios da Sua Palavra (Bíblia), você se torna incapaz ou impotente de agradar a Deus. A fé age em nossas mentes trazendo a convicção da realidade e da presença santo do Todo-Poderoso, mas esse conhecimento ou revelação por si só, não nos dá a capacidade de comungarmos com Ele. Portanto, você pode crer em Deus e não viver uma vida que O agrade.

Você crê que Ele existe, ou seja, você confia na realidade da Sua existência e concorda com os Seus termos e se aproxima Dele. Este é o segundo passo, mas isso ainda não faz com que você tenha comunhão com Ele.

Pelo que lemos, é necessário que creiamos que Deus recompensa (abençoa, age com boa vontade, favor ou graça) a pessoa que O busca. No entanto, para que haja comunhão com Ele, é necessário conhecê-Lo cada vez mais. Por quê?

Vamos meditar neste verso do fim para o começo, entendendo que você já iniciou a sua caminhada de fé no Senhor, segundo a Palavra de Deus. Vejamos:

  • Você procura conhecer a Deus melhor, isto é, passa a conhecer sobre o Seu caráter, pensamentos e Seus desígnios ou propósitos.
  • Você crê que Ele o recompensa pelo fato de estar alinhado com o Seu caráter, pensamentos e propósitos.
  • Você só consegue estar alinhado ou em comunhão com Deus, porque se dirige a Ele em um espírito de concordância aos Seus termos, princípios e verdades.
  • Você se dispõe a fazer a Sua vontade por meio da fé nas diferentes situações da sua vida.
  • O resultado é que você obtém a Sua aprovação, alegria e prazer!

Em cada situação da sua vida, a fé é o caminho para que você faça a vontade Deus, tendo os seus pensamentos e ações ajustados à Palavra de Deus.

Neste momento, eu gostaria de compartilhar três fases da minha vida em Cristo:

Meus passos iniciais:

Quando iniciei a minha caminhada com Cristo, eu era muito tímido, introvertido ou contido. Então, me ensinaram que eu precisava de fé para me soltar, porque o povo de Deus gosta de pessoas que sejam alegres e vibrantes, pois se eu assim não me tornasse, teria muitas dificuldades para ser aceito na igreja. Confesso que quando eu ia às reuniões da igreja, uma pressão interior intensa tinha o seu início dentro de mim! Como eu poderia fingir ser uma pessoa que eu não era? Ninguém me explicava como era ser alegre em Deus e como Ele poderia transformar a minha personalidade! Eu me sentia muito mal! De qualquer forma, fui lutando contra mim mesmo, por meio de um esforço assombroso e moldando o meu jeito de ser, a fim de ser aceito por todos na igreja.

Porém, depois de um tempo, logo ouvi dos mesmos “instrutores”, que eu estava exagerando na alegria e que as pessoas não gostavam de pessoas demasiadamente extrovertidas e expansivas, pois, na igreja, todos deveriam ser moderados ou comedidos nas suas ações. Confesso que eu não conseguia mais ser eu mesmo!

Como Ministro de Louvor.

Pelo fato de eu estar mais extrovertido e comedido, comecei a receber convites para ministrar o louvor em várias reuniões. As pessoas me diziam:Vá pela fé e sacuda esse povo! Faça-o vibrar de alegria! Ponha fogo na reunião! As pessoas não gostam de ministros de louvor sem intenso entusiasmo e que não põem fogo na reunião. Então, eu passei a me preocupar em escolher canções que levassem as pessoas a pular, gritar, chorar e extravasar nas emoções, pois agindo desse modo, elas ficariam muito contentes e me aceitariam. Toda vez que eu ministrava o louvor, a pressão interior era muito grande! Eu lutava para dar satisfação às pessoas e, ao mesmo tempo, sentir-me satisfeito!

Como Pregador.

Vários líderes me ensinaram que eu tinha que ser positivo nas minhas pregações, a fim de criar um ambiente propício para o acontecimento de milagres, curas e um espírito de confiança. Confesso que eu me sentia muito pressionado, pois, me diziam eles, que as pessoas só davam valor a pregadores que “demonstravam poder, que fizessem coisas sobrenaturais acontecerem e que fizessem o povo vibrar”! Toda vez que eu ia pregar, a pressão interior era muito grande! Então, não sei se inconscientemente ou não, criei um estilo de pregar que todos gostavam e que eu também pudesse sentir-me satisfeito!

Nesses três estágios da minha vida com Cristo, eu passei a perceber que os conselhos que me foram dados serviam mais para trazer alegria ou dar prazer tanto ao povo como a mim mesmo. Então, se as pessoas tivessem prazer na minha pessoa, eu me sentia realizado ou satisfeito.

Logo eu percebi, pelos meus estudos e meditações na Palavra de Deus, que esse procedimento era errado, pois entendi que a verdadeira fé deveria, antes de tudo, agradar a Deus, e não aos homens em geral. Eu me preparava pensando nas necessidades do povo, nas minhas, e não nos propósitos de Deus!

Ao longo dos anos, pensei nas palavras do apóstolo Paulo e como elas são verdadeiras, para definir as fases da vida e, especialmente, na minha experiência com Deus em Cristo Jesus. Ele disse:

& Quando eu era criança, falava como criança [expressava pensamentos próprios], sentia como criança [cuidava dos próprios interesses, buscava vantagens] e pensava como criança [vivia cheio de suposições, imaginações, sonhos]. Agora que sou adulto, parei de agir como criança [“desisti de ser criança, imaturo”]. (1 Co.13:11 NTLH)

O que você pode aprender com as palavras de Paulo?

  • Os seus pensamentos ou opiniões próprias não são mais importantes do que pensar e agir de acordo com a Palavra de Deus.
  • Tanto o povo de Deus como o Evangelho de Cristo, não devem ser usados como meio para obter vantagens ou interesses pessoais.
  • Evite viver pelas imaginações, suposições ou sonhos infantis, os quais nunca o conduzirão a uma fé madura em Cristo.
  • Procure crescer na fé segundo os princípios da Palavra de Deus, a fim de expressar atitudes maduras, por meio de Cristo.

Vivendo desse modo, você se libertará das pressões que muitos cristãos impõem àqueles que querem viver a Palavra de Deus, pois eles desejam agradar mais a si mesmos e às pessoas do que a Deus, por meio de Jesus Cristo. Aplique as ações mencionadas no seu casamento, na educação dos seus filhos, no seu relacionamento com os seus pais e nas situações em geral.

Saiba que, de forma alguma, eu não estou dizendo que você deve ser mal-educado e tratar mal ou com desdém as pessoas à sua volta, mas que você deve procurar a aprovação de Deus, antes do esforço pessoal para ser aceito por elas. Você tem que ser verdadeiro em Cristo, pois Ele o tornou uma nova criatura – uma nova criação de Deus, em Cristo.

Uma vez que você entende esses princípios, entenderá também que a filosofia de vida que o Evangelho nos ensina é muito diferente daquela que a pobre política humana nos instrui! Observe com atenção as palavras do apóstolo Paulo:

& Por acaso eu procuro a aprovação das pessoas? [para ganhar o favor ou a boa vontade de alguém?] Não! O que eu quero é a aprovação de Deus. Será que agora estou querendo agradar as pessoas? [acomodar-se aos interesses, desejos e opiniões das pessoas?] Se estivesse, eu não seria servo [alguém que se rende à vontade de] de Cristo. (Gl.1:10 NTLH)

Segundo as palavras de Paulo, aprenda a agir da seguinte maneira:

  • Não desagrade a Deus, usando as pessoas para conseguir seus interesses pessoais. Por que Deus as colocou no seu caminho?
  • Busque a aprovação Divina em todas as suas motivações. Não tente mudar as pessoas para as suas próprias conveniências, mas para que elas tenham uma chance com Deus!
  • Apegue-se aos princípios da Palavra de Deus e não se acomode sobre as opiniões e interesses das pessoas, a fim de não ser rejeitado.
  • Relacione-se com as pessoas de modo sadio e procure mostrar-lhes a glória e a bondade de Deus através da sua vida. (cf. Mt.5:13-16)

Você foi chamado por Deus para ser servo de Cristo e não torná-Lo seu subserviente, ou seja, “Alguém” que se dispõe a cumprir as suas ordens de modo humilhante; que atende as suas vontades de maneira submissa!

Eu não sei o que você está enfrentando neste momento, mas sei que Deus pode ajudá-lo! Como? Em primeiro lugar, você precisa responder à Sua voz, à Sua mensagem e iniciar uma caminhada sincera com Ele.

Que ninguém o engane, pois a fé é mais do que acreditar. Segundo a Palavra de Deus, a fé o leva a adorar a Deus, a andar com Ele, a segui-Lo, a se sacrificar por Ele, a engrandecê-Lo, a peregrinar nesta Terra, a contagiar pessoas, a abrir mão dos seus direitos, a perseverar e, às vezes, a pagar um preço alto. A fé verdadeira, segundo a Palavra de Deus, sempre o levará a olhar para Jesus!

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail