A fé é mais do que acreditar - Parte 8: A fé o conduz a uma vida aprovada por Deus

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 11:1-3

Texto Bíblico:

& A fé é a certeza (a forte confiança que Deus dá à nossa mente) de que vamos receber as coisas que esperamos (a esperança da eterna salvação prometida por Deus) e a prova de (quando a praticamos, nós provamos) que existem coisas que não podemos ver. 2 Foi pela fé que as pessoas do passado conseguiram a aprovação (testemunho honroso, mártires por revelação Divina) de Deus. 3 É pela fé que entendemos que o Universo foi criado pela palavra de Deus e que aquilo que pode ser visto foi feito daquilo que não se vê. (Hb. 11:1-3 NTLH)

Nós temos aprendido, ao longo dessas meditações, a definirmos a fé segundo a Palavra de Deus. Vimos que a fé não deve se tornar uma ferramenta pessoal, ou seja, algo que Deus nos deu para alcançarmos riquezas, prazeres e poder pessoal.

A fé, antes de tudo, é um dom Divino que traz à nossa mente a forte confiança em Deus e a esperança de que a nossa salvação se completará na eternidade e enquanto aqui na Terra, nós vivermos de acordo com a Palavra de Deus para alcançá-la.

Quanto maior se torna a nossa consciência espiritual da eternidade, não abandonamos as nossas responsabilidades desta vida. Porém, nós ficamos mais desgarrados deste mundo e buscamos intensamente as qualidades da vida eterna, para que no final de nossas vidas, desfrutemos da dimensão que não tem começo nem fim, ao lado do Pai Eterno.

Entretanto, é natural que precisamos de fé aqui e agora, a fim de desfrutarmos dos recursos da graça Divina na Terra e, especialmente, quando Deus nos diz para confiarmos no que Ele pode e irá fazer para nós e através de nós, em determinadas situações. Por exemplo:

  • Abraão, pela fé, saiu da sua terra, do meio dos seus parentes, e seguiu as orientações de Deus.
  • Noé, pela fé, creu no dilúvio, construiu uma arca, salvou a sua família e condenou o mundo incrédulo e zombador de Deus.
  • Moisés, pela fé, compareceu perante o Faraó, realizou milagres e libertou o povo de Israel do cativeiro egípcio e o conduzi até a entrada da Terra Prometida.
  • Josué, pela fé, e após muitas batalhas, entrou na Terra Prometida e a possuiu.

Todavia, o que a expressão “pela fé” quer dizer para você?

  • Que se tiver fé, poderá fazer todas as coisas que os nossos “heróis da fé” fizeram?
  • Que se tiver fé, você poderá curar todos os doentes neste mundo?
  • Que se tiver fé, você poderá ter todos os seus problemas pessoais resolvidos?

Quando você diz que viverá “pela fé”, não tenha em mente o pensamento de que por meio dela, obterá ou conseguirá tudo o que quer da parte de Deus. A fé não nos foi dada como uma ferramenta pessoal, a fim de alimentar o nosso egoísmo e conseguirmos de Deus riquezas e todo bem-estar que desejamos para esta vida.

Leia novamente Hebreus 11:2 e compreenda o sentido dessa Escritura Sagrada:

& 2 Foi pela fé (em um determinado momento e pela ação da fé) que as pessoas do passado conseguiram a aprovação (testemunho elogiado por Deus, por terem em si mesmos uma atitude de mártires, por causa da revelação que receberam) de Deus. (Hb.11:2 NTLH)

A fé lhe foi dada pelo Senhor, para que ela esteja sempre ativa dentro de você e trabalhe na sua mente (cf. Hb.11:3), a fim de que haja nela uma forte confiança em Deus. Ela gera a crença no caráter, na graça e no poder de Deus, a fim de que você O obedeça.

Entretanto, em algum momento, Deus lhe dirá especificamente, sobre o que você deve ser feito em determinadas situações e, pela ação da fé, você terá que morrer para si mesmo, a fim de obedecer ao Pai Eterno e ser aprovado por Ele. Desse modo, através da sua vida, Deus revelará a Sua bondade, misericórdia, poder ou justiça, abençoando sua vida e a de outras pessoas.

Portanto, a fé o auxilia a viver reconciliado com Deus o tempo todo e, em alguns momentos, ela revelará a Sua vontade específica e como essa ação deverá ser executada. Veja um exemplo do que lhe estou falando na vida do nosso Senhor Jesus, em João 6:1-14:

& 1 Depois disso, Jesus atravessou o lago da Galiléia, que também é chamado de Tiberíades. 2 Uma grande multidão o seguia porque eles tinham visto os milagres que Jesus tinha feito, curando os doentes. 3 Ele subiu um monte e sentou-se ali com os seus discípulos. 4 A Páscoa, a festa principal dos judeus, estava perto.

5 Jesus olhou em volta de si e viu que uma grande multidão estava chegando perto dele. Então disse a Filipe: — Onde vamos comprar comida para toda esta gente? 6 Ele sabia muito bem o que ia fazer, mas disse isso para ver qual seria a resposta de Filipe.

7 Filipe respondeu assim: — Para cada pessoa poder receber um pouco de pão, nós precisaríamos gastar mais de duzentas moedas de prata. 8 Então um dos discípulos, André, irmão de Simão Pedro, disse: 9 — Está aqui um menino que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos. Mas o que é isso para tanta gente?

10 Jesus disse: — Digam a todos que se sentem no chão. Então todos se sentaram. (Havia muita grama naquele lugar.) Estavam ali quase cinco mil homens (as mulheres e as crianças não eram contadas). 11 "Em seguida Jesus pegou os pães, deu graças a Deus e os repartiu com todos; e fez o mesmo com os peixes. E todos comeram à vontade."

12 Quando já estavam satisfeitos, ele disse aos discípulos: — Recolham os pedaços que sobraram a fim de que não se perca nada. 13 Eles ajuntaram os pedaços e encheram doze cestos com o que sobrou dos cinco pães.

14 Os que viram esse milagre de Jesus disseram: — De fato, este é o Profeta que devia vir ao mundo!    

15 "Jesus ficou sabendo que queriam levá-lo à força para o fazerem rei; então voltou sozinho para o monte." (Jo.6:1-14 NTLH)

Jesus queria explicar algo importante sobre a Páscoa: Ele sobe a um monte e se assenta, demonstrando uma atitude clássica de um rabino pronto a ensinar os seus discípulos. (v.3)

  • Jesus tinha um grande problema: a multidão. (v.5)
  • Jesus sabia o que iria fazer. (v.6ª)
  • Ele testa ou prova os Seus discípulos, sobre como eles resolveriam o problema da multidão. (vs.5,6b)
  • Tanto Filipe como André responderam à situação com uma perspectiva natural, pois nós não responderíamos da mesma maneira? (vs.7-9)
  • Jesus coordena o milagre da multiplicação dos pães e peixes, por meio dos Seus discípulos. (v.10)
  • Jesus é quem realiza o milagre e não os discípulos. Todos ficaram satisfeitos, pois o milagre ofereceu à multidão a abundância da graça Divina. (vs.11-13)

Todavia, repare os versos 14 e 15: a multidão experimentou o milagre, sentiu o gosto dele, ficou satisfeita, mas “não obteve” a revelação de quem Jesus era de fato. Para ela (a multidão), Jesus era o profeta que haveria de vir, antes do Messias. A “fé de Jesus” e “a obediência” dos Seus discípulos abençoaram aquelas pessoas, mas elas não foram totalmente abençoadas.

Nem sempre o milagre em si dirá àquele que o experimenta quem Jesus realmente é nem acerca dos planos de Deus. A mente precisa ser iluminada pela Palavra de Deus, e isso Jesus fez depois de algumas horas, mas a maioria se voltou contra Ele. (cf. Jo.6:25-58)

Quando “a fé”, por meio do ensinamento de Jesus, exigiu que a multidão mudasse a sua maneira de pensar acerca da Sua Pessoa, a maioria deu um passo atrás e passou a criticá-Lo duramente!

Eles queriam milagres, soluções e respostas imediatas, mas não tinham a disposição de pensar de acordo com as Escrituras Sagradas e sobre os planos de Deus, a fim de compreenderem com o espírito e a mente, que Jesus era o Salvador e o Messias esperado.

Você pode ter uma Bíblia, uma igreja local (sua família espiritual), experimentar milagres, ouvir os ensinamentos do Evangelho, orar, cantar, se alegrar com tantas coisas que Deus faz e não crer em Jesus como deveria! Jesus ensinou a razão disso:

& 36 Mas eu já disse que vocês não crêem em mim, embora estejam me vendo. 37 "Todos aqueles que o Pai me dá virão a mim; e de modo nenhum jogarei fora aqueles que vierem a mim." 38 Pois eu desci do céu para fazer a vontade daquele que me enviou e não para fazer a minha própria vontade. (Jo.6:36-38 NTLH)

Saiba que nem todos recebem de Deus o chamado para irem a Jesus em um determinado momento. (v.37) No entanto, os que pelo chamado do Pai vão a Ele, Jesus trabalhará incansavelmente em suas mentes, a fim de aprendam a fazer a vontade do Pai, em vez de procurarem apenas os seus prazeres pessoais, pois é dessa maneira que alcançarão a aprovação de Deus.

No milagre dos pães e dos peixes, os discípulos de Jesus foram aprovados por Deus, porque obedeceram às ordens de Jesus, mas a multidão reprovada pela incredulidade.

Eu lhe falei a pouco sobre a fé de Abraão, Noé, Moisés e Josué. Porém, permita-me acentuar algo às experiências deles:

  • Ló saiu com Abraão rumo à Terra Prometida, mas foi reprovado pela sua desobediência e pelo modo ineficaz de como tratou a sua fé em Deus.
  • Noé foi aprovado pela sua obediência, mas a sua descendência foi reprovada.
  • Moisés foi aprovado pela sua obediência, mas aqueles que saíram com ele do Egito foram reprovados pela sua desobediência e não entraram na Terra Prometida.
  • Josué foi aprovado pela sua obediência, mas o povo que com ele entrou na Terra Prometida foi reprovado pela sua inconstância na fé e desobediência.

Então, a fé vai além de você acreditar e obter milagres da parte de Deus, os quais abençoam tanto a sua vida como a de tantas outras pessoas ao seu redor. Todavia, não pense que aqueles que estão experimentando os milagres ou os recursos da graça Divina estão sendo aprovados por Deus.

Saiba que a fé visa ensinar os que estão em Cristo a serem obedientes ao Senhor, a fim de obterem a aprovação de Deus e alcançarem a plenitude da salvação, a qual acontecerá na eternidade – uma dimensão espiritual sem começo e sem fim.

Diante de tudo o que meditamos, o que o que você deve fazer para ser aprovado por Deus?

  1. Tenha o desejo de fazer a vontade de Deus, pois essa é a prova de que você recebeu o Seu chamado para estar em Cristo.
  2. Atente aos ensinamentos de Jesus, pois eles revelam os planos de Deus por trás de todas as coisas.
  3. Não se assuste com “a multidão” de problemas, pois Jesus já sabe o que irá fazer.
  4. Não seja precipitado; antes, confie e obedeça às orientações de Deus, em Cristo.
  5. Tenha o desejo de ser um canal de Deus, a fim de abençoar outras pessoas.
  6. Mantenha a sua fé em Cristo viva, mesmo em meio à incredulidade humana.
  7. Jesus é o poder de Deus para realizar Seus atos poderosos na sua vida; então, seja agradecido.
  8. A graça de Deus sempre traz provisões futuras; portanto, guarde-as no seu coração e mantenha-o cheio com elas.

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail