Antigos desafios para um ano novo

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Colossenses 3:5-7

Hoje é o último dia de 2017, e como este ano passou rápido! Nós tivemos muitos desafios, sendo que alguns foram superados, mas outros não! Todavia, nós não desanimamos e chegamos até aqui, porque cremos que fomos ajudados pelo Senhor Eterno.

Entretanto, nós não podemos nos esquecer dos sofrimentos que passamos, lembrando das pessoas amigas que nos deixaram e das dificuldades que enfrentamos nas diferentes áreas de nossas vidas. Alguns, aqui, estão enfrentando lutas na família, decepções com pessoas, dificuldade financeira para que continuasse estudando, a falta de trabalho, problemas espirituais, morais e emocionais.

No entanto, muitos, em meio às lutas do cotidiano, experimentaram momentos maravilhosos também e agradeceram a Deus pelas superações que obtiveram. Porém, outros não reconheceram a mão de Deus sobre suas vidas e, vislumbrados com as suas conquistas pessoais, se afastaram dos caminhos do Senhor. Nós vimos pessoas que testemunhavam uma fé firme no Senhor, abandonando, aos poucos, o seu compromisso com a missão que Jesus lhes deu e que não aceitam as advertências da Palavra de Deus!

Contudo, o que nós podemos esperar do próximo ano? Lamento dizer que teremos as mesmas lutas, e ainda maiores, pois estamos avançando para o final dos tempos, de acordo com as declarações do próprio Jesus, “mas quem ficar firme até o fim será salvo”. (cf. Mt.24:13 NTLH) O que significa “ficar firme”? O sentido é de “aguentar bravamente e calmamente em Cristo” os sofrimentos e os maltratos que este mundo impõe. O sentido aqui de “será salvo” significa ficar livre do julgamento messiânico, ou seja, do juízo que Jesus exercerá sobre a pessoa que O abandona.

Em muitas igrejas será pregado sobre as novas perspectivas e mensagens meramente motivacionais para o sucesso, pois afirmam que o povo de Deus precisa ter esperança nesta vida. Esperança nesta vida? Entretanto, a nossa esperança não está nesta vida, mas em Cristo e na eternidade ao lado de Deus, segundo os ensinamentos apostólicos.

Todos nós desejamos ter um ano abençoado por Deus, mas o que isso seria? Ser abençoado pelo Senhor é desfrutar de todos os recursos da sua graça, a fim de vivermos para a Sua alegria e sermos instrumentos úteis em Suas mãos, a fim de fazermos a Sua vontade e sermos úteis em favor do próximo. Essa é a razão maior para sermos abençoados por Deus.

Entretanto, como nós podemos desfrutar dos recursos Divinos, se não desejamos viver em harmonia com Ele, por meio dos Seus princípios e valores? Imagine como seria a sua vida em comunhão com Deus. Para Ele, você seria contado como filho e um amigo íntimo, em quem Ele teria um grande prazer! Esse prazer Divino lhe faria desfrutar de infinitos recursos e capacitações provenientes da Sua bondade e poder.

Em vez de pregar que 2018 será o ano da sua vitória, em diferentes áreas da sua vida, como muitos pregarão nesta noite, eu não procurarei iludi-lo com falsas esperanças terrenas. Então, que nós ouçamos a voz do Espírito de Deus, que pede que nos ajustemos aos desafios que Ele nos pede, pois essas atitudes não só trarão bênçãos sobre nós, como abençoarão os que vivem ao nosso redor.

Texto Bíblico:

& 5 Portanto, matem [façam morrer] os desejos deste mundo que agem em vocês, isto é, a imoralidade sexual, a indecência, as paixões más, os maus desejos e a cobiça, porque a cobiça é um tipo de idolatria. 6 Pois é por causa dessas coisas que o castigo de Deus cairá sobre os que não lhe obedecem. 7 Antigamente a vida de vocês era dominada por esses desejos, e vocês viviam de acordo com eles. (Cl.3:5-7 NTLH)

1. Cuidado com os falsos ensinamentos, os quais não visam uma vida à semelhança de Cristo.

Na igreja de Colossos havia professores ensinando que se o espírito humano estivesse sadio, pouco importava os atos das paixões carnais, pois o corpo seria destruído, mas o espírito seria salvo. Paulo contradiz essa doutrina e diz que devemos zelar pelo novo homem que nos tornamos em Cristo Jesus. Então, ele diz nos versos 8 ao 10 o seguinte:

& 8 Mas agora livrem-se de tudo isto: da raiva, da paixão e dos sentimentos de ódio. E que não saia da boca de vocês nenhum insulto e nenhuma conversa indecente. 9 Não mintam uns para os outros, pois vocês já deixaram de lado a natureza velha com os seus costumes 10 e se vestiram com uma nova natureza. Essa natureza é a nova pessoa [Cristo em nós] que Deus, o seu criador, está sempre renovando para que ela se torne parecida com ele, a fim de fazer com que vocês o conheçam completamente. (Cl.3:8-10 NTLH)

2. Aprenda a lutar contra si mesmo, agrade a Deus, abençoe o próximo e Deus o ajudará a construir uma vida abençoada!

Repare que a finalidade desses desafios é de agradarmos a Deus e abençoarmos o nosso próximo com atitudes saudáveis. Por que Deus nos pede que vivamos desse modo? Porque foi assim que Jesus viveu, e de acordo com o Evangelho e os ensinamentos dos apóstolos, nós somos chamados para vivermos à semelhança de Cristo Jesus.

Pensemos por um momento sobre como é a vida daquele que pratica as coisas que Deus condena. Ele vive em paz? Em segurança? Claro que não, pois tem uma vida amargurada e sem felicidade. Então, o que nós podemos construir com sentimentos de amargura, ódio, rancores e infelicidade? Somente inimizades, tanto com outros seres humanos como também com Deus. (veja o verso 6)

Esses versos bíblicos nos revelam que mesmo estando em Cristo, ainda devemos lutar contra nós mesmos, ou seja, contra os desejos ou paixões carnais, os quais tentam nos dominar e nos afastar da bondade Divina. Mesmo estando em Cristo, ainda somos maus e precisamos da ajuda do Espírito de Deus, a fim de nos mantermos em submissão a Deus.

3. Tenha prazer em submeter-se ao Espírito de Deus e não aos desejos pecaminosos.

O apóstolo Paulo nos diz o seguinte em Romanos:

& 12 Portanto, meus irmãos, nós temos uma obrigação, que é a de não vivermos de acordo com a nossa natureza humana. 13 Porque, se vocês viverem de acordo com a natureza humana, vocês morrerão espiritualmente; mas, se pelo Espírito de Deus vocês matarem as suas ações pecaminosas, vocês viverão espiritualmente. 14 Pois aqueles que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. (Rm.8:12-14 NTLH)

4. Tenha interesse pelas coisas do Céu e não abandone as suas responsabilidades morais.

A nossa vida espiritual deve influenciar todas as nossas ações que são manifestadas pelos membros do nosso corpo sobre a Terra. Entretanto, como o Espírito de Deus pode dirigir alguém que não se interesse pelas coisas que Deus ama? Como alguém pode ser abençoado por Deus, se trata com desdém os conselhos e pedidos de Deus?

& 1 Vocês foram ressuscitados com Cristo. Portanto, ponham o seu interesse nas coisas que são do céu, onde Cristo está sentado ao lado direito de Deus. 2 Pensem nas coisas lá do alto e não nas que são aqui da terra. 3 Porque vocês já morreram, e a vida de vocês está escondida com Cristo, que está unido com Deus. 4 Cristo é a verdadeira vida de vocês, e, quando ele aparecer, vocês aparecerão com ele e tomarão parte na sua glória. (Cl.3:1-4 NTLH)

O apóstolo não está dizendo que devemos abandonar nossas obrigações ou responsabilidades neste mundo, mas que antes de tudo, que sejamos pessoas que vivem pelos princípios Divinos na Terra. Jamais nós devemos duvidar dos cuidados do Pai Eterno, pois Ele sempre suprirá as nossas necessidades nesta vida.

Eu não duvido do Seu amor em nenhum momento! Porém, o que adiantaria se eu obtivesse tantos lucros terrenos e perdesse o Céu? Jesus é a nossa verdadeira vida e nos imaginemos participando de todas as Suas riquezas celestiais!

Que tristeza será saber que, enquanto você participa das maravilhas do Céu, seus filhos ou cônjuge estarão eternamente sofrendo noutro lugar, em um ambiente cheio de horrores e sofrimento!

Seja uma bênção aos seus filhos e ao seu cônjuge. Abençoe-os com atitudes provenientes do amor de Deus, segundo os ensinamentos de Jesus e de Seus apóstolos. Viva a nova vida que Deus lhe deu em Cristo, primeiro, na sua casa, e depois com o seu próximo nos diferentes lugares em que você vive e trabalha.

Seja um cônjuge exemplar, ame a sua família e ame a família de Deus – a Sua Igreja. Procure amar o próximo, fazendo a ele o mesmo que Deus fez por você, por meio de Cristo.

Aprenda a confiar na providência Divina e fuja de ensinamentos falsos, os quais só nos motivam a buscar as coisas aqui da Terra, como se fôssemos passar a eternidade aqui. Não tente responder ao ódio com o ódio, à raiva com a raiva e ao mal com o mal. Confie em Deus e saiba que se você superou tantas coisas no ano passado, com certeza, superará muitos “vales escuros” neste também.

Nós não teremos somente momentos tristes, mas também alegres. Portanto, que o nosso maior prazer e a nossa maior alegria sejam pela Pessoa de Deus, que vive em nós por meio de Jesus Cristo, o nosso Senhor.

Conclusão:

O que o Senhor nos pede são antigos desafios para um Ano Novo! Eu desejo, de todo o meu coração, que 2018 seja um ano em que você desfrute das mais ricas bênçãos de Deus, a fim de que a sua vida seja um canal dessas bênçãos àqueles que Ele colocar em seu caminho.

Faça a vontade de Deus e Ele o deixará plenamente satisfeito! (cf. Mt.5:6)

& Felizes as pessoas que têm fome e sede de fazer a vontade de Deus, pois ele as deixará completamente satisfeitas. (Mt.5:6 NTLH)

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail