Deus não abandona o deprimido

 FAÇA DOWNLOAD:

mp3

1 Reis 19:1-18

Estar deprimido não é pecado, porém, desejar permanecer na depressão não é uma atitude que agrada a Deus, pois Ele nos dá toda a ajuda que necessitamos.

Na semana passada eu compartilhei com você o tema: “EU ESTOU DEPRIMIDO, E O QUE DEVO FAZER?”. Falei que todos nós passamos por essa experiência, vez ou outra. Citei alguns nomes de grandes heróis bíblicos que ficaram, em alguma situação de suas vidas, deprimidos. Um dos nomes citados foi o do profeta Elias, e hoje, eu gostaria de compartilhar um momento em que ele ficou intensamente desanimado e pediu que Deus o matasse.

Introdução e Texto Bíblico Inicial:

& 3 Elias ficou com medo e, para salvar a vida, fugiu com o seu ajudante para a cidade de Berseba, que ficava na região de Judá. Deixou ali o seu ajudante 4 e foi para o deserto, andando um dia inteiro. Aí parou, sentou-se na sombra de uma árvore e teve vontade de morrer. Então orou assim: - Já chega, ó SENHOR Deus! Acaba agora com a minha vida! Eu sou um fracasso, como foram os meus antepassados. 9 Ali ele entrou numa caverna para passar a noite, e, de repente, o SENHOR Deus lhe perguntou: - O que você está fazendo aqui, Elias? (1 Re.19:3,4,9 NTLH)

Você está desanimado? Pior ainda: está passando por um período de depressão? Saiba que você não está sozinho, pois, Elias, um homem grandemente usado por Deus, também ficou deprimido, teve vontade de desistir de tudo e, além do mais, pediu a Deus que o matasse! (vs.3,4) Porém, mesmo expressando tamanha tristeza consigo mesmo e tendo vontade de desistir de tudo, Deus não desistiu dele. (v.9)

Elias foi um profeta escolhido por Deus, a fim de pregar a Sua mensagem a uma nação que se encontrava em uma situação espiritual e moral decadente. O rei de Israel era Acabe. Ele era um homem volúvel, dominado por sua esposa Jezabel, a qual havia introduzido no reino a adoração ao falso deus Baal, considerado pelos povos cananeus como o deus da fertilidade, da chuva e do céu.

A fé de Elias havia sido testada no monte Carmelo, de onde saiu vitorioso, onde ele orou a Deus e do céu desceu fogo sobre o altar. Então, o povo que vivia afastado de Deus se voltou para o Senhor naquele dia. (cf. 1 Re.18:16-39) Porém, a rainha Jezabel ameaçou Elias, mandando-lhe uma mensagem de morte. 

& 1 O rei Acabe contou à sua esposa Jezabel tudo o que Elias havia feito e como havia matado à espada todos os profetas do deus Baal. 2 Aí ela mandou um mensageiro a Elias com o seguinte recado: - Que os deuses me matem, se até amanhã a esta hora eu não fizer com você o mesmo que você fez com os profetas! (1 Re.19:1,2 NTLH)

Elias ficou tremendamente desesperado e fugiu de Israel, atravessou Judá e, desanimado, foi para Berseba, onde caiu em uma grande depressão. Como é difícil imaginar esta cena! Um homem para o qual Deus revelou o Seu poder, agora, fugindo de deuses falsos e da ameaça de um simples ser humano.

1. Alguns fatores da depressão de Elias.

Elias se sentiu como alguém fracassado. (v.4)

& 4 e foi para o deserto, andando um dia inteiro. Aí parou, sentou-se na sombra de uma árvore e teve vontade de morrer. Então orou assim: - Já chega, ó SENHOR Deus! Acaba agora com a minha vida! Eu sou um fracasso, como foram os meus antepassados. (NTLH)

Apesar da vitória contra os falsos profetas, apesar da declaração de todo o povo: “O Senhor é Deus! Só o Senhor é Deus!” (cf. 1Re.18.39)  

Elias alimentou a sua alma com um sentimento de solidão. (vs.10,14)

&  10 Ele respondeu: - Ó SENHOR, Deus Todo-Poderoso, eu sempre tenho servido a ti e só a ti. Mas o povo de Israel quebrou a sua aliança contigo, derrubou os teus altares e matou todos os teus profetas. Eu sou o único que sobrou, e eles estão querendo me matar! 14 Ele respondeu: - Ó SENHOR, Deus Todo-Poderoso, eu sempre tenho servido a ti e só a ti. Mas o povo de Israel quebrou a sua aliança contigo, derrubou os teus altares e matou todos os teus profetas. Eu sou o único que sobrou, e eles estão querendo me matar! (NTLH)

Por duas vezes Elias expressa a sua solidão. Essa atitude não é incomum na vida daqueles que estão vivendo em depressão, pois se acham sozinhos e sem apoio de ninguém. É exatamente nesse momento que Satanás os derruba.

Pensemos em Jesus no jardim do Getsêmani, antes da Sua crucificação, quando pediu aos Seus discípulos que orassem juntamente com Ele. Acontece que, por três vezes, Jesus os encontrou dormindo. No entanto, Ele dependeu totalmente do Pai Eterno e Satanás não pôde derrotá-Lo!

Elias não soube enfrentar a fúria da pressão contrária. (vs.2,14)

& 2 Aí ela mandou um mensageiro a Elias com o seguinte recado: - Que os deuses me matem, se até amanhã a esta hora eu não fizer com você o mesmo que você fez com os profetas! 14 Ele respondeu: - Ó SENHOR, Deus Todo-Poderoso, eu sempre tenho servido a ti e só a ti. Mas o povo de Israel quebrou a sua aliança contigo, derrubou os teus altares e matou todos os teus profetas. Eu sou o único que sobrou, e eles estão querendo me matar! (NTLH)

Ninguém morre antes da hora determinada por Deus! Se o Senhor quisesse levar Elias dessa vida, ele teria sido morto ainda no monte Carmelo, pois bastava que os soldados de Jezabel o amarrassem e o matassem ali mesmo. Deus estava cuidando do profeta, mas ele não percebeu isso. O mesmo se deu com Jesus, pois, muitas vezes os líderes religiosos tentaram matá-Lo, mas Ele sempre escapou da fúria deles obedecendo a Deus.

Jesus disse:

& Ninguém tira a minha vida de mim, mas eu a dou por minha própria vontade. Tenho o direito de dá-la e de tornar a recebê-la, pois foi isso o que o meu Pai me mandou fazer. (Jo.10:18 NTLH)

Então, lembre-se disso: “Enquanto Deus tem uma obra para fazermos, não podemos morrer”. Dificuldades vão nos cercar e, muitas vezes, vamos nos achar como Elias, debaixo de uma árvore, mas Deus está sempre no controle de todas as coisas e circunstâncias!”

Muitas vezes, o que esperamos não acontece como queremos e no tempo que desejamos, mas nunca devemos deixar de crer que Deus sempre está no controle de todas as coisas e circunstâncias. Ele é o Senhor do tempo, da história, da vida e da morte. Deus nunca deixará Seus filhos sem as Suas orientações e cuidados. O salmista disse:

& (...) “Eu lhe ensinarei o caminho por onde você deve ir; eu vou guiá-lo e orientá-lo.” (Sl.32:8 NTLH)

2. As orientações e o cuidado de Deus para com Elias.

Eu gostaria que você lesse a declaração do salmista, sobre o cuidado de Deus para com aqueles que O respeitam, ainda que eles se encontrem em um estado de grande tristeza de alma:

& 13 Como um pai trata com bondade os seus filhos, assim o SENHOR é bondoso para aqueles que o temem. 14 Pois ele sabe como somos feitos; lembra que somos pó. (Sl.103:13-14NTLH)

2.1. Deus não abandonou Elias, mas lhe deu sustento, descanso, e lhe disse para onde ir. (vs.6-8)

& 6 Elias olhou em volta e viu perto da sua cabeça um pão assado nas pedras e uma jarra de água. Ele comeu, e bebeu, e dormiu de novo. 7 "O anjo do SENHOR Deus voltou e tocou nele pela segunda vez, dizendo: - Levante-se e coma; se não, você não agüentará a viagem." 8 Elias se levantou, comeu e bebeu, e a comida lhe deu força bastante para andar quarenta dias e quarenta noites até o Sinai, o monte sagrado. (NTLH)

Sem o sustento Divino, Elias teria morrido! Portanto, Deus não abandonou o Seu filho e não nos abandona também. Ele sempre nos dará o sustento necessário em momentos como o de Elias, a fim de que prossigamos na nossa jornada com o Senhor. O sustento do Senhor nos dá descanso para que recuperemos as nossas forças.

O que Deus deu a Elias por duas vezes? Um pão assado nas pedras e uma jarra com água. Em nossos dias, o pão simboliza Jesus (cf. Jo.6) e a água, tanto a Palavra de Deus (cf. Jo.3:5; Tg.1:18; 1 Pe.1:23) como o Espírito Santo. (cf. Jo.7:37-39)

Além do mais, Deus lhe pede que se dirija ao monte Sinai ou Horebe. Foi nesse monte que o povo de Israel recebeu os códigos morais – os Dez Mandamentos – e essas leis representam o caráter de Jesus Cristo, o nosso Senhor. Ele as viveu plenamente e não cometeu um pecado sequer contra Deus e contra o Seu próximo.

Os Dez Mandamentos nos revelam sobre a negação do nosso “eu”, a fim de que sirvamos a Deus e abençoemos o nosso próximo. A missão de Elias não era algo individual, mas expressava o seguinte: o poder e a bondade de Deus para com o Seu povo, através da vida do profeta. Então, ele não deveria pensar somente em si mesmo, mas na sua geração e nas futuras.

Quando nos sentimos deprimidos é fácil esquecermos de que somos instrumentos de Deus, a fim de abençoarmos o próximo, ainda mais quando ele se transforma em uma pedra de tropeço para nós. Não é à toa que Jesus nos ensinou que devemos amar, orar e abençoar os nossos inimigos, pois é através das nossas atitudes que eles podem ser alcançados por Deus.

Então, sempre que estivermos deprimidos, nós devemos nos lembrar de que Deus não nos abandona, mas nos sustenta com o alimento apropriado, o qual renovará as nossas forças e nos levará ao “monte”, no nosso caso, o “Calvário”, o lugar onde aprendemos a crucificar a nós mesmos, tendo Jesus como exemplo.

No monte Sinai ou Horebe, Deus coloca os pés do Seu profeta no chão. Elias foi um homem que se acostumou a um ministério cheio de terremoto e fogo, e agora, teria que aprender a sossegar e a ter uma atitude tranquila e suave. (vs.13-18)

2.2. No monte Sinai, tanto a vida de Elias como a sua vocação, foram renovadas. (vs.13-15)

& 13 Quando Elias ouviu a voz, cobriu o rosto com a capa. Então saiu e ficou na entrada da caverna. E uma voz lhe disse: - O que você está fazendo aqui, Elias? 14 Ele respondeu: - Ó SENHOR, Deus Todo-Poderoso, eu sempre tenho servido a ti e só a ti. Mas o povo de Israel quebrou a sua aliança contigo, derrubou os teus altares e matou todos os teus profetas. Eu sou o único que sobrou, e eles estão querendo me matar! 15 Então o SENHOR Deus disse: - Volte para o deserto que fica perto de Damasco. Chegando lá, entre na cidade e unja Hazael como rei da Síria. 16 Unja Jeú, filho de Ninsi, como rei de Israel e unja Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, como profeta, para ficar em lugar de você. 17 As pessoas que não forem mortas por Hazael serão mortas por Jeú, e todos os que escaparem de Jeú serão mortos por Eliseu. 18 Mas eu deixarei sete mil pessoas vivas em Israel, isto é, todos aqueles que não adoraram o deus Baal e não beijaram a sua imagem. (NTLH)

No monte Sinai, Deus provocou um vento muito forte, mas Sua Palavra não estava no vento. Depois um terremoto, mas Sua Palavra não estava naquele tremor. Logo a seguir, veio um fogo, mas a Sua Palavra também não estava no fogo. Então, depois de tudo isso, Deus lhe fala com uma voz calma, suave, e lhe diz o que ele deveria fazer.

2.3. Deus lhe mostra que está no controle de toda a situação e exercendo a Sua justiça. (v.17)

& 17 As pessoas que não forem mortas por Hazael serão mortas por Jeú, e todos os que escaparem de Jeú serão mortos por Eliseu. (1 Re.19:17 NTLH)

Então,

  • Elias deveria ungir Hazael como rei da Síria, o qual substituiria o rei Ben-Hadade, um homem sanguinário que procurou destruir o seu povo.
  • Elias deveria ungir Jeú como o novo rei de Israel, a fim de exercer a justiça do Senhor contra os rebeldes perversos.
  • Elias deveria ungir Eliseu, o seu sucessor.

Elias descobriu que não estava sozinho, pois Deus estava com ele. Havia um sucessor que continuaria o seu trabalho e mais 7000 homens tementes a Deus, os quais nunca se renderam às heresias e às perversidades mundanas.

Quando ficamos deprimidos, nós precisamos de uma renovação espiritual e só a encontraremos em Cristo Jesus e na Palavra de Deus. Assim como Elias, nós não precisamos exercer justiça por nós mesmos contra os nossos inimigos, pois Deus cuidará de todos eles, caso não se arrependam de seus erros.

Portanto, diante de tudo o que meditamos:

  1. Não alimente um espírito de fracasso diante de adversidades e contratempos.
  2. Não alimente a sua alma com um sentimento de solidão, pois você não está sozinho.
  3. Creia que a fúria dos opressores não pode destruir a sua fé em Cristo Jesus.
  4. Confie no sustento de Deus à sua vida, por meio da Sua graça em Cristo.
  5. Não fuja da situação em que Deus o colocou, mas viva nela fazendo a Sua vontade.
  6. Não alimente a sua alma com ódio, mas confie na justiça Divina.

Que nós confiemos em Deus, pois Ele nos tem dado todos os recursos para não desanimarmos da fé neste mundo cruel. Farei destas palavras a minha oração e acrescentarei a elas o conselho do Senhor, o qual está registrado no livro de Provérbios:

& 5 Confie no SENHOR de todo o coração e não se apóie na sua própria inteligência. 6 Lembre de Deus em tudo o que fizer, e ele lhe mostrará o caminho certo. (Pv.3:5,6 NTLH)

Que Deus nos abençoe!

ImprimirEmail