O Evangelho de Deus e o tempo Divino - Parte 2: O tempo do homem não é o tempo de Deus

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Marcos 1:14,15

Texto Bíblico:

&  14 Depois que João foi preso, Jesus seguiu para a região da Galiléia e ali anunciava a boa notícia que vem de Deus. 15 Ele dizia: - Chegou a hora, e o Reino de Deus está perto. Arrependam-se dos seus pecados e creiam no evangelho.  (Mc.1:14,15 NTLH)

Na semana passada, nós vimos que:

A vida é muito curta em relação à eternidade; portanto, que nós aprendamos a viver de acordo com o tempo de Deus e não pelo tempo do homem.

Nós aprendemos também que Jesus não realizava nada por impulso próprio (cf. Jo.5:19) nem de terceiros. (cf. Lc.11:29; Jo.2:1-5)

Além do mais, vimos que:

  • Aqueles que vivem no tempo do homem não entendem o senhorio de Cristoe, dificilmente, se submetem a Ele. (cf. Jo.7:2-6)
  • Aqueles que vivem no tempo do homem praticam uma cultura religiosa e social à parte de Jesus Cristo.
  • Aqueles que vivem no tempo do homem agem pela sabedoria mundana e não pela sabedoria de Deus. (cf. Jo.7:4)

Hoje em dia, o maior problema, tanto da Igreja como da sociedade não é a falta de milagres, mas a submissão a Deus e uma pura confiança Nele, por meio da Pessoa e do exemplo de Jesus. Então, que nós sempre observemos o conselho de Pedro:

& Portanto, sejam humildes debaixo da poderosa mão de Deus para que ele os honre no tempo certo. (1 Pe.5:6 NTLH)

O que significa estar submisso debaixo da poderosa mão de Deus? Significa livrar-se de toda arrogância humana e, modestamente, submeter-se à direção Divina em todas as ocasiões. O sentido mais forte seria: “comportar-se como um escravo de Deus”. Um escravo não define tempo ou hora para realizar alguma tarefa, mas ele se coloca sob as ordens do seu Senhor. Eu percebo que nas palavras de Pedro nunca haverá honra àquele que não entrega os seus direitos pessoais ao Criador, pois tudo deve acontecer no tempo que Ele determina.

Eu reconheço que não é fácil reconhecermos o “tempo de Deus”. Ele não envia nenhuma mensagem via “WhatsApp” ou “Facebook” a quem quer que seja, pois somos chamados para vivermos em comunhão e submissão ao Senhor. Então, como nós podemos descobrir o “Tempo do Senhor” e sermos honrados por Ele no momento oportuno?

1. Evite o uso de pensamentos e palavras positivas, pensando que essa atitude garantirá sucesso.

Nós somos chamados por Deus para pensarmos os Seus pensamentos e para andarmos nos Seus caminhos. (veja Isaías 55:8,9) Certa vez, Jesus disse o seguinte:

& Eu não tenho falado em meu próprio nome, mas o Pai, que me enviou, é quem me ordena o que devo dizer e anunciar. (Jo.12:49 NTLH)

O sentido é que Jesus não veio para transmitir Suas próprias ideias, mas replicar o que o Pai Lhe disse às pessoas. Em muitas ocasiões adversas, nós somos aconselhados a falar positivamente, pois dizem ser essa a vontade de Deus. Lamento dizer que isso não é bíblico.

Então, caso não tenhamos conhecimento de algum princípio bíblico para uma determinada situação, que fiquemos em silêncio e que nos apliquemos à oração e à meditação da Palavra de Deus.

Além do mais, que nos aconselhemos com pessoas experimentadas e verdadeiramente tementes a Deus, pois elas poderão nos auxiliar em momentos de grandes dificuldades.

2. Use o tempo que Deus lhe dá com grande responsabilidade e seriedade.

Jesus sempre teve um forte senso de obediência ao Pai com relação à utilização do Seu tempo. Lembremo-nos sempre que Jesus não permitiu que a Sua própria mãe determinasse sobre quando deveria transformar a água em vinho, na festa de casamento em Caná da Galileia, mas Ele realizou o milagre sob a determinação e no tempo do Pai Eterno. (cf. Jo.2:4)

& 3 Quando acabou o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: - O vinho acabou. 4  Jesus respondeu: - Não é preciso que a senhora diga o que eu devo fazer. Ainda não chegou a minha hora. 5  Então ela disse aos empregados: - Façam o que ele mandar. (Jo.2:3-5 NTLH)

Portanto, que nós saibamos determinar nossas prioridades e metas gerais, a partir da sabedoria da Palavra de Deus, da oração e da comunhão com Ele, procurando usar o nosso tempo com a consciência de que iremos prestar contas ao Pai, pelo modo de como gastamos o tempo que Dele recebemos. Jesus está praticando a verdade que aprendemos, com Pedro. (cf. 1 Pe.5:6)

3. Viva com o propósito de glorificar a Deus e esteja certo de estar fazendo o que Ele lhe pediu para fazer.

O nosso propósito neste mundo deve ser o mesmo do de Jesus, ou seja, glorificar a Deus, realizando o que Ele pediu que fizéssemos. Jesus disse:

& - A minha comida - disse Jesus - é fazer a vontade daquele que me enviou e terminar o trabalho que ele me deu para fazer. (Jo.4:34 NTLH)

Jesus está dizendo que o que alimentava a Sua vida e a fortalecia era fazer a vontade de Deus e terminar a tarefa Divina que Lhe foi dada. Jesus terminou o Seu trabalho em três anos!

Eu conheço pessoas que sempre dizem estar fazendo a vontade de Deus, mas nunca terminam o que iniciam. Sempre desistem no meio do caminho! Elas começam com grande entusiasmo, mas lhes falta a obediência, ou seja, a humildade para se submeterem à poderosa mão de Deus. Apesar de terem boa vontade, são insubmissos e agem sempre pelas suas próprias ideias e não pelos pensamentos elevados de Deus; o resultado é fracasso de tarefas mal- sucedidas.

A nossa tarefa cristã não é impressionar pessoas com as nossas declarações “positivistas”, mas abençoar o próximo pela prática do bem mais elevado, o qual é proveniente do amor e da graça Divina.

Antes de fazermos declarações vitoriosas às pessoas e tentar impressioná-las com uma “fé cheia de imaginações”, nós deveríamos nos perguntar: “O que eu estou falando ou fazendo glorifica o Pai, conduz a pessoa a ser humilde a Ele, ou estou tentando conseguir algum benefício próprio?

O apóstolo Paulo declarou o seguinte:

& 31 Portanto, quando vocês comem, ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus. 32 Vivam de tal maneira que não prejudiquem os judeus, nem os não-judeus, nem a Igreja de Deus. 33 Façam como eu. Procuro agradar a todos em tudo o que faço [bom comportamento, não repugnante], não pensando no meu próprio bem, mas no bem de todos, a fim de que eles possam ser salvos. (1 Co.10:31-33 NTLH)

4. Desenvolva uma mentalidade de colheita e posicione-se em cada situação à luz da eternidade.

Nós conhecemos a história de Jesus sobre o Seu encontro com a mulher samaritana, quando Ele lhe pediu água. No mesmo texto, nós podemos perceber como os discípulos tinham uma mentalidade temporal e humana. Eles estavam focados em obter algum alimento, a fim de que pudessem continuar com a viagem. Porém, Jesus tinha uma mentalidade de colheita. Ele posicionou o Seu foco para o que Deus poderia fazer naquela situação com a mulher e para com os samaritanos da aldeia próxima. (cf. Jo.4:4-42)

Convenhamos: quantas vezes estamos em uma festa e o nosso único prazer é desfrutar da alegria das conversas, da comida, da bebida, e não questionamos sobre a vontade de Deus para nós naquele lugar! Sem uma mentalidade de colheita, as pessoas passam por nós sem que plantemos uma semente da eternidade em seus corações! Então, nós nunca estaremos em algum lugar por acaso! Que nós nos posicionemos sempre à luz da eternidade em toda situação, a fim de abençoarmos o próximo com o amor e a graça de Deus.

5. Seja razoavelmente prudente, mas não coloque o conforto pessoal acima da vontade de Deus.

Eu não posso lhe dar uma regra rápida para determinar sobre quando você deve arriscar sua vida por causa do evangelho e quando deve usar a cautela para escapar de algum desconforto ou perseguição. Porém, todos nós devemos ter em mente que o nosso maior objetivo é glorificar a Deus através do Evangelho. Às vezes, isso pode implicar uma exposição a algum risco pessoal.

6. Esteja disposto a confrontar com moderação, mas com convicção bíblica, a cultura deste mundo sem Deus.

& 24 O servo do Senhor não deve andar brigando, mas deve tratar todos com educação. Deve ser um mestre bom e paciente, 25 que corrige com delicadeza aqueles que são contra ele. Pois pode ser que Deus dê a eles a oportunidade de se arrependerem e de virem a conhecer a verdade. (2 Tm.2:24,25 NTLH)

ImprimirEmail