O Evangelho de Deus e o Seu Reino - Parte 1

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Marcos 1:14,15

Texto Bíblico:

&  14 Depois que João foi preso, Jesus seguiu para a região da Galiléia e ali anunciava a boa notícia que vem de Deus. 15 Ele dizia: - Chegou a hora, e o Reino de Deus está perto. Arrependam-se dos seus pecados e creiam no evangelho.  (Mc.1:14,15 NTLH)

Nós temos aprendido que aquele que aceita o Evangelho é porque ouve a mensagem de Deus. Então, ele abre o seu coração não só para a mensagem, mas também para a Pessoa de Jesus, o Filho de Deus. Ele reconhece o seu afastamento do Pai e confessa o seu desejo de estar perto Dele, por meio de Jesus Cristo.

Quem aceita o Evangelho faz com que a sua confissão de fé seja pública, e isso se dá por meio do batismo nas águas. A partir daí, essa pessoa buscará uma vida cheia do Espírito Santo e aprenderá a meditar na Palavra de Deus, a fim de servir ao Criador e agradá-Lo.

Quem aceita o Evangelho se compromete a dar a Deus todo o seu ser, a fim de que o Reino de Deus seja implantado no seu coração, ou no íntimo do seu ser. Essa pessoa deverá aprender a lutar contra o seu orgulho e egoísmo como também contra Satanás e seus demônios, pois eles não aceitam que Deus passe a governar a sua vida.

Na semana passada, nós meditamos sobre a mensagem de Jesus. Na verdade, o nosso Senhor deu um resumo da proclamação do Seu Evangelho aos homens e sobre o caminho que eles deveriam tomar, a fim de receberem o Reino de Deus.

Jesus falou que o Reino de Deus deve ser buscado por aqueles que se arrependem, ou seja, por aqueles que reconhecem que estão desalinhados com os princípios e verdades do Criador. Então, quando uma pessoa se arrepende, ela está confessando a sua necessidade de se alinhar com Deus.

No entanto, não basta confessar a necessidade desse alinhamento, mas é necessário demonstrar "fé", ou seja, "fidelidade, confiança e obediência", pois essas definições é que dão o verdadeiro sentido à palavra fé.

Portanto, de acordo com o nosso texto base, uma pessoa que se arrepende e demonstra fé no Evangelho de Deus, o que ela propriamente está buscando? O Reino de Deus! Jesus disse no verso 15 que esse Reino está perto dos homens. Então, como Jesus mencionou o Reino de Deus, nós precisamos definir o que ele é.

1. Que eu procure entender o que é o Reino de Deus.

Vamos iniciar dizendo o que o Reino de Deus não é. O Reino de Deus não é uma intervenção de força política, a fim de satisfazer os desejos pessoais dos Seus filhos nem a implantação de um território físico ou geográfico sobre a Terra.

O Reino de Deus não é a decisão Divina de libertar Seus filhos da presença e do poder do mal, pois Jesus os enfrentou até o fim da Sua vida terrena. O Reino de Deus não nos garante a imunidade de doenças e infortúnios, nas diferentes áreas de nossas vidas.

Portanto, o Reino de Deus não é um oferecimento Divino que nos outorga a plena felicidade e riquezas neste mundo.

Vejamos o que o apóstolo Paulo declarou sobre o Reino de Deus em Romanos 14:17:

& Pois o Reino de Deus não é uma questão de comida ou de bebida, mas de viver corretamente, em paz e com a alegria que o Espírito Santo dá. (Rm.14:17 NTLH)

Quando Paulo fala que “o Reino de Deus não é uma questão de comida ou de bebida”, nós precisamos recorrer ao contexto da sua fala.

O contexto fala acerca da consciência cristã. Alguns cristãos estavam acusando seus irmãos na fé de comerem carnes de animais, os quais foram sacrificados aos ídolos pagãos e as suas sobras eram vendidas em açougues públicos.

Paulo declara que não havia nenhum problema em comer a carne vendida nesses açougues, mas alguém se sentisse culpado em se alimentar desse tipo de alimento, por causa da sua consciência, que deixasse de comer! Então, ele diz que se alguém se alimentasse dessa carne e ofendesse o irmão mais fraco, ou seja, sem um conhecimento mais amplo de Deus sobre esse assunto, que também não comesse, a fim de não entristecer e enfraquecer mais ainda aqueles que não a comiam, por questão de consciência.

Então, o Reino de Deus não se dá por meio de uma manifestação pessoal de “grande fé”, a qual faz pouco dos que ainda não conseguiram alcançar níveis mais altos da mesma. Todos nós devemos tomar muito cuidado com o que chamamos de “orgulho espiritual”. O Reino de Deus se manifesta através de uma vida de amor, o qual leva a pessoa a expressar uma vida correta, a viver em paz com Deus com toda a alegria que o Espírito Santo dá.

Então, quando o Reino de Deus que está perto se manifesta?

1.1. O Reino de Deus se manifesta por meio de uma vida correta.

O que vem a ser essa “vida correta”? Paulo diz:

& Você, homem de Deus, fuja de tudo isso (da paixão pela avareza). Viva uma vida correta, de dedicação a Deus, de fé, de amor, de perseverança e de respeito pelos outros. (1 Tm.6:11 NTLH)

Paulo está falando de pessoas que queriam tanto ser ricas, que acabaram mergulhando em grandes tristezas e sofrimentos. Além do mais, muitos que seguiam esse caminho perderam a fé, ou a fidelidade a Deus.

O próprio Paulo dá um conselho ao seu discípulo sobre a vida correta:

& Timóteo, fuja das paixões da mocidade e procure viver uma vida correta, com fé, amor e paz, junto com os que com um coração puro pedem a ajuda do Senhor. 23 Fique longe das discussões tolas e sem valor, pois você sabe que elas sempre acabam em brigas. 24 O servo do Senhor não deve andar brigando, mas deve tratar todos com educação. Deve ser um mestre bom e paciente, 25 que corrige com delicadeza aqueles que são contra ele. Pois pode ser que Deus dê a eles a oportunidade de se arrependerem e de virem a conhecer a verdade. 26 E assim voltarão ao seu perfeito juízo e escaparão da armadilha do Diabo, que os prendeu para fazerem o que ele quer. (2 Tm.2:22-26 NTLH)

A vida correta não abençoa somente a pessoa que a leva, mas ela fortalece e edifica outras pessoas em Deus, por meio do Evangelho de Jesus Cristo.

1.2. O Reino de Deus se manifesta por meio da “paz”.

Essa paz não é um sentimento de tranquilidade que esta vida pode nos dar, mas a harmonia existente entre Deus e aquele que outrora andava longe Dele. Jesus disse:

& "Deixo com vocês a paz. É a minha paz que eu lhes dou; não lhes dou a paz como o mundo a dá. Não fiquem aflitos, nem tenham medo." (Jo.14:27 NTLH)

Jesus prometeu dar o Espírito Santo aos Seus discípulos, a fim de que eles obedecessem ao Pai, pois quem obedece a Deus prova que O ama e é amado por Ele. O que isso significa? Que essa paz surge da confiança ou fé de andar sob os termos de Deus.

Portanto, quem vive sob os termos da paz que o mundo (sistema filosófico de vida contrário aos princípios e verdade Divina) oferece, não anda com Deus, mas segundo os que vivem de acordo com os princípios mundanos, os quais são contrários às leis de Deus.

O apóstolo Paulo nos diz o seguinte:

& Por isso procuremos sempre as coisas que trazem a paz e que nos ajudam a fortalecer uns aos outros na fé. (Rm.14:19 NTLH)

O que significa a expressão “trazer a paz”? O sentido é que aprendamos, por meio de Cristo, da Sua Palavra e do poder do Espírito Santo, trazer às diferentes situações “os termos de Deus”, ou seja, Seus princípios e Verdades que trarão edificação uns aos outros.

Se você está procurando paz para a sua alma e mente nunca a encontrará enquanto não se alinhar com o Evangelho de Deus! Como uma pessoa impulsiva ou rixosa poderá ter paz nesta vida? Nem nesta e nem na eternidade, pois esse tipo de pessoa não alcançará as “mansões celestiais”.

Mais uma vez, o Reino de Deus se manifesta quando nos preocupamos com o nosso próximo, na mesma medida que nos preocupamos com as nossas próprias vidas.

1.3. O Reino de Deus se manifesta quando expressamos a alegria que o Espírito de Deus nos dá.

Deus não nos está falando para vivermos às “gargalhadas”! Muitas coisas nesta vida nos entristecem e sabemos muito bem enumerá-las. Porém, essa alegria é proveniente de estarmos fazendo a vontade de Deus, nas diferentes situações de nossas vidas.

Ninguém deve se sentir feliz por praticar o que é incorreto aos olhos do Todo-Poderoso. Entretanto, todo aquele que quer fazer a Sua vontade, Deus o satisfará, ou seja, Ele terá prazer nessa pessoa pelo fato dela ter manifestado deleite ao confiar no Senhor Eterno.

Tiago, o meio irmão de Jesus, declara o seguinte:

& 2 Meus irmãos, sintam-se felizes (cheios da alegria que o Espírito de Deus dá) quando passarem por todo tipo de aflições. (comp. Mateus 5:11; Romanos 5:3; 1 Pedro 1:6) 3 Pois vocês sabem que, quando a sua fé (fidelidade ou obediência a Deus) vence essas provações, ela produz perseverança. 4 Que essa perseverança seja perfeita a fim de que vocês sejam maduros e corretos, não falhando em nada! (Tg.1:2-4 NTLH)

Em meio às lutas, nós devemos ser obedientes ao que aprendemos do Evangelho de Deus, ou seja, da mensagem pregada por Jesus, Seus apóstolos e de toda a Bíblia. À medida que obedecemos nos tornamos mais pacientes, ou firmes em Deus e vivemos de um modo que O agrada, isto é, com sobriedade, maturidade, correção e honestidade. Dessa forma não somente nós seremos abençoados por Ele, mas abençoaremos muitas pessoas também com a graça que nos foi dada por meio de Cristo Jesus.

Portanto, que nós sigamos o exemplo da alegria de Jesus.

& Conservemos os nossos olhos fixos em Jesus, pois é por meio dele que a nossa fé começa, e é ele quem a aperfeiçoa. Ele não deixou que a cruz fizesse com que ele desistisse. Pelo contrário, por causa da alegria que lhe foi prometida, ele não se importou com a humilhação de morrer na cruz e agora está sentado do lado direito do trono de Deus. (Hb.12:2 NTLH)

Então, quem aceita o Evangelho deve aprender a viver pelos princípios do Reino de Deus, em situações pouco hospitaleiras! Você se sente humilhado dentro de uma situação? Avalie se essa situação não foi criada por seu desalinhamento com os princípios e verdades Divinas.

Manifeste uma vida correta, honesta e faça o possível para edificar as pessoas ao seu redor, trazendo para a situação os “termos de Deus”. Viva de um modo que agrade ao Criador e Ele lhe dará a alegria que só aqueles que servem a Deus têm! Não se iluda com discursos inverídicos, os quais prometem “vitórias sobre vitórias” nesta vida, pois esse pensamento religioso não condiz com a história de sofrimentos dos grandes homens e mulheres de Deus!

O Reino de Deus se manifestou em Jesus, a fim de que aprendamos a vencer primeiramente a nós mesmos, ou seja, o nosso orgulho, egoísmo e vivamos para Deus. Então, no futuro, segundo as misericórdias do Senhor, nós desfrutaremos da “Vida Eterna” em Cristo Jesus, o nosso Eterno Senhor.

Continuaremos!

ImprimirEmail