Impuro, impuro!

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Levítico 13:45,46; Marcos 1:40-45

Textos Bíblicos:

&  45 Uma pessoa que sofrer de uma doença contagiosa da pele deverá vestir roupas rasgadas, deixar os cabelos sem pentear, cobrir o rosto da boca para baixo e gritar: “Impuro, impuro! ” 46 Enquanto sofrer de uma doença contagiosa, a pessoa continuará impura e precisará morar sozinha, fora do acampamento. (Lv.13:45,46 NTLH)

Esse texto bíblico fala das regras acerca de uma pessoa que sofria de lepra, no Velho Testamento. O leproso não deveria se aproximar de uma pessoa e, ao sofrer alguma aproximação, deveria gritar: "impuro, impuro". Era estritamente proibido a um leproso se aproximar de pessoas sem se identificar como uma pessoa “impura”.

Na cultura Judaica, os leprosos pertenciam a uma das categorias mais repulsivas de pessoas. Eles eram rejeitados pela sociedade, pois eram considerados amaldiçoados, ou seja, desgraçados.

Os leprosos tinham que ficar a uma distância mínima de 50 metros das pessoas e nunca a favor do vento! No caso de alguém entrar em contato com um leproso, também seria considerado impuro.

O termo “impuro” tem o sentido de algo repulsivo, nojento ou aversivo. Esse termo tem a ver com coisas que embrulham o estômago, ou que causam repulsa, reprovação e desagrado. Quando pensamos em coisas que causam nojo, podemos considerar certos comportamentos tanto pessoais como sociais e filosofias de governos, os quais nunca mais deveriam ter seguidores neste mundo.

A minha proposta em nossa meditação, em Marcos 1:40-45, é que observemos três coisas:

  1. O pedido do leproso para ser curado por Jesus. (v.40)
  2. A reação de Jesus ao pedido do leproso. (v.41,42)
  3. A ordem de Jesus ao que foi leproso. (vs.43-45)

Além do mais, este trecho das Escrituras, registrado em Marcos, mostra que Jesus é Divino, o próprio Deus encarnado e o Único que pode limpar verdadeiramente o ser humano de seus erros e pecados. Vamos ler o que Marcos escreveu:

&  40 Um leproso chegou perto de Jesus, ajoelhou-se e disse: - Senhor, eu sei que o senhor pode me curar se quiser. 41 Jesus ficou com muita pena dele, tocou nele e disse: - Sim! Eu quero. Você está curado. 42 No mesmo instante a lepra desapareceu, e ele ficou curado.

 43 ( 43 - 44 ) E Jesus ordenou duramente: - Olhe! Não conte isso para ninguém, mas vá pedir ao sacerdote que examine você. Depois, a fim de provar para todos que você está curado, vá oferecer o sacrifício que Moisés ordenou. Então Jesus o mandou embora. 45 Mas o homem começou a falar muito e espalhou a notícia. Por isso Jesus não podia mais entrar abertamente em qualquer cidade, mas ficava fora, em lugares desertos. E gente de toda parte vinha procurá-lo. (Mc.1:40-45 NTLH)

1. O pedido do leproso para ser curado por Jesus. (v.40)

& 40 Um leproso chegou perto de Jesus, ajoelhou-se e disse: - Senhor, eu sei que o senhor pode me curar se quiser. (NTLH)

Tanto a aproximação como o pedido do leproso a Jesus revelam o conhecimento que ele possuía do Senhor. Vejamos:

  • Em primeiro lugar, o leproso “se aproximou de Jesus sem gritar “impuro, impuro”. Ao se aproximar de Jesus sem gritar sobre a sua condição, significa que ele reconhece não estar diante de um homem comum, mas diante de Deus.
    • Que nós tenhamos a coragem para nos aproximarmos de Jesus, sem medo de sermos rejeitados por Ele.
  • Em segundo lugar, o leproso “se ajoelha diante de Jesus”, e o que isso significa? Ajoelhar-se diante de Deus é um ato de rendição e de profunda adoração. Ao ajoelhar-se diante de Jesus, ele está reconhecendo a sua Divindade, ou seja, que Jesus é o Messias, portanto, o Deus Todo-Poderoso encarnado entre os homens. A Bíblia ensina que nós devemos adorar somente a Deus e, portanto, foi isso o que ele fez.
    • Que nós adoremos somente a Deus e que nos rendamos a Ele, por meio de Cristo.
  • Em terceiro lugar, o leproso “chama Jesus de Senhor”. Ele reconhece Jesus como “Dono e Senhor” da sua vida. Ele se coloca numa “condição de servo ou escravo” de Deus. Ele se mostra humilde e se coloca sob o governo Divino.
    • Que nós sejamos humildes e reconheçamos que Jesus deve ser o Senhor de nossas vidas.
  • Em quarto lugar, ele “faz uma declaração poderosa”: “eu sei que o senhor pode me curar.” De acordo com o Velho Testamento, somente Deus podia curar ou purificar um leproso e é justamente isso o que ele está afirmando.
    • Que nós creiamos no poder de Jesus em todo o tempo.
  • Em quinto lugar, o leproso “não impõe ao Senhor Jesus a sua cura”, ou seja, ele não determina nada, mas aceita a vontade do Senhor ao dizer: “... se quiser.
    • Que nós aceitemos a vontade de Deus sobre nossas vidas, pois a Sua vontade será sempre o melhor para cada um de nós.
    • Que nós não tentemos ensinar a Deus o que Ele deve ou não fazer a nosso favor.

O leproso não via Jesus como um profeta, pois este intercederia a favor dele diante de Deus, mas ele O viu como Deus. Há uma história na Bíblia sobre a cura da lepra de Naamã. (cf. 2 Reis 5:1-11) Diante do Senhor, ele abre o seu coração e seu conhecimento interior da pessoa de Jesus.

2. A reação de Jesus ao pedido do leproso. (v.41,42)

& 41 Jesus ficou com muita pena dele, tocou nele e disse: - Sim! Eu quero. Você está curado. 42 No mesmo instante a lepra desapareceu, e ele ficou curado. (NTLH)

 Notemos três coisas na reação de Jesus ao pedido do leproso:

  • Primeiro, “a compaixão de Jesus”. O texto nos diz que Ele “ficou com muita pena”. No entanto, não foi uma compaixão paternalista, mas uma dor interior pelo estado daquele homem. As palavras do leproso tocaram o íntimo de Jesus, as quais geraram no Senhor agonia ou algo que dói. Essa dor interior produziu em Jesus a compaixão, amor e cuidado.
  • Segundo, “Jesus tocou nele”! Para um homem comum, era proibido tocar em um leproso, pois ele seria também considerado impuro! Porém, Jesus o tocou e esse seria provavelmente o primeiro toque de alguém que o leproso recebeu em anos. Jesus tocou no que era intocável, pois Ele é o Único capaz de tocar onde qualquer ser humano é incapaz de fazê-lo!
  • Em terceiro lugar, “a declaração de Jesus”: “Eu quero. Você está curado.” Jesus poderia ter respondido como Eliseu respondeu a Naamã: &Como é que o rei da Síria quer que eu cure este homem? Será que ele pensa que eu sou Deus e que tenho o poder de dar a vida e de tirá-la? (2 Re.5:7 NTLH) Pelo contrário, Jesus disse que desejava a cura daquele homem e decretou: “Você está curado”. A purificação daquele leproso é a prova de que Jesus é Deus e a cura foi imediata!

3. A ordem de Jesus ao que foi leproso. (vs.43-45)

& 43 (43-44) E Jesus ordenou duramente: - Olhe! Não conte isso para ninguém, mas vá pedir ao sacerdote que examine você. Depois, a fim de provar para todos que você está curado, vá oferecer o sacrifício que Moisés ordenou. Então Jesus o mandou embora. 45 Mas o homem começou a falar muito e espalhou a notícia. Por isso Jesus não podia mais entrar abertamente em qualquer cidade, mas ficava fora, em lugares desertos. E gente de toda parte vinha procurá-lo.

Por que Jesus “ordena” ao homem para que não contasse a ninguém sobre o milagre que havia recebido do Senhor? Essa ordem não é estranha? Em nosso tempo, quando alguém é curado ou que recebe alguma bênção da parte de Deus, o que nós lhe pedimos? “Conte a todos o que você recebeu ‘aqui’!” Isso soa como propaganda tanto do lugar como da pessoa que foi instrumento de Deus para gerar a cura. Jesus tinha muito cuidado com isso.

Eu gostaria de fazer algumas observações nestas palavras finais de Jesus, ao homem que fora curado:

  • Em primeiro lugar, Jesus não busca o reconhecimento popular para ser reconhecido como um milagreiro! O Senhor não busca a adoração de uma multidão sem fé e sem o conhecimento de Quem Ele realmente é e do propósito real dos Seus atos. Jesus veio para transformar pessoas e não como curandeiro ou solucionador de todo tipo de problema humano. É muito perigoso transmitir uma imagem errada da pessoa e da missão de Jesus; por isso, toda pessoa que pretende testemunhar, que tenha conhecimento do Seu caráter e das razões de Ele ter vindo à Terra, para trazer a salvação aos homens.
  • Em segundo lugar, Jesus ficaria limitado em Seu ministério. (v.45b) Eu já ouvi pessoas dizendo que a nossa igreja é um local onde se ensina a Palavra de Deus e que não é um lugar onde Jesus cura pessoas. Então, para buscar a cura do Senhor é necessário buscar uma igreja onde Jesus está curando! Isso é um absurdo! Jesus está em nosso meio e Ele é Soberano e faz o que quiser! Eu não consigo entender que o ensino da Palavra de Deus impede o Senhor de curar pessoas. Eu vejo que muitos testemunhos que são dados não passam de propaganda, para trazer um brilho especial a uma determinada igreja e a um determinado pregador. Isso é pecado!
  • Em terceiro lugar, Jesus pede que o homem fosse examinado pelo sacerdote. Jesus mostra grande respeito à Lei de Moisés e à sociedade de Seus dias. O Senhor queria que tanto a liderança religiosa como a sociedade o aceitasse como uma pessoa que fora tocada e purificada por Deus. Há muitos que dão grandes testemunhos, mas suas vidas continuam impuras e com uma conduta desaprovada pelos princípios Divinos.

O nosso texto em Marcos tem como contexto o chamado dos discípulos, a fim de serem preparados para falar do Evangelho. (cf. Mc.5:14-20) Então, Jesus mostra a condição humana: ela está sob a influência satânica e acometida de enfermidades. (cf. Mc.5:21-34) Antes da cura do leproso, Jesus estava orando num lugar deserto, a fim de levar o Evangelho a várias localidades. O que ele encontraria? Pessoas que se sentiam superiores àqueles que eram considerados rejeitados.

Esse milagre mostra como a sociedade religiosa mantém à distância aqueles que ela considera impuros. No entanto, nós todos somos mais impuros do que podemos imaginar! Nós, em muitas ocasiões, mostramos a nossa “lepra espiritual”, pois tentamos a todo instante esconder a nossa impureza interna.

Muitas vezes, nós nos esquecemos de que o homem tem o hábito de analisar o seu semelhante pelo seu exterior e que o Senhor olha para o interior do ser humano. Deus olha para os nossos corações cheios de sujeira e nos oferece o caminho da Sua graça em Cristo Jesus.

Imaginemos se houvesse um projetor conectado a cada uma de nossas mentes nesse lugar e que expusesse todos os nossos pensamentos secretos! Que imagens nós veríamos? Sensuais? Ansiedade? Ódio, raiva, omissões, mentiras, orgulho e egoísmo? Todas essas coisas são repulsivas ou impuras. Elas podem alterar o curso de nossas vidas para pior. Afinal, Jesus disse:

& 14 Jesus chamou outra vez a multidão e disse: - Escutem todos o que eu vou dizer e entendam! 15 Tudo o que vem de fora e entra numa pessoa não faz com que ela fique impura, mas o que sai de dentro, isto é, do coração da pessoa, é que faz com que ela fique impura. 16 Se vocês têm ouvidos para ouvir, então ouçam. (Mc.7:14-16 NTLH)

Todos nós queremos viver sob as mãos e as bênçãos de Deus. Porém, Jesus ensinou que devemos buscar a pureza, a fim de sermos limpos de coração. Essa é uma condição para agradarmos a Deus e sermos verdadeiramente abençoados por Ele.

Que nós olhemos com atenção para a condição dos nossos pensamentos e do nosso coração, pois as nossas ações emergem do que pensamos e sentimos. Que nós tomemos cuidado para não sermos contados entre os “leprosos espirituais”, que podem causar nojo a Deus.

Que nós busquemos uma vida de comunhão com Deus, por meio de Jesus. Esta é a razão maior de Jesus ter vindo à Terra: promover uma aliança oferecida por Deus aos homens de boa vontade. Que nós aceitemos essa aliança e vivamos para a glória de Deus, pois dessa forma, seremos aceitos por Ele e as pessoas verão que fomos transformados pela graça de Deus em Cristo e O glorificarão, por causa de nossas boas obras.

ImprimirEmail