Não endureça o seu coração! - Parte 2

FAÇA DOWNLOAD:

mp3

Hebreus 3:7-11

Texto Bíblico:

& 7 Por isso, como diz o Espírito Santo: “Se hoje vocês ouvirem a voz de Deus, 8 não sejam teimosos [veja 3:15] como foram os seus antepassados quando se revoltaram contra ele, no dia em que eles o puseram à prova no deserto. [cf. Êx.17:2] 9 Ali os antepassados de vocês me desafiaram e me puseram à prova, embora eles tivessem visto o que eu fiz durante quarenta anos. [cf. Sl.95:9]; 10 Por isso fiquei irritado com aquela gente e disse: ‘Eles são gente de coração perverso e não querem obedecer aos meus mandamentos.’ 11 Eu fiquei irado e fiz este juramento: ‘Eles nunca entrarão na Terra Prometida, onde eu lhes teria dado descanso! (Hebreus 3:7-11 NTLH)

Estou usando o mesmo texto da semana passada e vou compartilhar quase os mesmos pensamentos, pois Deus, ao longo da semana, me levou a isso. Percebi que o Espírito Santo dirigiu o meu coração nessa meditação, a fim de salientar pontos importantes para a nossa saúde, tanto espiritual como moral.

A carta aos hebreus foi escrita para fortalecer os judeus cristãos, que por terem aceitado a mudança de Deus em suas vidas, porque ao aceitarem Jesus como Salvador e Senhor, passaram a sofrer tremendamente, perderam famílias, e muitos, os seus negócios. Foram espalhados pelo mundo e precisavam ser fortalecidos na sua fé em Cristo.

Nós também precisamos ser fortalecidos no Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo a cada dia e, portanto, ao ouvirmos a Palavra de Deus, que exige mudanças em nossas vidas, que não sejamos teimosos!

Que nós procuremos conhecer e praticar a vontade de Deus em todo o tempo. Que nós confiemos no amor de Deus que, pela graça de Cristo, nos conduzirá um dia à eternidade, a fim de gozarmos a vida mais bela e maravilhosa, sobre a qual nenhuma palavra humana pode descrever!

1. Que eu procure fazer a vontade de Deus, pois assim estarei lutando contra o meu orgulho e egoísmo.

Na semana passada, nós meditamos sobre a importância de aceitarmos e fazermos a vontade de Deus. Quando aceitamos e procuramos fazer a Sua vontade, nós lutamos contra o nosso orgulho e egoísmo pessoal, pois amamos primeiramente a Deus e depois o próximo, pois é assim que amamos a nós mesmos. É dessa maneira que nós provamos que servimos tanto a Ele como o próximo.

Jesus foi inquirido pelos líderes religiosos da Sua época, acerca de qual era o maior de todos os mandamentos e, então, Ele lhes deu a resposta:

& 36 - Mestre, qual é o mais importante de todos os mandamentos da Lei? 37 Jesus respondeu: - “Ame o Senhor [acolhê-Lo com respeito e prazer, sentir-se satisfeito Nele], seu Deus, com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente.” 38 Este é o maior mandamento e o mais importante. 39 E o segundo mais importante é parecido com o primeiro: “Ame os outros [acolher com respeito e prazer as pessoas, sentir-se satisfeito em fazer a vontade de Deus a elas] como você ama a você mesmo.” 40 Toda a Lei de Moisés e os ensinamentos dos Profetas se baseiam nesses dois mandamentos. (Mt.22:36-40 NTLH)

Se você ama a si mesmo, acolherá com respeito e muito prazer as declarações de Deus, ou seja, a Sua verdade, vontade, Seus planos para a sua vida, e se sentirá satisfeito Nele. Então, você prova esse amor “acolhendo” o próximo, seja ele inimigo ou não, a fim de praticar a vontade de Deus para com ele para, desse modo, aproximá-lo da graça Divina.

Isso mostra o quanto você é uma bênção tanto para Deus como para as pessoas. Além do mais, revela o quanto você verdadeiramente tem sido abençoado pelo Pai Eterno.

2. Que eu jamais me esqueça de que Deus me abençoa, a fim de que eu possa abençoar a Ele, Sua Obra e outras pessoas.

Quando servimos a Deus e ao nosso próximo, nós estamos abençoando tanto ao Senhor como outras pessoas. Nós aprendemos que abençoar está além do nosso desejo pessoal que alguém seja abençoado por Deus. O desejo de que alguém seja abençoado é válido, mas o ato de abençoar exige ações espirituais, emocionais e físicas.

Para que nós sejamos realmente uma benção, precisamos buscar uma vida de integridade. Como pode um enganador, mentiroso, traidor ou aproveitador abençoar pessoas? É impossível!

A pessoa que deseja ser uma benção aceitará todo o trabalho de Deus na sua vida e ansiará tornar-se “um instrumento útil” nas mãos do Senhor, para abençoar tanto a Ele como a outras pessoas e, consequentemente, a si mesma em um espírito de integridade.

Nós lemos que Deus abençoaria o mundo por meio da vida de Abraão (cf. Gn.12:3), porém, há um detalhe que nós precisamos observar:

& 1 Certo dia o SENHOR Deus disse a Abrão: - Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa do seu pai e vá para uma terra que eu lhe mostrarei. 2 Os seus descendentes vão formar uma grande nação. Eu o abençoarei, o seu nome será famoso [reconhecido, influente], e você será uma bênção para os outros. (Gn.12:1,2 NTLH)

Repare que Deus pede a Abraão para que ele saia do meio da cultura e dos costumes, tanto do seu povo como de seus parentes, e por quê? Você nunca será realmente abençoado por Deus, enquanto viver em uma cultura e costumes antigos, os quais Ele quer que você abandone. Por isso, Ele precisa ter o primeiro lugar na sua vida. Enquanto houver pessoas, costumes culturais ou interesses terrenos dominando a sua vida, dificilmente, você será abençoado com todas as riquezas das bênçãos Divinas!

Por que eu estou dizendo isso? Porque Deus quer usar a sua vida para influenciar espiritual e psicologicamente aqueles que estão longe Dele. Basta reparar o verso 2, onde Deus diz que abençoaria Abraão, tornaria o seu nome famoso ou influente e faria dele uma benção para outros povos.

Abraão aceitou com prazer a Deus, Seus planos para a sua vida e se sentiu satisfeito Nele. Pela sua obediência, Abraão foi abençoado e recebeu promessas da parte de Deus, porque se tornou Seu amigo!

3. Em vez de trilhar pelo caminho da teimosia, que eu procure ser “amigo de Deus”!

Abraão não hesitou ao aceitar a Palavra de Deus e não duvidou em seu coração. Ele creu em Deus e agiu pela fé, ou seja, ele foi fiel aos Seus planos todos os dias de sua vida. Não é à toa de que Abraão foi chamado de “amigo de Deus”!

& "O SENHOR diz ao povo de Israel: “Você é o meu servo, o povo que eu escolhi; vocês são descendentes de Abraão, meu amigo." (Is.41:7 NTLH)

& Assim aconteceu o que as Escrituras Sagradas dizem: “Abraão creu em Deus, e por isso Deus o aceitou.” E Abraão foi chamado de “amigo de Deus”. (Tg.2:23 NTLH)

Nós também somos descendentes de Abraão, no que tange à fé e, por isso, Deus quer nos chamar de “Seus amigos”, além de filhos. Há filhos que não são amigos de seus pais, pois os ouvem, mas não os obedecem. A fé exige atos de fidelidade, compromisso e companheirismo. Deus determinara a Abraão que o seu ciclo de vida entre os seus havia terminado e o Senhor estava mudando os rumos da sua vida. Ele aceitou porque aprendeu a crer e a amar a Deus.

Abraão não apenas amou a Deus, mas também amou a Sua vontade e Seus planos para a sua vida. Nós temos aprendido que nos últimos dias o orgulho, o egoísmo, a maldade, a incredulidade e o coração endurecido serão marcas acentuadas tanto na Igreja como na sociedade de modo geral. (cf. 2 Tm.3:1-5)

4. Que eu saiba avaliar o meu coração, a fim de me preparar para as mudanças exigidas por Deus.

Quando estudo a Bíblia, eu percebo que Deus determina o final de determinados períodos. Para exemplo, quando Deus chamou Noé, Ele estava determinando o fim de um tempo e o começo de outro.

Ao lermos Gênesis, capítulo 6, é fácil notarmos as condições do coração humano. Os homens estavam cheios de perversidade, maldade, corrupção e imoralidade. Devido ao orgulho e ao egoísmo, a incredulidade na época de Noé era tão marcante e chegara a tal ponto que não havia condições para uma reversão. A destruição veio por meio do dilúvio! Somente Noé e sua família se salvaram da grande enchente!

Você se lembra de José? Quando o seu período de tempo com a sua família estava no fim, qual era a condição do coração de seus irmãos? Depois da morte de Josué, qual era a condição do coração do povo de Israel? Deus precisou levantar juízes, e o primeiro deles foi Otniel. (cf. Jz.3:8)

Qual era a condição do coração do povo de Israel na vinda de Jesus à Terra? Não era de incredulidade, orgulho, egoísmo, corrupção e maldade? Jesus usou uma passagem do profeta Isaías para expressar a condição espiritual e moral daquele povo nos seus dias:

& 8 “Deus disse: Este povo com a sua boca diz que me respeita, mas na verdade o seu coração está longe de mim. 9 A adoração deste povo é inútil, pois eles ensinam leis humanas como se fossem meus mandamentos.” (Mt.15:8,9 NTLH)

O nosso tempo sobre a Terra está terminando e qual é a condição do coração das pessoas? Você pode perceber isso?

Outro exemplo: Deus quer que uma igreja vá para outro nível, pois os caminhos e pensamentos de Deus sempre são mais elevados e, portanto, o Senhor sempre nos incentiva a mudanças, a caminhos de transformações. O que se nota nesses momentos, senão corações endurecidos, teimosos, rebeldes, traidores e desobedientes?

É por isso que sempre clamamos por um avivamento, mas para alguns, esse termo significa apenas explosões de alegrias fantasiosas! Alguns dizem que sua igreja está avivada, porque existem curas, funções de demônios, gritarias e outras coisas.

Porém, essas coisas não representam o verdadeiro avivamento, pois ele, quando chega, traz respeito, temor, amor, fidelidade e compromisso com o Evangelho. Essas atitudes são vistas em toda a liderança e, então, elas são pregadas ou anunciadas ao povo de Deus, a fim de agirem do mesmo modo.

Avalie o seu coração neste momento, pois Deus pode estar dando um novo rumo à sua vida, mas quais são as condições do seu coração? Orgulho, egoísmo, teimosia, endurecimento, rebeldia e falta de respeito ou temor a Deus?

Você está com medo de amar a Deus e ser fiel a Ele? Você perdeu a vontade de dar a Ele louvores e gratidão? Você está se tornando uma pessoa amarga e cheia de lamúrias ou gemidos?

Não seja teimoso, mas aprenda a confiar Naquele a quem você um dia entregou a sua vida e prometeu amá-Lo até a morte! Se você fechar os seus olhos para as mudanças de Deus, não se tornará igual ao povo dos dias de Noé? Aos irmãos de José? Ao povo de Israel após a morte de Josué? Em vez de serem abençoados, experimentaram grandes tragédias e até a destruição pessoal.

Não é isso que Deus planejou para você:

& 11 “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês", diz o Senhor, "planos de fazê-los prosperar [abençoar]e não de lhes causar dano [aflição], planos de dar-lhes esperança e um futuro. 12 Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei. (Je.29:11,12 NTLH)

Há quanto tempo você não busca a Deus realmente de coração? Você tem transformado a sua fé em uma religião, a qual você preencheu com vários rituais próprios? Deus está querendo mudar sua vida e, então, pare de criar leis e mandamentos religiosos para si mesmo! Aceite definitivamente a direção de Deus e o momento que ele lhe dá. Rejeite a teimosia!

A minha esperança é que depois dessa meditação, tenhamos o nosso coração quebrantado diante de Deus, assim como fazia o nosso amado Jesus. Ele sempre estava pronto para aceitar os caminhos de Deus, ainda que duros fossem! Obediente, ressuscitou, e vivo está entre nós!

Portanto, dentro do seu momento, ainda que tenebroso, Jesus pode ajudá-lo, a fim de que você não enfrente a situação como alguém que está morto para Deus, mas cheio da vida eterna, a vida completa prometida por Ele e que glorifica o Pai, pois quem a tem, Nele se sente satisfeito!

ImprimirEmail