MENSAGENS DA SEMANA

 Domingo:    mp3    
 Terca - Feira :    mp3    

CLIQUE COM O BOTÃO DIREITO E FAÇA DOWNLOAD.


ARQUIVOS DE MENSAGENS

Domingo
Terça - Feira 

ÚLTIMOS VÍDEOS

  • FAÇA DOWNLOAD: Marcos 1:14,15 Texto Bíblico: &  14 Depois que João foi preso, Jesus seguiu para a região da Galiléia e ali anunciava a boa notícia que vem de Deus. 15 Ele dizia: - Chegou a hora, e o Reino de Deus está perto. Arrependam-se dos seus pecados e creiam no evangelho.  (Mc.1:14,15 NTLH) O texto nos diz que João Batista foi preso, e por quê? Por anunciar o Reino do Messias e a imoralidade, tanto dos governantes como dos líderes religiosos judeus da sua época. A mensagem que Deus colocou em seu coração lhe trouxe problemas ou adversidades, as quais culminariam na sua execução. Eu ouço com certa constância que aquele que se envolve no Evangelho de Deus em Cristo não sofre. Isso é verdade? Claro que não! Então, eu pretendo compartilhar com você um pouco sobre a realidade do sofrimento na vida cristã. Antes de tudo, você já reparou acerca da vida daquele que não é religioso e que não está comprometido com os valores e missão de Cristo, mas que demonstra alto grau de conceitos morais onde vive? Essa pessoa vive uma vida tranquila? Por acaso, ela não é zombada, ridicularizada ou escarnecida? Essa zombaria visa colocar o indivíduo (a vítima) à margem de todos que não pensam como ela. E na escola, um aluno que se conduz por meio de bons preceitos morais não sofre “bullyings”? Essa prática no Brasil, infelizmente, cresce a cada dia! “Bullying” é um termo da língua inglesa (bully = “valentão ou intimidador”) que se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas, que são exercidas por um ou mais indivíduos, causando dor e angústia, com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa sem ter a possibilidade ou capacidade de se defender, sendo realizadas dentro de uma relação desigual de forças ou poder. O “bullying” não acontece somente nas escolas, mas em vários ambientes e, geralmente, é praticado por pessoas que têm pouca empatia (ação de se colocar no lugar de outra pessoa, buscando agir ou pensar da forma como ela pensaria ou agiria nas mesmas circunstâncias), pertencentes a famílias desestruturadas, em que o relacionamento afetivo entre seus membros tende a ser escasso ou precário, ou seja, de péssima qualidade espiritual e moral. Se no “mundo” (um sistema filosófico de vida que se opõe aos princípios e valores da Verdade Divina) acontece isso, imagine quando dentro desse “sistema” alguém procura praticar o Cristianismo com devoção a Cristo Jesus! Essa pessoa terá problemas, seja em casa, no trabalho, na escola e com os amigos. Se você não age como o “sistema” impõe, com certeza, terá problemas! O Evangelho de Deus ensina que o “sistema” no qual vivemos é decaído! Ele existe fora dos princípios do Reino de Deus e, por isso, tenta moldar seus membros pelos princípios da mentira e não da Verdade Divina. Certa vez, Jesus disse aos líderes religiosos da Sua época: & 43 Por que é que vocês não entendem o que eu digo? É porque não querem ouvir a minha mensagem. 44 Vocês são filhos do Diabo e querem fazer o que o pai de vocês quer. Desde a criação do mundo ele foi assassino e nunca esteve do lado da verdade porque nele não existe verdade. Quando o Diabo mente, está apenas fazendo o que é o seu costume, pois é mentiroso e é o pai de todas as mentiras. 45 Mas, porque eu digo a verdade, vocês não crêem em mim. (Jo.8:43-45 NTLH) O “mundo” odeia a Verdade Divina e procura, o tempo todo, fugir dela! Os filhos do “mundo” sempre distorcem o Evangelho de Deus, a fim de encontrarem justificativa para os seus atos imorais e mentirosos. Todo aquele que não vive dentro desse “sistema filosófico” terá problemas e, além do mais, perceberá que, aos poucos, é rejeitado e zombado. Se o “mundo” zomba daquele que vive pelos princípios da verdade, imagine dos que amam a Verdade de Deus e o Evangelho de Deus! O próprio Jesus nunca excluiu o sofrimento à vida daqueles que O seguem, pois Ele mesmo disse aos Seus discípulos: & "(...) por estarem unidos comigo, vocês tenham paz. No mundo vocês vão sofrer; mas tenham coragem. Eu venci o mundo." (Jo.16:33 NTLH) Quem está unido com Cristo, tem a paz de Deus, ou seja, não vive em conflito com Ele, ou afastado Dele. Portanto, essa pessoa deve aceitar a realidade do sofrimento, pois o próprio Jesus disse que “no mundo vocês vão sofrer”! No entanto, a proposta de Jesus é que tenhamos coragem (com confiança) para vencermos a pressão mundana, assim como Ele venceu! O “mundo” tem seus próprios meios para resolver conflitos e a sua condução sempre visa um bem-estar falso, pois objetiva uma política de vida contaminada por interesses próprios e, portanto, a base das suas soluções é o amor próprio e a mentira. O mundo quer que você siga os exemplos daqueles que praticam os seus princípios. A promessa é que se você imitá-los, será mais forte, invencível, respeitado, bem-sucedido e próspero, materialmente falando. No Cristianismo não é diferente. Deus nos dá pessoas que vivem em comunhão com Ele, as quais nos servem de exemplos de conduta elevada, tanto espiritual como moral em diferentes situações. A promessa é a libertação do espírito da mentira, do mundanismo (como filosofia de vida), a sabedoria para enxergar as coisas com o olhar de Deus e a eternidade. Então, a opção cabe ao indivíduo que ouve tanto a voz do “mundo” como do “Evangelho de Deus”. Vamos ler um texto bíblico (2 Timóteo 3:1-9) onde Paulo admoesta Timóteo a considerar as características do comportamento humano dos últimos dias: & 1 Lembre disto: nos últimos dias haverá tempos difíceis. 2 Pois muitos serão egoístas, avarentos, orgulhosos, vaidosos, xingadores, ingratos, desobedientes aos seus pais e não terão respeito pela religião. 3 Não terão amor pelos outros e serão duros, caluniadores, incapazes de se controlarem, violentos e inimigos do bem. 4 "Serão traidores, atrevidos e cheios de orgulho. Amarão mais os prazeres do que a Deus;" 5 parecerão ser seguidores da nossa religião, mas com as suas ações negarão o verdadeiro poder dela. Fique longe dessa gente! 6 Alguns deles entram nas casas e conseguem dominar mulheres fracas, que estão cheias de pecados e que são levadas por todo tipo de desejos. 7 São mulheres que estão sempre tentando aprender, mas nunca chegam a conhecer a verdade. 8 Assim como Janes e Jambres foram contra Moisés, assim também esses homens são contra a verdade. [base histórica: Êx.7:10-12] Eles perderam o juízo e fracassaram na fé. 9 Mas não irão longe, pois todos verão como eles são tolos. Foi isso que aconteceu com Janes e Jambres. (2 Tm.3:1-9 NTLH) Paulo motiva Timóteo a tê-lo como exemplo (2 Timóteo 3:10-15): & 10 Mas você [Timóteo] tem seguido os meus ensinamentos, a minha maneira de agir e o propósito que tenho na minha vida. E tem seguido também a minha fé, a minha paciência, o meu amor, a minha perseverança, 11 as minhas perseguições e os meus sofrimentos. Você sabe tudo o que me aconteceu nas cidades de Antioquia, de Icônio e de Listra. Que terríveis perseguições eu sofri! Porém o Senhor me livrou de todas elas. 12 Todos os que querem viver a vida cristã unidos com Cristo Jesus serão perseguidos. 13 Porém as pessoas más e fingidas irão de mal a pior, enganando e sendo enganadas. 14 Quanto a você, continue firme nas verdades que aprendeu e em que creu de todo o coração. Você sabe quem foram os seus mestres na fé cristã. 15 E, desde menino, você conhece as Escrituras Sagradas, as quais lhe podem dar a sabedoria que leva à salvação, por meio da fé em Cristo Jesus. (2 Tm.3:10-15 NTLH) 1. Que nós busquemos exemplos de cristãos verdadeiros com experiências cristãs comprovadas. (vs.10,11) & 10 Mas você [Timóteo] tem seguido os meus ensinamentos, a minha maneira de agir e o propósito que tenho na minha vida. E tem seguido também a minha fé, a minha paciência, o meu amor, a minha perseverança, 11 as minhas perseguições e os meus sofrimentos. Você sabe tudo o que me aconteceu nas cidades de Antioquia, de Icônio e de Listra. Que terríveis perseguições eu sofri! Porém o Senhor me livrou de todas elas. (NTLH) 2. Que nós aceitemos a realidade das rejeições e perseguições, devido à nossa unidade com os propósitos de Cristo. (v.12) & 12 Todos os que querem viver a vida cristã unidos com Cristo Jesus serão perseguidos. (NTLH) 3. Que nós não nos desviemos do Evangelho de Deus, para que não sejamos enganados e não colhamos o pior em nossas vidas. (v.3) & 13 Porém as pessoas más e fingidas irão de mal a pior, enganando e sendo enganadas. (NTLH) O sentido destas palavras é que os homens mundanos, malignos e até os falsos mestres que estão dentro da Igreja se tornarão cada vez piores, enganando a muitos, pois eles estão sendo enganados por Satanás. 4. Que nós continuemos firmes na Verdade que aprendemos, a fim de sermos sábios e plenamente salvos. (vs.14,15) & 14 Quanto a você, continue firme nas verdades que aprendeu e em que creu de todo o coração. Você sabe quem foram os seus mestres na fé cristã. 15 E, desde menino, você conhece as Escrituras Sagradas, as quais lhe podem dar a sabedoria que leva à salvação, por meio da fé em Cristo Jesus. (NTLH) Eu sei que Deus nos livra de muitas dificuldades, mas de outras não! O meu desejo é que você entenda a realidade do sofrimento na vida cristã. Nenhum cristão está livre do sofrimento, tanto para ser aperfeiçoado como para servir de exemplo a outras pessoas. Que nós temamos a falta da sabedoria e do poder de Deus em nossas vidas, e não o sofrimento. Com Cristo, venceremos o mundo e com Ele abraçaremos a Eternidade! Essa é a minha esperança! Que Deus nos abençoe! Leia Mais
  • FAÇA DOWNLOAD: Marcos 1:14,15 Texto Bíblico: &  14 Depois que João foi preso, Jesus seguiu para a região da Galiléia e ali anunciava a boa notícia que vem de Deus. 15 Ele dizia: - Chegou a hora, e o Reino de Deus está perto. Arrependam-se dos seus pecados e creiam no evangelho.  (Mc.1:14,15 NTLH) Na semana passada, nós vimos que: A vida é muito curta em relação à eternidade; portanto, que nós aprendamos a viver de acordo com o tempo de Deus e não pelo tempo do homem. Nós aprendemos também que Jesus não realizava nada por impulso próprio (cf. Jo.5:19) nem de terceiros. (cf. Lc.11:29; Jo.2:1-5) Além do mais, vimos que: Aqueles que vivem no tempo do homem não entendem o senhorio de Cristoe, dificilmente, se submetem a Ele. (cf. Jo.7:2-6) Aqueles que vivem no tempo do homem praticam uma cultura religiosa e social à parte de Jesus Cristo. Aqueles que vivem no tempo do homem agem pela sabedoria mundana e não pela sabedoria de Deus. (cf. Jo.7:4) Hoje em dia, o maior problema, tanto da Igreja como da sociedade não é a falta de milagres, mas a submissão a Deus e uma pura confiança Nele, por meio da Pessoa e do exemplo de Jesus. Então, que nós sempre observemos o conselho de Pedro: & Portanto, sejam humildes debaixo da poderosa mão de Deus para que ele os honre no tempo certo. (1 Pe.5:6 NTLH) O que significa estar submisso debaixo da poderosa mão de Deus? Significa livrar-se de toda arrogância humana e, modestamente, submeter-se à direção Divina em todas as ocasiões. O sentido mais forte seria: “comportar-se como um escravo de Deus”. Um escravo não define tempo ou hora para realizar alguma tarefa, mas ele se coloca sob as ordens do seu Senhor. Eu percebo que nas palavras de Pedro nunca haverá honra àquele que não entrega os seus direitos pessoais ao Criador, pois tudo deve acontecer no tempo que Ele determina. Eu reconheço que não é fácil reconhecermos o “tempo de Deus”. Ele não envia nenhuma mensagem via “WhatsApp” ou “Facebook” a quem quer que seja, pois somos chamados para vivermos em comunhão e submissão ao Senhor. Então, como nós podemos descobrir o “Tempo do Senhor” e sermos honrados por Ele no momento oportuno? 1. Evite o uso de pensamentos e palavras positivas, pensando que essa atitude garantirá sucesso. Nós somos chamados por Deus para pensarmos os Seus pensamentos e para andarmos nos Seus caminhos. (veja Isaías 55:8,9) Certa vez, Jesus disse o seguinte: & Eu não tenho falado em meu próprio nome, mas o Pai, que me enviou, é quem me ordena o que devo dizer e anunciar. (Jo.12:49 NTLH) O sentido é que Jesus não veio para transmitir Suas próprias ideias, mas replicar o que o Pai Lhe disse às pessoas. Em muitas ocasiões adversas, nós somos aconselhados a falar positivamente, pois dizem ser essa a vontade de Deus. Lamento dizer que isso não é bíblico. Então, caso não tenhamos conhecimento de algum princípio bíblico para uma determinada situação, que fiquemos em silêncio e que nos apliquemos à oração e à meditação da Palavra de Deus. Além do mais, que nos aconselhemos com pessoas experimentadas e verdadeiramente tementes a Deus, pois elas poderão nos auxiliar em momentos de grandes dificuldades. 2. Use o tempo que Deus lhe dá com grande responsabilidade e seriedade. Jesus sempre teve um forte senso de obediência ao Pai com relação à utilização do Seu tempo. Lembremo-nos sempre que Jesus não permitiu que a Sua própria mãe determinasse sobre quando deveria transformar a água em vinho, na festa de casamento em Caná da Galileia, mas Ele realizou o milagre sob a determinação e no tempo do Pai Eterno. (cf. Jo.2:4) & 3 Quando acabou o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: - O vinho acabou. 4  Jesus respondeu: - Não é preciso que a senhora diga o que eu devo fazer. Ainda não chegou a minha hora. 5  Então ela disse aos empregados: - Façam o que ele mandar. (Jo.2:3-5 NTLH) Portanto, que nós saibamos determinar nossas prioridades e metas gerais, a partir da sabedoria da Palavra de Deus, da oração e da comunhão com Ele, procurando usar o nosso tempo com a consciência de que iremos prestar contas ao Pai, pelo modo de como gastamos o tempo que Dele recebemos. Jesus está praticando a verdade que aprendemos, com Pedro. (cf. 1 Pe.5:6) 3. Viva com o propósito de glorificar a Deus e esteja certo de estar fazendo o que Ele lhe pediu para fazer. O nosso propósito neste mundo deve ser o mesmo do de Jesus, ou seja, glorificar a Deus, realizando o que Ele pediu que fizéssemos. Jesus disse: & - A minha comida - disse Jesus - é fazer a vontade daquele que me enviou e terminar o trabalho que ele me deu para fazer. (Jo.4:34 NTLH) Jesus está dizendo que o que alimentava a Sua vida e a fortalecia era fazer a vontade de Deus e terminar a tarefa Divina que Lhe foi dada. Jesus terminou o Seu trabalho em três anos! Eu conheço pessoas que sempre dizem estar fazendo a vontade de Deus, mas nunca terminam o que iniciam. Sempre desistem no meio do caminho! Elas começam com grande entusiasmo, mas lhes falta a obediência, ou seja, a humildade para se submeterem à poderosa mão de Deus. Apesar de terem boa vontade, são insubmissos e agem sempre pelas suas próprias ideias e não pelos pensamentos elevados de Deus; o resultado é fracasso de tarefas mal- sucedidas. A nossa tarefa cristã não é impressionar pessoas com as nossas declarações “positivistas”, mas abençoar o próximo pela prática do bem mais elevado, o qual é proveniente do amor e da graça Divina. Antes de fazermos declarações vitoriosas às pessoas e tentar impressioná-las com uma “fé cheia de imaginações”, nós deveríamos nos perguntar: “O que eu estou falando ou fazendo glorifica o Pai, conduz a pessoa a ser humilde a Ele, ou estou tentando conseguir algum benefício próprio?” O apóstolo Paulo declarou o seguinte: & 31 Portanto, quando vocês comem, ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus. 32 Vivam de tal maneira que não prejudiquem os judeus, nem os não-judeus, nem a Igreja de Deus. 33 Façam como eu. Procuro agradar a todos em tudo o que faço [bom comportamento, não repugnante], não pensando no meu próprio bem, mas no bem de todos, a fim de que eles possam ser salvos. (1 Co.10:31-33 NTLH) 4. Desenvolva uma mentalidade de colheita e posicione-se em cada situação à luz da eternidade. Nós conhecemos a história de Jesus sobre o Seu encontro com a mulher samaritana, quando Ele lhe pediu água. No mesmo texto, nós podemos perceber como os discípulos tinham uma mentalidade temporal e humana. Eles estavam focados em obter algum alimento, a fim de que pudessem continuar com a viagem. Porém, Jesus tinha uma mentalidade de colheita. Ele posicionou o Seu foco para o que Deus poderia fazer naquela situação com a mulher e para com os samaritanos da aldeia próxima. (cf. Jo.4:4-42) Convenhamos: quantas vezes estamos em uma festa e o nosso único prazer é desfrutar da alegria das conversas, da comida, da bebida, e não questionamos sobre a vontade de Deus para nós naquele lugar! Sem uma mentalidade de colheita, as pessoas passam por nós sem que plantemos uma semente da eternidade em seus corações! Então, nós nunca estaremos em algum lugar por acaso! Que nós nos posicionemos sempre à luz da eternidade em toda situação, a fim de abençoarmos o próximo com o amor e a graça de Deus. 5. Seja razoavelmente prudente, mas não coloque o conforto pessoal acima da vontade de Deus. Eu não posso lhe dar uma regra rápida para determinar sobre quando você deve arriscar sua vida por causa do evangelho e quando deve usar a cautela para escapar de algum desconforto ou perseguição. Porém, todos nós devemos ter em mente que o nosso maior objetivo é glorificar a Deus através do Evangelho. Às vezes, isso pode implicar uma exposição a algum risco pessoal. 6. Esteja disposto a confrontar com moderação, mas com convicção bíblica, a cultura deste mundo sem Deus. & 24 O servo do Senhor não deve andar brigando, mas deve tratar todos com educação. Deve ser um mestre bom e paciente, 25 que corrige com delicadeza aqueles que são contra ele. Pois pode ser que Deus dê a eles a oportunidade de se arrependerem e de virem a conhecer a verdade. (2 Tm.2:24,25 NTLH) Leia Mais
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10

HEBROM DO FACEBOOK

HORÁRIOS DAS REUNIÕES

relogio

Domingos, às 18:00hs
Terças-feiras, às 20:00hs

LOCALIZAÇÃO